Presidente diz que Santos só pode comprar Soteldo se pagar mais de R$ 40 milhões

O Santos está pessimista sobre a permanência de Yeferson Soteldo nos próximos meses. A negociação com o Huachipato (CHI) se arrasta e está longe de um final feliz.

O Peixe, ainda com o ex-presidente José Carlos Peres, comprou Soteldo e não pagou um real. O Huachipato foi à Fifa, venceu a ação e proibiu o Alvinegro de registrar novos contratos.

Com Orlando Rollo, o Santos iniciou uma conversa para “devolver” o venezuelano, com a condição do Huachipato lucrar com a venda e o camisa 10 permanecer no Brasil até a transação ser concluída.

O acordo não foi finalizado porque Soteldo sentiu receio de precisar voltar para o Chile. Dessa forma, não houve avanço e o Peixe se vê com poucas opções.

“Estamos trabalhando em várias frentes. A possibilidade é remota de comprar. Se quisermos, tem que ser por 100%. Pagar 50% nossos (da dívida) e 50% deles. Com juros, são mais de 7 milhões de dólares (R$ 39,4 mi). Podemos pensar eventualmente numa venda (e pagar ao Huachipato pelo débito) ou até a devolução se jogador concordar”, falou o presidente Andres Rueda, no programa Domingo Esportivo, da TV Santa Cecília.

Yeferson Soteldo tem 23 anos e é destaque no Santos. No ano passado, o meia-atacante recebeu uma proposta de 7 milhões de dólares (R$ 39,5 mi, à época), do Al Hilal, da Arábia Saudita, mas optou por ficar.

Fonte: opovo

Notícias Relacionadas