Incêndio de grandes proporções atinge fábrica de material de reciclagem, na Grande Fortaleza

Um incêndio de grandes proporções atingiu o depósito de uma fábrica de reciclagem na noite desta sexta-feira (10), no município de Aquiraz, Região Metropolitana de Fortaleza. O fogo começou por volta das 19h.

Segundo o Corpo de Bombeiros, as chamas se espalharam rapidamente por uma área de 500 m² da fábrica que contém uma carga de material com grande potencial combustível, como plásticos e papelão.

De acordo com capitão Wilson, a previsão é que todos os focos de incêndio na fábrica sejam apagados em até 48 horas. “Devido o tamanho do depósito o acesso ao material que está em chamas é muito difícil e perigoso. Então a gente tem que, primeiramente, levar em consideração a segurança do bombeiro que está trabalhando”, afirma.

Previsão dos bombeiros é que todos os focos do incêndio sejam apagados em 48h. — Foto: Rafaela Duarte/Verdes Mares

Previsão dos bombeiros é que todos os focos do incêndio sejam apagados em 48h. — Foto: Rafaela Duarte/Verdes Mares

Conforme o capitão, o processo pode ser acelerado com a ajuda de uma retroescavadeira, que já foi solicitada e está sendo levada para para auxiliar nos trabalhos.

Devido à proporção do incêndio foram enviadas guarnições de Messejana, Mucuripe e do município de Horizonte, em um total de 22 homens, que estão se revezando no local para debelar as chamas. Não há registro de pessoas feridas.

Equipes da Enel foram acionadas pelos bombeiros para fazerem o desligamento da rede elétrica da fábrica, mas até às 23h50 não haviam comparecido ao local.

Conforme testemunhas, os proprietários moram em uma casa no mesmo terreno da fábrica de reciclagem. Parte dos móveis e objetos da residência foram retirados com a ajuda de populares.

Parte dos móveis dos proprietários da fábrica foram retirados com a ajuda de populares. — Foto: Rafaela Duarte/Verdes Mares

Parte dos móveis dos proprietários da fábrica foram retirados com a ajuda de populares. — Foto: Rafaela Duarte/Verdes Mares

O casal criava animais como galinhas, ovelhas, porcos e patos. Alguns deles foram atingidos pelo fogo e morreram carbonizados. Cavalos que estavam nas dependências do terreno foram resgatados com ajuda dos vizinhos, que quebraram um pedaço do muro para fazer a retirada dos equinos.

Fonte: G1-CE

Notícias Relacionadas