Goleiro reserva do Vasco é vítima de racismo em jogo pela Copa Sul-Americana

Mais um episódio de racismo marca o futebol. Nesta quarta-feira, no confronto entre Oriente Petrolero e Vasco da Gama, pela Copa Sul-Americana, o goleiro do time carioca, Alexander, foi uma das vítimas de insultos pela torcida boliviana.

O fato aconteceu aos 40 minutos do segundo tempo. As imagens da DAZN, que transmitiu a partida, mostram claramente um torcedor fazendo gestos e chamando o jogador de “macaco”.

O banco do time vascaíno reclamou dos insultos, mas a arbitragem não fez nada contra o episódio e ainda deu cartão amarelo para o zagueiro Ricardo Garça.

Após a partida, que classificou o Vasco a próxima fase da competição sul-americana, o clube carioca divulgou um comunicado repudiando o ato da torcida boliviana e se solidarizando com o goleiro da equipe.

Fonte: msn

Notícias Relacionadas