Explosão solar gigantesca pode atingir Terra nos próximos 100 anos

Cientistas estão analisando novos dados relativos as erupções solares e descobriram que existe a possibilidade de que uma gigantesca possa atingir o planeta Terra nos próximos anos bem como quais os possíveis danos ela causaria.

Existe um tipo de explosão solar chamado de superflares e que realmente, são muito comuns em sistemas cujas estrelas estão em uma idade mais “madura”. O que descobriu-se agora é que esses eventos também podem acontecer com estrelas mais jovens, como é o caso do nosso Sol.

Fonte: Pixabay

Descoberta incrível

Ao investigar os novos dados, foi possível avaliar com um grau maior de certeza a possibilidade de um superflare ocorrer e mensurar quais seriam os efeitos.

Caso um superflare explodisse do Sol, há uma grande chance de que a Terra esteja em seu caminho e, se isso acontecer, essa erupção poderia interferir na comunicação terrestre, afetar o funcionamento de equipamentos eletrônicos, provocar apagões e até curto-circuito em satélites de comunicação que estivessem em órbita.

Apesar de ser um cenário impressionante, os cientistas ressaltam que é um evento extremamente raro e que acontece de milhares em milhares de anos, mas que também existe uma pequena chance de o planeta passar por um deles nos próximos 100 anos.

Telescópio Kepler

Os dados para essa descoberta vieram do Kepler. O telescópio está no espaço desde 2009 em busca de planetas que estejam circulando estrelas distantes, mas foi exatamente por aqui que ele também foi útil.

De acordo com os pesquisadores responsáveis pela análise dos dados, as labaredas são comuns no Sol e elas até tem um tamanho médio que pode ser considerado como normal. Por outro lado, o que as informações do Kepler esclareceram é que elas também podem chegar a ser milhares de vezes maiores do que se imaginava.

Fonte: TecMundo

Notícias Relacionadas