Esporte

Esporte 892

echar com o Palmeiras, seu destino mais provável neste momento, em negócio envolvendo troca de jogadores, é uma opção muito bem-vinda para Gustavo Scarpa. Primeiramente porque, se deixar o Fluminense e acertar com o clube paulista, ele ficaria muito mais perto da família, que mora em Hortolândia, a cerca de 110 km de São PauloUma reunião nesta quinta-feira pode encaminhar o acordo.

Quando quer fazer uma visita ao filho no Rio de Janeiro, o pai do meia, José Luiz Scarpa, conhecido por Zezo, não pega um voo no Aeroporto de Viracopos, na vizinha Campinas, cidade natal do meia de 23 anos. Em vez disso, enfrenta de carro 510 km de estrada – distância que seria muito menor com o filho no Palmeiras. A namorada também é da região.

Por ser caseiro, segundo pessoas próximas, o jogador não sentiria falta de nada em São Paulo em relação ao que tem à disposição no Rio de Janeiro.

Temporada atípica e vitrine para o futuro

Soma-se a isso o desejo de jogar um dia na Europa. Com a camisa do Palmeiras, um dos clubes de melhor condição financeira atualmente no mercado brasileiro, Scarpa poderia chamar atenção de grandes times do exterior, sobretudo disputando a Libertadores.

A ideia de deixar o Fluminense, com o qual tem contrato até setembro de 2020, se explica pelo ano atípico. Pela primeira vez, ele enfrentou críticas da torcida. No empate com o Bahia, no segundo turno do Campeonato Brasileiro, não comemorou gol depois de receber vaias.

Negociação bem encaminhada

Apesar do interesse de rivais, em especial do São Paulo, que teve proposta recusada pelo Fluminense e praticamente saiu da negociação, o Palmeiras é neste momento o destino mais provável de Scarpa. A ideia é fechar acordo de empréstimo por duas temporadas.

Nenhum dos lados confirma, mas o meia Hyoran e o atacante Róger Guedes devem ser cedidos, também por empréstimo, como compensação. O lateral-direito Lucas, que já atuou emprestado nesta temporada, pode seguir no Rio de Janeiro.

Os empresários Bruno Paiva e Marcelo Goldfarb, da OTB Sports, agência que gerencia sua carreira, devem se reunir com o jogador e seu pai nesta quinta-feira para definir seu futuro.

 

 Fonte: globoesporte


A torcida do Flamengo lotou o Maracanã na noite desta quarta-feira, mas saiu decepcionada, tendo que assistir à festa dos 4 mil torcedores argentinos no estádio. Com o empate em 1 a 1, o Indepediente ficou com o título da Copa Sul-Americana. Na opinião do comentarista do SporTV Maurício Noriega, o time argentino jogou melhor que o Rubro-Negro na casa do adversário e mereceu conquistar a taça. E, para o jornalista, Diego voltou a ter atuação decepcionante em um jogo decisivo, bem abaixo do esperado do camisa 10.

- Não é perseguição, não é cobrança exagerada. Mas um jogador como o Diego precisa participar mais do jogo. Ele foi contratado não para ser mais um. Foi contratado para ser um dos destaques do Flamengo. E de novo em um jogo decisivo, como ocorreu na final da Copa do Brasil, contra o Cruzeiro, o Diego ficou devendo. Ele jogou como se fosse um volante. Ele tem que ser um meia, tem que ser um jogador diferente, o cara que o treinador adversário fique chamando a atenção do marcador: olho no Diego, olho no Diego. (...) Ele não chutou uma bola no gol - afirmou Noriega

O comentarista Lédio Carmona concordou que jogadores importantes do Flamengo não tiveram uma boa atuação na finalíssima da Copa Sul-Americana.

- O fato é que alguns jogadores falharam no momento decisivo. Diego, Everton não foi bem (nesta quarta), Arão. Enquanto o time do Independiente foi mais organizado o tempo inteiro. Não rifava a bola, a segurava no momento certo, teve consciência mesmo no Maracanã lotado e conseguiu mais um resultado histórico para o futebol argentino - afirmou o jornalista.

