Esporte

Esporte 1159

O São Paulo perdeu o duelo contra o América-MG no jogo em que encerrou a 33ª rodada. O gol sofrido pelo Tricolor foi muito contestado pela torcida onde muitos falaram que Denis falhou no lance, porém ao fim do jogo o goleiro negou que tenha errado no tento que culminou no placar mínimo da partida.

"Eu assumo a responsabilidade no gol", disse. "Eu não tô falando de falha, estou falando de responsabilidade, eu sou goleiro, eu que tomo conta debaixo das traves, não posso deixar a bola passar e infelizmente não consegui defender e eu assumo a responsabilidade do gol, mas não da derrota porque criamos bastante oportunidade. Por ser goleiro, assumo minha responsabilidade", concluiu.

Denis também lamentou a derrota do São Paulo onde a equipe criou muitas oportunidades de gols, porém admitiu que o time ficou abaixo do que havia rendido nos jogos passados.

"Não conseguimos fazer os gols, criamos bastante, mas o que vale é sempre o resultado positivo. Infelizmente hoje não veio, saio de campo triste porque era uma oportunidade de conquistarmos três pontos e fica bem mais tranquilo no campeonato. Mas a equipe hoje não rendeu o que havia rendido nos últimos jogos", explicou.

Para Denis, o São Paulo já sai de Minas Gerais pensando no clássico e pensando na vitória para "apagar" o resultado inesperado pelos são-paulinos diante do América-MG.

"O clássico já tinha uma importância muito grande, agora temos que fazer nosso papel dentro de casa. Precisamos dos três pontos e agora é todo mundo pensar", finalizou.

Fonte: msn


O "fenômeno" Karamoko Dembele, que impressionou o mundo ao fazer sua estreia pelo time sub-20 do Celtic aos 13 anos, no início de outubro, segue impressionando.

Nesta sexta-feira, o jovem atacante foi convocado pela primeira vez pela seleção sub-16 da Escócia, para um torneio de juniores que terá também as equipes de Irlanda, País de Gales e Irlanda do Norte.

Cedo demais? Pois saiba que tudo na vida desta nova joia do futebol acontece na velocidade da luz.

Segundo a mídia britânica, Dembele já é disputado nos bastidores por dois dos maiores clubes da Europa: Barcelona, Bayern de Munique, Manchester United, Manchester City e Chelsea. Além deles, o Monaco também segue de perto os passos do garoto.

Além disso, Karamoko é alvo da cobiça de três seleções: a Costa do Marfim, país de seus pais, a Inglaterra, onde nasceu, e a Escócia, para onde se mudou aos cinco anos.

Os escoceses, aliás, garantem que farão de tudo para segurar o "fenômeno".

"Se tivermos a oportunidade de contar com um bom jogador, pode ter certeza que faremos de tudo para mantê-lo conosco, e tenho certeza de que iremos conseguir", bradou o treinador da seleção sub-21 do país do Reino Unido, Scott Gemmill.

Vale lembrar que a Fifa permite que um jogador defenda quantas seleções quiser nas categorias de base. Após fazer a estreia profissional por um país, porém, o atleta não poderá mais trocar - salvo em exceções como Kosovo, recém-reconhecido pela Fifa.

Portanto, Dembele ainda pode aceitar convocações para as equipes de jovens da Costa do Marfim e Inglaterra antes de decidir qual seleção defenderá pelo resto da vida.

Quem é este "fenômeno"?

Escocês de nascença, mas com ascendência da Costa do Marfim, o pequeno Karamoko Dembelé é tido como o próximo grande prodígio do futebol mundial. Uma série de vídeos com seus lances pipocaram nas redes sociais e o tornou famoso.

O primeiro contato de Dembelé mais sério com a bola foi em 2008, quando tinha apenas cinco anos de idade. Treinador do Park Villa Boys, um clube da cidade de Govan, na Escócia, David Feeney não esperava muita coisa das crianças, mas bastaram os primeiros toques para ele logo se encantar com a nova estrela.

