Retrato falado de suspeita de raptar bebê na Bolívia é divulgado pela Polícia Civil do Ceará

O retrato falado da suspeita de raptar um bebê na Bolívia foi divulgado pela Polícia Civil do Ceará nesta terça-feira, 15. A difusão do caso foi feita para vários estados brasileiros. A mobilização para encontrar a bebê boliviana raptada acontece em países que fazem fronteira com o país sul-americano.

Há uma semana a mulher e a mãe da criança estavam juntas, quando a suspeita a convidou para comer. Ela aproveitou-se de um momento de distração da genitora para entrar em um automóvel preto na rua América, bairro Vila Fátima, na capital boliviana.

Dois dias depois, o ministro do Governo da Bolívia, Arturo Murillo, divulgou uma reprodução simulada da procurada. Ela tem na faixa de 40 a 45 anos de idade, estatura mediana (1,50m a 1,55m). As características da bebê Samanta Sayda Huanca Ayala também foram expostas. Ela usava chapéu de lã verde, casaco vermelho, meias de lã azul e verde, além de um cachecol rosa.

Os trabalhos para localização da criança e da suspeita são conduzidos pela Força Especial de Luta Contra o Crime (Fuerza Especial de Lucha Contra el Crimen – FELCC) e pela Força Especial de Luta Contra a Violência (Fuerza Especial de Lucha Contra la Violencia – FELCV) da Polícia Boliviana.

Delegacia de pessoas desaparecidas

A Polícia Civil orienta a população que formalize os casos de pessoas desaparecidas de imediato, sem a necessidade de aguardar um prazo mínimo para a comunicação. Para isso, o denunciante pode registrar um Boletim de Ocorrência na Delegacia Eletrônica, no campo Desaparecimento de Pessoa, fornecer o máximo de informações possíveis sobre a pessoa desaparecida e enviar uma fotografia recente.

A população também pode colaborar com o trabalho policial ligando para o número (85) 3257-4807 ou para o (85) 99111-7498, o WhatsApp do DHPP, por onde podem ser enviadas fotos, áudios e vídeos. O contato também pode ser realizado pelas redes sociais, por meio do perfil @desaparecidosdhppce no Facebook e Instagram. Não é necessário se identificar.

 

Fonte: Opovo

Notícias Relacionadas