Maurício Noriega lembrou que o Flamengo deixou escapar a vantagem que conseguiu obter no marcado tanto na partida de ida, em Buenos Aires, como na finalíssima no Maracanã.

- Vale recordar que o Flamengo esteve duas vezes na frente na decisão. Na Argentina e no Rio. E não soube sustentar (...) O adversário foi superior, jogou mais futebol. O Independiente fez por onde chegar ao resultado. As melhores chances do segundo tempo foram do Independiente. Teve três chances claríssimas de marcar o segundo gol. O Flamengo não teve nenhuma chance tão clara.

 

 Fonte: sportv.globo


O Palmeiras deve ter Weverton em seu elenco a partir de janeiro. O clube avançou nas negociações com o Atlético-PR e planeja pagar para que o Furacão libere o goleiro antes do fim de seu contrato, válido até maio. A quantia ainda não foi revelada.

Entre o goleiro e o Verdão há um acerto desde o começo do mês; restava a definição entre os clubes. A equipe paranaense inicialmente pediu Raphael Veiga em troca, e o Palmeiras recusou ceder o meio-campista, que está nos planos de Roger Machado.

Sem um acordo sobre atletas que poderiam ser envolvidos, as diretorias passaram a negociar uma compensação financeira, que acabou sendo o caminho escolhido para sacramentar a transação. O Verdão, oficialmente, não se pronuncia sobre o assunto.

A intenção do Palmeiras desde o início era ter Weverton na pré-temporada para disputar posição com Fernando Prass e Jailson. Vinicius Silvestre, de 23 anos, e Daniel Fuzato, 20, são opções com menos experiência e o primeiro deles deve ser emprestado para ganhar rodagem.

Aos 30 anos, Weverton chegou no Atlético-PR em 2012 e desde então tornou-se um dos jogadores mais queridos pela torcida rubro-negra. Medalhista de ouro na Rio-2016, o goleiro foi cortado do jogo contra o Palmeiras, na última rodada do Brasileiro, por conta da negociação.

Emerson, Diogo Barbosa e Lucas Lima são os três reforços já anunciados pelo Palmeiras. Gustavo Scarpa, meia do Fluminense, depende do acordo entre jogadores do Verdão e o time carioca para fechar por dois anos. Além dele, Rafinha e Ricardo Goulart são os outros alvos.

Tanto o lateral-direito do Bayern de Munique (ALE) quanto o meia-atacante do Guangzhou Evergrande (CHN) comunicaram aos seus clubes que desejam voltar ao Brasil. O jogador do clube bávaro ainda não não definiu se cumprirá seu contrato até junho ou se volta em janeiro. Goulart, enquanto isso, depende da liberação da equipe chinesa.

 

 Fonte: msn


A dois dias do segundo jogo da final da Copa Sul-Americana, o treino do Flamengo precisou começar atrasado no Ninho do Urubu. Os jogadores do elenco comandado por Reinaldo Rueda passaram por exames antidoping surpresa, que foram realizados por membros da Conmebol, na manhã desta segunda-feira (11).

O procedimento de coleta das amostras pelos funcionários da Conmebol envolveu apenas jogadores que terão condições de atuar na próxima quarta-feira. Assim, atletas que estão lesionados, como o atacante Berrío e o goleiro Diego Alves, não precisaram fazer os testes.

A realização dos exames antidoping surpresa não é uma surpresa, tanto que a Conmebol já havia adotado esse procedimento na decisão da Copa Libertadores, testando os jogadores de Grêmio e Lanús.

Curiosamente, porém, a avaliação se dá menos de uma semana após a Fifa suspender o atacante Paolo Guerrero, do Flamengo, por um ano em função de um resultado positivo para a substância benzoilecgonina, um metabólito da cocaína, em um teste realizado após partida entre Argentina e Peru pelas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2018.

Derrotado pelo Independiente por 2 a 1 no jogo de ida da decisão da Sul-Americana, o Flamengo precisa de um triunfo por dois gols de diferença na próxima quarta (13), no Maracanã, para conquistar o título do torneio continental.

