Seleção da Copa América deste ano repete oito chamados por Dunga para torneio de 2016

Mais de um terço dos convocados por Tite para a Copa América deste ano esteve na última campanha brasileira no torneio sul-americano, na Copa América Centenário, disputada em 2016, nos Estados Unidos.

O goleiro Alisson, que na época estava no Internacional, e o também goleiro Ederson, à época no Benfica, formaram o trio com Diego Alves, do Flamengo, à época no Valencia.

Na defesa, Miranda (Inter de Milão), Marquinhos (PSG), Daniel Alves, na época do Barcelona e Filipe Luis (Atlético de Madrid), foram chamados há três anos e novamente agora.

No meio-campo, o barcelonista Phillippe Coutinho, que era do Liverpool, foi chamado. E Casemiro (Real Madrid), repetiu o chamado de 2016 em 2019.

Por outro lado, 15 atletas lembrados na ocasião não foram chamados neste ano.

Alguns, como Gabigol, agora no Flamengo, Douglas Costas (Juventus), Willian (Chelsea) e principalmente Fabinho (Liverpool) até foram cogitados.

Outros, no entanto, tornaram-se cartas completamente fora do baralho.

São os casos do lateral Douglas Santos (Ex-Atlético-MG, hoje no Hamburgo), Lucas Lima (Palmeiras), à época no Santos; Luiz Gustavo, do Wolfsburg; e Elias, que era do Corinthians e hoje veste a camisa do Atlético-MG.

Gil (Shandong Luneng) e Renato Augusto (Beijing FC).

Fonte: msn

Notícias Relacionadas