Melhor defesa é coisa do passado? Corinthians tem pior início da década no Brasileirão

Corinthians tinha a meta de trocar a forma reativa como jogou em 2019 por um futebol propositivo, ofensivo, agressivo e plástico em 2020. Sem êxito com Tiago Nunes, uma das principais missões agora com Dyego Coelho é reencontrar um equilíbrio defensivo.

Afinal, em 11 partidas disputadas no Brasileirão, o Timão sofreu 17 gols. Só Bragantino e Bahia, com 18 sofridos, iniciaram a competição com um desempenho pior. Vale lembrar que há uma equipe com 12 jogos disputados (Sport), oito com 11, dez com dez partidas e uma com oito (Goiás).

Cássio já levou gols em dez das 11 partidas. Só no empate por 0 a 0 com o Grêmio que não foi vazado, em jogo que Diego Souza errou um pênalti.

É o pior início da década corintiana.

Gols sofridos nas primeiras 11 rodadas

Ano
2011 5 gols
2012 13 gols
2013 5 gols
2014 6 gols
2015 8 gols
2016 10 gols
2017 5 gols
2018 8 gols
2019 6 gols
2020 17 gols

Em pontuação, o Timão acumulou os mesmos 12 pontos depois de onze rodadas em 2012, no ano dos títulos da Libertadores e do Mundial.

Ter a melhor defesa do Brasileirão fez parte da rotina corintiana na década. Nas últimas nove edições do torneio, em quatro o Timão foi o melhor dos 20 clubes no quesito. Em outra, o segundo melhor. Em 2012, por sua vez, teve a terceira melhor marca na competição.

De 2018 para cá, isso deixou de ser alcançado. As marcas dos últimos dois anos, porém, não fugiram tanto ao padrão das temporadas anteriores. Confira abaixo:

  • 2011 – Campeão com melhor defesa (36 gols sofridos);
  • 2012 – Sexto colocado com a terceira melhor defesa (39 gols sofridos);
  • 2013 – Décimo lugar com a melhor defesa do campeonato (22 gols sofridos);
  • 2014 – Quarto lugar com a segunda melhor defesa (31 gols sofridos);
  • 2015 – Campeão com melhor defesa (31 gols sofridos);
  • 2016 – Sétimo lugar com a oitava melhor defesa (42 gols sofridos);
  • 2017 – Campeão com a melhor defesa (30 gols sofridos);
  • 2018 – Décimo terceiro lugar com a sétima melhor defesa (35 gols sofridos);
  • 2019 – Oitavo lugar com a quinta melhor defesa (34 gols sofridos);
Fonte: Globo Esporte

Notícias Relacionadas