Chefes cearenses do tráfico de drogas são mortos no Rio de Janeiro

Dois criminosos cearenses chefes do tráfico de drogas foram mortos nesta terça-feira, 6, em operação policial no Rio de Janeiro. José Erasmo de Sousa Filho e Carlos Menezes Bezerra eram alvos prioritários da Polícia Civil cearense e integravam a chamada “Tropa do Lampião” ou “Bonde do Fantasma”. Erasmo é apontado como maior liderança do grupo e responsável pelo tráfico de drogas, além de inúmeros homicídios e roubos em regiões do Estado.

Em nota, a Polícia Civil do RJ explicou que a operação tinha como objetivo localizar lideranças do tráfico de drogas daquela região, assim como tinha como alvos chefes do tráfico de drogas do estado do Ceará, que se esconderam na comunidade, localizada no Complexo do Salgueiro, em São Gonçalo (RJ). Durante a ação, os policiais foram atacados por traficantes e entraram em confronto, que resultou na morte dos cearenses.

Na última quarta-feira, 31, a Justiça recebeu denúncia do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco) do Ministério Público do Ceará contra mais 25 pessoas que integrariam a facção criminosa Comando Vermelho (CV). Uma dessas pessoas é Max Miliano Machado, que também comandaria a “Tropa do Lampião”. O grupo criminoso cearense luta contra a facção carioca Terceiro Comando Puro (TCP) pelo domínio do Complexo das Almas, também em São Gonçalo.

Além das mortes, a operação apreendeu dois fuzis, pistolas, diversos carregadores e munições, grande quantidade de tabletes de drogas e, ainda, vários trajes camuflados utilizados pelos narcotraficantes para se esconderem em regiões de mata.

Fonte: opovo

Notícias Relacionadas