Enquanto Brasil inicia testes com 5G, Coreia do Sul já está investindo na tecnologia 6G

Enquanto o Brasil ainda caminha para a conexão 5G, a Coreia do Sul deu a largada para o início dos testes do 6G. Segundo informações do site Bussiness Korea, o primeiro-ministro do país, Chung Se-kyun, deu como finalizada a etapa de planejamento inicial da tecnologia.

A reunião estabeleceu que a partir de 2021 serão investidos 200 bilhões de won (cerca de R$ 927,2 milhões) para garantir a estrutura básica da sexta geração de conectividade móvel. A expectativa é de que o projeto-piloto seja totalmente implementado em 2026 e comercializado na região entre 2028 e 2030.

Primeiramente a análise ocorrerá em seis áreas digitais: hiper-desempenho, hiper largura de banda, hiperprecisão, hiperespaço, hiperinteligência e hiperconfiança. O objetivo é atingir a velocidade de transmissão de dados de um terabyte por segundo, que é cinco vezes mais rápida do que os serviços móveis 5G e reduzir o tempo de latência do serviço, com atraso de 0,1 milésimo de segundo.

 

5G NO BRASIL

A quinta geração da tecnologia móvel (5G) iniciou a fase de testes no Brasil em julho. Em um primeiro momento, a tecnologia compartilhará as faixas de transmissão já existentes das outras gerações móveis (3G e 4G). Devido a isso, ainda não será possível aproveitar o novo sistema em sua totalidade. O leilão da faixa exclusiva para o 5G, a de 3,5GHz, só deverá ocorrer em 2021.

TIM, Claro e Vivo foram as primeiras operadoras a anunciarem os testes do 5G em 2020. Em seguida, veio a Oi, empresa que trava uma batalha judicial de dívidas em meio a acordos para sua venda.

Apesar de já estar no Brasil mesmo que timidamente, a tecnologia ainda não foi anunciada no Ceará. A cidade baiana Salvador é, até então, a única nordestina a receber a tecnologia através da Vivo. As regiões da Pituba e Itaigara receberão os testes.

 

Fonte: Opovo

Notícias Relacionadas