Polícia apreende 60 kg de cocaína que seriam transportadas em carga de mangas

A continuidade das investigações após a apreensão da maior quantidade de cocaína da história da Polícia Civil no Ceará, em outubro de 2019, quando foram encontrados 607 quilos da droga escondidos num galpão em Itaitinga, levaram à descoberta de outra carga da droga que seria transportada com o mesmo modus operandi. As averiguações dos agentes levaram à apreensão, na última quinta, 2, de quase 60 quilos de cocaína escondidos num carregamento de manga, no bairro Vicente Pinzón, em Fortaleza. A droga teria como destino o Porto de Rotterdam, na Holanda. Dois homens foram presos em flagrante.

Rodrigo da Silva Conegundes, 35, natural de Palmares, em Pernambuco, e o ajudante dele, Germeson Alves de Jesus, 31, oriundo da cidade de Itaobim, em Minas Gerais, foram encaminhados à Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos e Cargas (DRFVC). Segundo a Polícia, eles utilizaram uma tinta amarela, de cor similar às mangas e com o cheiro muito forte, e colocaram a cocaína em sacos fechados à vácuo. O objetivo, segundo o titular da DRFVC, Diego Barreto, era despistar o cheiro da droga. No entanto, o subterfúgio não foi suficiente para burlar os cães farejadores da Polícia.

“Em outubro do ano passado, nós conseguimos, depois de uma intensa investigação, apreender 607 quilos de cocaína também escondidos em uma carga de manga, que seria exportada por meio do nosso porto. A partir dessa apreensão, nós passamos a avançar nas investigações, identificando outros integrantes de organização criminosa”, informa Barreto.

O caminhão é de uma empresa transportadora que, segundo o delegado, seria outro braço da organização. A Polícia Civil fez o pedido à Justiça para que as 25 toneladas de manga sejam doadas para o programa Mais Nutrição, do Governo do Estado. O programa é realizado pelas secretarias de Proteção Social, Justiça, Cidadania, Mulheres e Direitos Humanos (SPS), Desenvolvimento Agrário (SDA) e Central de Abastecimento do Ceará (Ceasa-CE) e Instituto Agropólos do Ceará.

Maior apreensão de cocaína da história da Polícia Civil

No dia 15 de outubro de 2019, também durante investigações conduzidas pela DRFVC, a Polícia Civil apreendeu 607 quilos de cocaína que estavam escondidos em um galpão em Itaitinga. O ‘modus operandi’ dos suspeitos era o mesmo da dupla presa na última quinta-feira. Ou seja, a droga seria remetida à Europa junto a uma carga contendo mangas.

A Polícia Civil chegou ao local onde a droga estava escondida, durante uma investigação de roubo e receptação de cargas do Porto do Mucuripe, na Capital. A investigação, desenvolvida desde o começo do ano passado, resultou no nome de um caminhoneiro do estado de Goiás que faria o transporte de cargas irregulares. Com a localização do suspeito, a Polícia Civil chegou ao local onde o material estava escondido: um galpão localizado na rua Valdir Dantas. Lá, os agentes localizaram mais de meia tonelada de cocaína acondicionada em sacos de farinha. Os investigadores encontraram ainda uma carga contendo 3.360 caixas de mangas do tipo exportação, oriundas do Vale do São Francisco. As frutas serviriam para encobrir a carga de cocaína.

Fonte: Opovo

Notícias Relacionadas