Polícia Civil prioriza atendimento de casos de urgência devido ao novo coronavírus em Santarém

A Delegacia Geral da Polícia Civil do Estado do Pará informou que a partir desta sexta-feira (20) vai limitar o atendimento ao público dando preferência para casos relevantes e de urgência. A ação é uma das medidas de prevenção e enfrentamento ao novo coronavírus (COVID-19). Em Santarém, no oeste do Pará, a Polícia Civil segue a portaria.

Na 16ª Seccional Urbana de Polícia Civil os casos considerados relevantes e de urgências são crimes como homicídios, roubos, autos de prisão em flagrante, casos em que possa ocorrer o perecimento da prova, demandando imediata intervenção policial, entre outros. (Confira a relação abaixo).

A decisão segue o decreto do governador do Pará, Helder Barbalho, que proíbe aglomerações, suspende aulas e restringe atividades de órgãos públicos, entre outras medidas. A portaria também se aplica às UIPP’s e DEACA e DEAM.

Confira a relação dos atendimentos que poderão ser realizados:

Homicídio, latrocínio e remoção de cadáver;

Lesão corporal;

Violência doméstica;

Crimes contra crianças e adolescentes;

Crimes contra a dignidade sexual, entre os quais o estupro;

Sequestro e cárcere privado;

Roubos (com violência ou grave ameaça);

Casos em que possa ocorrer o perecimento da prova, demandando imediata intervenção policial.

Fonte: G1

Notícias Relacionadas