Loon, do controlador do Google, lança serviço de internet baseado em balões no Quênia

BARINGO, Quênia (Reuters) – A empresa controladora do Google, Alphabet, começou a oferecer nesta quarta-feira o primeiro serviço comercial de acesso a internet em alta velocidade por meio de balões em vilas de regiões remotas do Quênia.

O serviço é promovido pela Loon, uma unidade da Alphabet, e pela operadora de telecomunicações Telkom Kenya.

“O Quênia é o primeiro país a ter estações rádio-base no céu. Agora poderemos cobrir o país inteiro em um espaço de tempo bem curto”, disse o ministro da Informação, Joe Mucheru.

A tecnologia já foi usada antes, mas não comercialmente. Operadoras dos EUA usaram balões para conectar mais de 250 mil pessoas em Porto Rico após a passagem de furacão em 2017.

O projeto tem como objetivo oferecer acesso por meio de tecnologia de telefonia celular 4G.

As estações flutuantes têm uma cobertura muito mais ampla, de cerca de centenas de vezes a área coberta por uma torre de telefonia celular tradicional, afirmou o presidente da Loon, Alastair Westgarth.

Os balões grandes e translúcidos são equipados com painéis solares e bateria e flutuam na atmosfera superior, acima de nuvens e da passagem de aviões. Eles foram lançados da Califórnia e Porto Rico e são controlados por computadores de voo da Loon, no Vale do Silício. Os balões usam hélio e pressão para manobrarem no céu. A tecnologia também inclui software de inteligência artificial para fazer o balão navegar sem muita intervenção humana.

Fonte: Msn

Notícias Relacionadas