Vendas de celulares na China podem cair 50% devido ao coronavírus

O surto de coronavírus já está afetando a economia na China. Segundo relatórios de analistas da área, as vendas de celulares no país podem sofrer uma queda de até 50% no primeiro trimestre deste ano.

Devido ao crescente número de infectados ao redor do mundo e, sobretudo na China, inúmeras lojas do país fecharam por um longo período de tempo e ainda não conseguiram retomar suas produções totalmente.

A empresa de pesquisa do setor de tecnologia, IDC, estima que as vendas de celulares tenham uma redução de 30%. Já a empresa Canalys, anunciou na semana passada que as vendas devem cair pela metade.

O surto de coronavírus, no entanto, não terá impactos somente na economia chinesa. De acordo um relatório divulgado pela TrendForce nesta segunda-feira (10), a produção global de smartphones será 12% menor até março.

Apple, que já havia fechado suas lojas na China, anunciou que não tem previsão de reabertura. Considerando esse fator, a TrendForce estimou que a produção de iPhones sofrerá uma redução de 10%.

(Fonte: O Globo/Reprodução)

Huawei, afirmou que está funcionando “normalmente”. Apesar disso, ela também entrou para a lista de afetadas e, segundo os dados, deve alcançar 42,5 milhões de unidades — uma diminuição de 15% na produção.

Samsung, que possui sua base principal no Vietnã, será menos afetada pelo coronavírus. Por esse motivo, a TrendForce prevê que as unidades sejam reduzidas em apenas 3%.

Além disso, a venda de dispositivos relacionados ao 5G também sofrerá impactos negativos. “Levará tempo para os fornecedores mudarem seus planos de lançamento de produtos na China, o que provavelmente reduzirá as vendas relacionadas à rede 5G.”, afirmou a empresa Canalys como reportou a Uol.

Se as empresas não conseguirem retomar suas produções o quanto antes, é possível que lançamentos previstos para 2020 sofram graves atrasos.

Fonte: tecmundo

Notícias Relacionadas