Austrália e Malásia anunciam primeiros casos de coronavírus

A Austrália e a Malásia divulgaram neste sábado (25) que registraram os primeiros casos de pessoas infectadas pelo coronavírus, que contraíram a chamada pneumonia de Wuhan, em referência à cidade da China em que está o foco do surto.

De acordo com as autoridades de saúde do estado de Victoria, na Austrália, um homem de 50 anos, identificado apenas como um turista chinês, foi o primeiro paciente da doença no país.

“Está em condição estável, apesar da enfermidade respiratória. Foi confirmado o resultado positivo às 2h15 (12h15 de sexta-feira – 24), após ter sido realizada uma série de exames”, diz comunicado do Departamento de Saúde e Serviços Humanos de Victoria.

O homem está internado em um hospital de Melbourne, após ter chegado no dia 19 de janeiro à Austrália, procedente de Wuhan, em voo que teve escala na cidade de Guangzhou, ainda segundo a nota do órgão regional australiano.

O Departamento de Saúde do estado de Nova Gales do Sul, por sua vez, revelou que investigava cinco possíveis casos de infecção pelo vírus 2019-nCoV, e posteriormente revelou que três acabaram sendo positivos.

Os pacientes teriam viajado recentemente à Wuhan, e um deles teria tido contato direto com uma pessoa infectada, que estava na China.

Na Malásia, o ministro da Saúde, Dzulkefly Ahmad, confirmou que três cidadãos chineses que entraram no país por terra, através de Cingapura, são os primeiros pacientes da pneumonia de Wuhan a serem registrados no país.

Todos, segundo o representante do governo, seriam familiares com um homem de 66 anos e com o filho dele, ambos infectados pelo coronavírus, que estão em tratamento na cidade-estado vizinha.

De acordo com o ministro, os três chineses ainda não mostram sinais da doença e foram colocados em quarentena logo após chegarem na cidade de Johor Baru, na fronteira com Cingapura. Em seguida, foram levados para um hospital perto de Kuala Lumpur.

Acredita-se que os pacientes e os dois que estão na cidade-estado vizinha, formavam um grupo de nove pessoas que viajaram de Guangzhou, na China, para Cingapura no último dia 20.

O novo coronavírus da chamada pneumonia de Wuhan já provocou 41 mortes, entre os 1.287 infectados que foram diagnosticados na China, segundo informou hoje a Comissão Nacional de Saúde do país de origem do surto.

Fonte:  R7

Notícias Relacionadas