Paulista de 28 anos leva ouro inédito para o Brasil no Mundial de taekwondo paralímpico

A paulista Débora Menezes, de 28 anos, venceu as quatro lutas que disputou na Classe K44 no Campeonato Mundial de taekwondo paralímpico em Antalya, na Turquia, nesta quarta-feira, e conquistou um ouro inédito para o Brasil na modalidade, que estreia nos Jogos Paralímpicos em Tóquio 2020. Três dos duelos foram contra lutadoras do top 5 mundial.

– Se lutei? Lutei demais, com muita garra e foco – disse, orgulhosa, a atleta.

No caminho para o título, Débora foi consistente diante de rivais de currículo expressivo. Na estreia, nas oitavas de final, superou Palesha Goverdhan, do Nepal, por um placar apertado: 15 x 13. Na sequência, derrotou a marroquina Rajae Akermach, segunda colocada no ranking mundial, por 5 x 3.

Na semifinal, outra adversária com histórico destacado: a francesa Laura Schiel é a terceira do ranking internacional, e Débora venceu com autoridade, por 16 x 5. Na final, mediu forças com Guljonoy Naimova, do Uzbequistão, quarta no ranking mundial. A vitória do título foi com um placar de 7 x 3.

Nos Jogos Paralímpicos do Japão, serão 12 classificadas na categoria +58kg, a mais pesada.

– Tanto no masculino quanto no feminino são três categorias. Acaba que nessa minha existem discrepâncias. Tem gente com mais de 100kg e dois metros de altura. Eu tenho cerca de 75kg e 1,60m. Faz diferença – explicou Débora, que buscou nos treinos formas de driblar essa adversidade.

Além do Mundial, o calendário de 2019 também reserva atenção especial para os Jogos Parapan-Americanos de Lima, no Peru, no segundo semestre, e etapas do circuito mundial.

– O Parapan é bem favorável. Vale 40 pontos no ranking. E não existem muitas atletas fortes na minha categoria aqui no continente – concluiu.

Fonte: G1

Notícias Relacionadas