Secretário da pasta de Transportes de Doria é preso pela PF em operação sobre fraudes na saúde

O secretário de Transportes Metropolitanos de São Pualo, Alexandre Baldy (PP), foi preso na manhã desta quinta-feira, 6, pela Polícia Federal durante operação para desarticular um grupo de empresários e agentes públicos que realizavam contratações dirigidas, especialmente na área da saúde. As informações são do jornal Folha de S.Paulo.

Baldy, que foi preso em São Paulo, é secretário da gestão do governador João Doria (PSDB) desde o início de 2019. Sua pasta é responsável por metrô e trens da CPTM (empresa de SP que presta serviço de transporte público). Baldy também já foi ministro das Cidades durante o governo de Michel Temer (MDB) e ainda deputado federal por Goiás.

Entenda a operação

Os agentes da PF cumprem seis mandados de prisão e 11 de busca. Destes, três mandados de prisão já foram cumpridos em Petrópolis, São Paulo e Goiânia. A operação, chamada de Dardanários, também acontece em São José do Rio Preto e Brasília. Os mandados judiciais foram expedidos pelo juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro.

A ação é um desdobramento de outras investigações da Lava Jato como as operações Fatura Exposta, Calicute e SOS, deflagradas pela DELECOR (Delegacia de Repressão a Corrupção e Crimes Financeiros), em conjunto com o Ministério Público Federal. Os suspeitos prestarão depoimento sobre as acusações de peculato, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

Fonte: Opovo

Notícias Relacionadas