Operações preventivas da Guarda Municipal de Fortaleza apreendem armas

Três armas de fogo e munições foram apreendidas na noite deste domingo (24), durante uma série de operações de prevenção à violência na Capital, realizada por patrulhas da Guarda Municipal de Fortaleza (GMF) integradas ao Programa Municipal de Proteção Urbana (PMPU), em vários bairros de Fortaleza. Ao menos, quatro pessoas foram detidas e conduzidas à delegacias da Polícia Civil para procedimento de flagrante delito.

Uma das operações culminou na prisão em flagrante de um casal que estava armado e trafegava em um veículo, em atitudes suspeitas, no bairro Canindezinho, na zona sul da Capital. Uma patrulha do Grupamento Tático Motorizado (GTAM) ordenou que o motorista parasse o veículo, mas este desobedeceu e fugiu em alta velocidade. A patrulha fez o acompanhamento tático e conseguiu realizar a abordagem.

No carro suspeito, um veículo modelo Ônix, branco, foram encontradas duas pistolas de calibres 380 e 9 milímetros, além de três carregadores e munições. O casal recebeu voz de prisão em flagrante e foi conduzido ao 13º DP (Cidade dos Funcionários). Há suspeitas de que os acusados pertençam a uma facção criminosa e que estavam em busca de matar integrantes da facção rival naquela área da cidade.

Em outra ação de prevenção ao crime, um suspeito foi detido por patrulhas do PMPU das Torres do Jangurussu e Vila Velha que reforçavam a segurança na comunidade Goiabeiras, na Barra do Ceará, após ter sido registrado um homicídio naquele bairro. Um homem foi detido na Avenida José Roberto Sales (Vila do Mar) armado com uma espingarda de calibre 12 (escopeta) e várias munições.

Tornozelado

Também na operação desencadeada neste domingo nas Goiabeiras, outra equipe da GMF deteve um presidiário que se encontrava em liberdade provisória usando tornozeleira eletrônica, mas descumprindo ordem judicial de não se afastar de casa. Ele foi encaminhado ao plantão do 7º DP onde foi lavrado flagrante. Por ter desobedecido à ordem judicial com a quebra das regras da liberdade temporária, o suspeito deve retornar ao presídio.

Fonte: Cn7

Notícias Relacionadas