 

 Fonte: R7


Depois de driblar os rubro-negros no aeroporto, o Independiente foi recepcionado pela sua própria torcida no hotel. Com muita cantoria e foguetório, cerca de 200 argentinos fizeram a festa na porta do Hilton, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio de Janeiro. Mas o ônibus estacionou rente à entrada, e os jogadores desembarcaram sem ter contato com o público.

A delegação chegou ao hotel em quatro ônibus, onde vieram membros, além de jogadores e comissão técnica, membros da diretoria e os ex-jogadores Bochini, Bertoni, Santoro e Pavoni. Tricampeões da Taça Libertadores na década de 1970 com o Rojo, eles foram convidados para conviver com os atletas antes da decisão e inspirá-los.

Após conhecer as instalações do hotel e descansar, o elenco argentino fará um último treino, a portas fechadas, na noite desta terça-feira no Engenhão. Antes, o técnico Ariel Holan concederá entrevista coletiva ainda no hotel.

Flamengo e Indepediente decidem a Copa Sul-Americana na próxima quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), no Maracanã. O Rubro-Negro precisa de vitória por dois gols de diferença para levar o título no tempo normal. Triunfo pelo placar mínimo leva o duelo para a prorrogação. Caso persista a igualdade, o troféu será decidido nos pênaltis.

 

 Fonte: globoesporte


Para o Manchester City manter a vantagem na liderança da Premier League, o técnico Pep Guardiola conta com boas atuações de Gabriel Jesus, autor de 10 gols na temporada. Comprado do Palmeiras por 32,7 milhões de euros (cerca de R$ 127,6 milhões), o brasileiro não era visto como uma necessidade urgente para a equipe inglesa.

Quem revelou isso foi Carlos Eduardo Santoro, que é scout do Manchester City, durante o "II Debate Pense Bola", evento organizado pela Think Ball.

"A gente encontrou o Gabriel Jesus que é um jogador talentoso de potencial que acreditávamos. Naquele momento eu não sei se a gente precisava de um centroavante”, disse Santoro.

Seis meses antes da contratação do brasileiro, os citizens haviam desembolsado uma fortuna pelo atacante marfinense Wilfried Bony. No caso do ex-palmeirense, pesou uma oportunidade única de negócio. 

“Tínhamos o Aguero e acabado de contratar o Bony [trazido do Swansea por cerca de R$ 120 milhões]. Mas era um talento e uma oportunidade. Se a gente não pegasse ele naquele momento e depois ele assinasse com Real Madrid ou PSG a gente não ia pegar nunca mais. A gente monitora o mercado para tomada da decisão independente da necessidade do elenco”, contou.

Gabriel Jesus estava há pelo menos cinco anos no radar de Santoro.

“Não foi um processo tão curto de uma janela, de um mês. Quando eu estava na Adidas eu conheci e trabalhei com o Gabriel, que tinha 15 anos. Depois, quando fui trabalhar no City, eu vi o Paulista Sub-17 e depois o Mundial Sub-20 da Nova Zelândia”, disse.

Além disso, o chefe de Santoro veio ao Brasil ver três jogos da jovem promessa no estádio em contextos completamente diferentes.

“Ele viu o Gabriel jogando em casa e como visitante. Atuando numa posição de 9 [centroavante] e por fora. Na base, ele jogava com dois atacantes. Quando subiu ao profissional, jogava por dentro com Oswaldo de Oliveira e por fora com o Marcelo Oliveira”, explicou.



Mesmo com potencial, ele queria ver se as características de Gabriel Jesus se encaixariam com a proposta de Guardiola.

“O modelo de jogo conta muito. Por exemplo, o primeiro volante do Chelsea precisa ter uma característica. No City será diferente. Nós gostamos de jogar no campo do adversário e ter a posse de bola. Ele é diferente de um time que espera o adversário atacar”.

Todos estes fatores foram levados em consideração nos relatórios produzidos para o Manchester City.

“Às vezes, o Jesus poderia ter feito um jogo não muito bom, mas tinha o potencial ótimo. São coisas distintas, precisamos entender as situações. Relatamos também o salário do jogador e a multa rescisória. É nossa obrigação passar o máximo de informação possível. Depois, vem o diretor para fechar ou não o negócio”, analisou.

