Travesti líder comunitária é morta a tiros quando caminhava na rua em Maracanaú, na Grande Fortaleza

Uma travesti foi assassinada a tiros na noite deste sábado (29) na Rua Carvalho Nogueira, no município de Maracanaú, Região Metropolitana de Fortaleza. De acordo com informações da delegacia da área, Rogéria Paiva, 46 anos, era líder comunitária e havia entrado em conflito com membros de uma facção criminosa que atua na área. Ninguém foi preso.

Ainda segundo a polícia, ela foi atingida na região cervical e lombar. Conforme relatado pela polícia, dois homens chegaram e dispararam com arma de fogo. Rogéria não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

A Secretaria da Segurança Pública (SSPDS) informou, por meio de nota, que equipes do Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) e da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) foram acionadas para iniciar as investigações acerca do crime de homicídio que resultou na morte da travesti.

Fonte: G1-CE

Notícias Relacionadas