‘Marginais’ e ‘terroristas’, diz Bolsonaro sobre grupos antifascistas

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) classificou os integrantes de grupos antifascistas como “marginais e terroristas”. Durante conversa com jornalistas, na noite dessa terça-feira, 2, em frente ao Palácio da Alvorada, o presidente foi questionado sobre protestos nos EUA e falou que o grupo ‘antifas’ está “em campo” no Brasil.

Bolsonaro fez menção aos protestos que se espalharam por cidades norte-americanas após a morte, em Minneapolis, do ex-segurança George Floyd, que foi asfixiado por um policial branco durante uma abordagem. O policial manteve o joelho sobre o pescoço do homem por mais de oito minutos.

“Olha, começou aqui (no Brasil) com os Antifas em campo. Um motivo, no meu entender, político, diferente (dos Estados Unidos). São marginais. No meu entender, terroristas”, afirmou Bolsonaro.

O presidente defendeu ainda a existência de uma “retaguarda jurídica” para que policiais possam atuar em manifestações. “Nós precisamos de uma retaguarda jurídica pra que nossos policiais possam bem trabalhar em se apresentando crescente esse tipo de movimento (como Antifa), que não tem nada a ver com democracia”, completou.

Fonte: Opovo

Notícias Relacionadas