Logo após, Txiki Begiristain – diretor esportivo dos citizens que trabalhou por sete anos no Barcelona – veio ao Brasil concluir a negociação.



Jesus foi uma das descobertas do programa Emergent Talents,  um programa criado pelo City Football Group, grupo dono do Manchester City e de mais cinco clubes. Por temporada, são contratados jovens talentosos entre 17 e 21 anos, que podem ir ao time inglês - com raras exceções - ou serem cedidos para outras equipes para adquirirem experiência.

Ao contrário de nomes como Douglas [ex-volante do Vasco] e Marlos Moreno [ex-meia do Atlético Nacional-COL], que foram emprestados ao Girona-ESP, Gabriel Jesus foi diretamente para o City. Em quase um ano, ele já virou um dos protagonistas do time.

 

 Fonte: msn


Na véspera da estreia do Grêmio no Mundial de Clubes, o técnico Renato Gaúcho se recusou a comentar um eventual confronto com o Real Madrid, favorito ao título e potencial adversário do clube gaúcho na final da competição realizada nos Emirados Árabes Unidos. Nesta segunda-feira (11), o treinador destacou que o seu foco está no Pachuca, o rival desta terça, às 15 horas (de Brasília), em Al Ain.

"Não adianta ficar falando de Real Madrid, até porque ninguém sabe se eles estarão na final. Nós estamos preparados para fazer esta semifinal. A partir do momento que acabar este jogo, veremos o que aconteceu", afirmou o treinador gremista.

O Pachuca se classificou às semifinais do Mundial de Clubes ao superar o Wydad Casablanca por 1 a 0, em partida disputada no último sábado e definida apenas na prorrogação. O confronto teve baixo nível técnico, mas Renato garante que o time mexicano pode impor dificuldades ao Grêmio, garantindo que não se iludirá com a atuação ruim do oponente.

"Precisamos analisar o adversário não apenas por 90 minutos. Sabemos que é o jogo da vida deles, mas vai ser o das nossas vidas também", disse, garantindo que o Grêmio entrará em campo atento para não ser surpreendido. "O Pachuca é um osso duro, carne de pescoço", acrescentou.

 

 Fonte: R7


O técnico Fábio Carille está pessimista sobre a tentativa do Corinthians de contratar o meia Gustavo Scarpa, do Fluminense. O treinador acredita que o negócio é bastante difícil de ser concretizado.

– É um excelente jogador. Para ser sincero, eu não acredito pelas condições e pelo jogador valorizado. Se acontecer, claro que vai ser um acréscimo muito grande pela qualidade – afirmou Carille, em entrevista ao "Fox Sports".

Carille segue o discurso da diretoria do Corinthians. Os dirigentes avaliam que a contratação do meio-campista não está fácil de ser concluída e prometem não entrar em leilão. Os rivais São Paulo e Palmeiras também querem o jogador.

Fábio Carille admite até que Gustavo Scarpa chegaria para ser titular no time campeão brasileiro, mas não quer sonhar.

– Sim (seria titular), jogador bom tem vaga sempre. E ele é muito bom, já provou isso. Mas, repetindo, acho muito difícil que aconteça – disse o técnico.

 

 

 Fonte: globoesporte


A Procuradora Geral da República (PGR) apresentou ao Supremo Tribunal Federal (STF) denúncia contra o deputado federal Andrés Sanchez (PT-SP), ex-presidente do Corinthians, pelo crime de sonegação fiscal. Na denúncia, publicada nesta segunda-feira no site do Ministério Público Federal, Andrés e mais três pessoas são acusados terem utilizado "laranjas" para criar uma empresa que não fazia repasses tributários à Receita Federal.

Além de Andrés Sanchez, candidato a presidente do Corinthians na eleição de fevereiro do ano que vem, José Sanches Oller, Isabel Sanches Oller e Itaiara Pasotti são apontados como criadores da empresa Orion Embalagens, utilizada para omitir os valores. Segundo a investigação, a operação causou prejuízo de R$ 8,5 milhões aos cofres públicos.