"Nos primeiros minutos que o vi, achei algo incrível. Ele era pequeno, mas destemido. Foi tudo tão fácil para ele. Ele estava num grupo que mal controlava a bola sem ter que usar as mãos e ele já conseguia fazer cem embaixadinhas", contou Feeney, em entrevista ao jornal inglês The Sun.

"Eu o via conseguindo manter a bola alta, dando voleios sem deixá-la cair... As coisas que ele conseguia fazer com a bola, naquela idade, eram incríveis. Os técnicos brigariam para tê-lo em seus times. Tínhamos cerca de 40 pessoas nos nossos jogos e todos iam para assistir Karamoko jogar", lembrou.

Mas nem tudo era perfeito no futebol do garoto...

"Nós só tivemos que ensiná-lo algumas coisas, como quando driblar, quando não driblar e, também, parar de dar caneta nos outros, porque ele já estava irritando os companheiros (risos)", gargalhou o treinador.

"Karamoko é destemido e o vi jogando pelo sub-20 do Celtic contra jogadores sete anos mais velhos que ele e sequer ficar perturbado. Nada que ele atinja no futebol me deixaria chocado."

E, de fato, tudo pode acontecer para Dembelé. Para o ex-técnico do jovem, o pequeno canhoto poderia até chegar ao nível de Lionel Messi, craque argentino do Barcelona e coroado por cinco vezes o melhor jogador do mundo pela Fifa.

"Eu o acho muito similar ao Messi. Se ele tiver ajuda e for guiado corretamente, então o céu é o limite para ele. Eu honestamente acredito que ele tem tudo para ter um bom caminho e virar um grande jogador", cravou.

Seu sucesso repentino, inclusive, fez logo aflorar o interesse de diversos clubes gigantes do futebol europeu. Manchester United, Manchester City, Bayern de Munique, Barcelona e Chelsea são alguns dos que também se encantaram com o que viram de Dembelé.

Fonte: msn


O empate com o Atlético-MG no Mineirão parecia resultado ruim para o Fla. Mas a derrota do Palmeiras para o Santos voltou a dar esperanças ao Rubro-Negro. Pela matemática, as chances de título passaram para 7%. Mais importante que isso, a equipe voltou a jogar bem e poderia ter vencido em Belo Horizonte.

O zagueiro Réver, por exemplo, confia de que o Flamengo tem tudo para ser campeão.

– Buscávamos a vitória contra o Atlético-MG, mas acabamos não conseguindo. Agora é pensar no Botafogo. Conseguimos diminuir a diferença para cinco pontos, está tudo aberto ainda. Se fizermos nosso papel como combinado e estamos buscando, temos tudo para sairmos campeões – disse o defensor à Fox Sports.

O meia Diego convoca a torcida rubro-negra para o clássico contra o Botafogo, sábado, no Maracanã.

– Acredito que estamos vivos, seguimos para o próximo desafio. Aproveito para convocar toda a Nação, com eles somos mais fortes. Estaremos juntos em busca da vitória mais uma vez – comentou.

Apesar da empolgação, o Flamengo não venceu nos últimos três jogos no Campeonato Brasileiro. A equipe foi derrotada pelo Internacional e empatou com Corinthians em casa e com o Atlético-MG fora. O técnico Zé Ricardo lembra que o Rubro-Negro precisa fazer sua parte antes de secar os adversários.

– Temos que melhorar a performance. As outras equipes também crescem na competição. Temos que fazer o nosso. Há três rodadas que não conseguimos vencer, logicamente que aproxima quem estava atrás da gente. Acredito que vamos preparar o time para seguir na briga pelo título. Temos porcentagem de buscar o troféu – comentou.

 


Cinco rodadas faltam para definir o campeão, os times classificados para a Libertadores e os rebaixados. Assim, o Campeonato Brasileiro entra em sua reta decisiva com - quase - todas as disputas em aberto. "Apelemos", então, para a matemática.

