Nota de Esclarecimento

O Governo Municipal de Milagres, através da Secretaria de Saúde, vem a público se solidarizar com os familiares da senhora, Maria Rita de Araújo Alves, falecida nesta quarta-feira, 27, em decorrência do agravamento de um quadro de pneumonia bacteriana. Ao mesmo tempo em que, devido aos rumores ocasionados em decorrência da suspeita da COVID-19, o que causou constrangimento aos seus entes, resolve esclarecer os seguintes pontos;

A paciente com longo histórico fumante, deu entrada no Hospital e Maternidade Madre Rosa Gattorno, com sinais de desconforto respiratório como mostrou a sua ficha de atendimento. Diante do agravamento irreversível do seu estado de saúde, a direção do hospital realizou diversas tentativas de transferência da paciente para hospitais de referência de alta complexidade do cariri, porém, sem sucesso, pois a mesma necessitava de cuidados especializados. Vale ressaltar que a mesma já tinha realizado o teste rápido para diagnóstico da covid-19, dando negativo, o que justifica o seu atendimento na unidade acima citada.

De acordo com a Diretora Clínica da Unidade Sentinela (covid-19) do Hospital Nossa Senhora dos Milagres, Dra. Andréia Landim, que também, acompanha todas as situações em conjunto com a equipe do Hospital Madre Rosa Gattorno, a suspeita demonstrada no último boletim epidemiológico emitido, tratou, tão somente, de seguir o protocolo exigido pelo Ministério da Saúde, em decorrência da paciente ser portadora de doença crônica, sendo pertencente ao grupo de risco da pandemia do coronavírus e ter apresentado diversos sintomas relacionados.

Apesar de o primeiro teste ter apresentado resultado negativo para a covid-19, após o 13º dia dos sintomas, e mesmo a paciente vindo a óbito, seguindo novamente o que determina o protocolo vigente do Ministério da Saúde, especificadamente para a pandemia, testes secundários foram feitos para que a família possa ser resguardada de uma possível contaminação do vírus, tendo em vista o aumento significativo dos casos de coronavírus no município com a confirmação da contaminação comunitária e a não oferta de testes em massa pelo Sistema Único de Saúde – SUS.

Por fim, O Governo Municipal de Milagres, lamenta tamanha e irreparável perca para os familiares, parentes e amigos. No entanto, devido a todo o desconforto decorrente da emissão do boletim epidemiológico emitido na noite desta quarta-feira, apesar de não expor os pacientes, convém esclarecer os fatos pela necessidade se fazer entender que o município é obrigado a cumprir as determinações adotadas pelo Sistema Único de Saúde, até que a pandemia do coronavírus seja controlada em todo o país.

Notícias Relacionadas