No texto em que está incluída a denúncia Andrés e o trio são acusados de omitirem receitas para diminuir o valor de impostos de diversos impostos, como PIS e Cofins. Vale lembrar que, em 2014, o deputado também foi denunciado pelo Ministério Público Federal com outros quatros dirigentes do Corinthians pelo crime de sonegação fiscal enquanto estava à frente do Corinthians. Na época, a dívida foi renegociada.

Andrés foi presidente do Corinthians de 2007 a 2012, no mesmo grupo que segue até hoje no poder, com o presidente Roberto de Andrade. Agora candidato, o dirigente disse que se licenciará do cargo de deputado federal caso vença a eleição do ano que vem.

 

 Fonte: msn


O Santos tem um novo presidente. Após muita confusão, a polêmica eleição alvinegra chegou ao fim na noite deste sábado (9). José Carlos Peres foi eleito para comandar o clube no triênio 2018/2020.

Modesto Roma Júnior tentava a reeleição no cargo. Antes da eleição, ele foi denunciado pelos opositores. A oposição alegava fraude e questionava a validade dos votos das urnas 9 e 10, compostas por torcedores que se associaram há um ano, período mínimo para estar apto a participar das eleições.

Peres terminou com 1.851 votos. Em segundo lugar ficaram Roma Júnior e Andres Rueda (cada um deles com 1.661 votos), seguido por Nabil Khaznadar (495 votos).

Cosme: José Carlos Peres quer Robinho e Gabigol

O processo eleitoral em Santos foi marcado por muita confusão, discussões e acusações da oposição. Desde o início da votação, as urnas 9 e 10 foram marcadas por muita demora. As filas se estendiam e eleitores chegaram a demorar até cinco horas para conseguirem votar.

A suspeita foi levantada por uma reportagem da ESPN, que apurou um grande aumento no número de associados do clube nos meses de novembro e dezembro do ano passado. A data limite para que o sócio tivesse direito a voto nestas eleições presidenciais era o dia 9 de dezembro, exatamente um ano antes do pleito. Foram mais de 2000 associações entre os dias 23 de novembro e 9 de dezembro, número maior que o dos meses de julho, agosto, setembro e outubro somados.

Coincidências de endereços de e-mail, residenciais e de números de telefone entre os associados recentes levantam ainda mais questões sobre a legalidade da eleição alvinegra.

Após a divulgação do fato, foi determinado que as urnas fossem divididas de acordo com a data de associação do torcedor. Portanto, as últimas urnas – 9 e 10 – contavam com os sócios mais recentes do Santos.

Durante o dia, o candidato a vice pela Chapa 1, Orlando Rollo, fez diversos vídeos ao vivo em sua rede social denunciando as confusões e o grande número de eleitores de Modesto Roma nas urnas 9 e 10. Integrantes das chapas de oposição checavam com atenção os documentos dos eleitores das urnas suspeitas e geravam uma demora maior nestas filas.

Muitas camisas amarelas, cor da chapa de Modesto, foram vistas nas filas das urnas 9 e 10. Era grande o número de eleitores do atual presidente no setor mais suspeito do pleito. Em São Paulo, um grupo de chineses e coreanos foi flagrado tentando votar. Segundo torcedores presentes no local, eles sequer sabiam o nome do candidato em quem votariam, se limitando a dizer que escolhiam a cor amarela.

Na rua da Vila Belmiro, eleitores foram expulsos da fila após não conseguirem provar serem santistas. Em vídeo publicado nas redes sociais, apoiadores das chapas de oposição intimam um rapaz a cantar o hino do clube e ordenam que ele se retire após não saber responder. A ESPN também havia confirmado a associação de muitos torcedores de outros clubes no período investigado, algo anormal para um clube como o Santos, que não conta com instalações sociais como Palmeiras e Corinthians, por exemplo.

 

 Fonte: R7


Página 1 de 64

Commentários

Share on Myspace

Compartilhar

COMPARTILHAR
  • jc.png
  • marcio.jpg
  • moto2.jpg
  • parceiros2017.gif
  • real2.jpg