De acordo com o site "Probablidades do Futebol", cinco times ainda têm chance de ser campeão, 13 brigam pelas cinco vagas restantes na Libertadores - o Palmeiras já está garantido - e 11 duelam contra o rebaixamento.

O que é o "Probabilidades do Futebol"? A descrição no site diz: "Através de simulações computacionais, nós fazemos previsões sobre os principais campeonatos de futebol de pontos corridos do Brasil. Somos um grupo do Departamento de Matemática da UFMG apaixonados por futebol e matemática que realiza esse trabalho desde 2005."

Veja, abaixo, as probabilidades para cada situação e a tabela dos times envolvidos em cada disputa, lembrando que a partida entre América-MG x São Paulo, na noite desta segunda-feira, não está contabilizada:

  • Campeão
  • probabilidade de ser campeão brasileiro 30-10
  • O Palmeiras, líder do Campeonato após 33 rodadas, aparece como o principal candidato ao título nacional, com cinco pontos de vantagem para o Flamengo, segundo colocado na tabela e também na probabilidade de ser campeão.

    empate entre Atlético-MG e Flamengo fez com que o Santos, que derrotou o Palmeiras no clássico paulista da rodada, pulasse para terceiro na classificação e na chance de título, deixando o time mineiro na quarta posição.

    O Botafogo, 13 pontos atrás do Palmeiras com 15 pontos em disputa, aparece na tabela por ainda ter chances matemáticas de ser campeão.

    Abaixo, os jogos que restam para os times que brigam pela taça:

    • Libertadores

    O G-4 tem seus donos. Palmeiras está lá. Santos, Flamengo e Atlético-MG, quase. O Botafogo namora de mãos dadas com a quinta vaga.

    O Atlético-PR tem mais chances matemáticas de completar o G-6 - que ainda pode virar G-7, o tempo dirá -, mas Corinthians, Grêmio, Fluminense, Ponte Preta, São Paulo, Chapecoense, Cruzeiro e Sport ainda podem sonhar, uns mais, outros bem menos, com uma vaga na principal competição da América em 2017.

    O curioso é que cinco desses times - Sport, Cruzeiro, Chapecoense, São Paulo e Ponte Preta - também lutam contra o rebaixamento, ou melhor, lutam muito mais contra a queda do que pela Libertadores.

    • Rebaixamento

    A situação de Santa Cruz e América-MG é das mais desesperadoras. A vida do Figueirense também não está fácil. Pela probabilidade, as chances de as três equipes deixarem a zona de rebaixamento são remotas.

    O Vitória, 59,5%, também aparece com números perigosos. Inter, com mais de 20%, e Coritiba, com mais de 15%, são os times com pelo menos dois dígitos de chance para a quarta e temida "vaga" no Z-4.

    Sport e Cruzeiro aparecem com menos de 10% de chance de queda, enquanto Chapecoense, São Paulo e Ponte Preta têm menos de 1% de probabilidade de disputar a Série B em 2017.

  • Fonte: msn

Jogos decisivos, torcida inflamada, discussões em campo e rivalidade de sobra. Santos e Palmeiras protagonizaram toda essa atmosfera de guerra nos clássicos disputados desde 2015, e muito disso se deve a um personagem em especial: o meia santista Lucas Lima.

Provocador nato, principalmente nas redes sociais, o atual camisa 10 do Peixe se acostumou a ler e ouvir xingamentos de todas as espécies dos palmeirenses e também a cutucar os rivais em inúmeras situações que não saem da memória do torcedor. Mas para outro capítulo da grandiosa história entre Santos e Palmeiras que será escrito neste sábado, às 19h30, na Vila Belmiro, Lucas Lima decidiu mudar o tom na véspera.

- Eles (palmeirenses) sempre me procuram. Não tenho entrado muito para ficar vendo. Mas sempre que tiveram as brincadeiras, eles não deixaram de me procurar de alguma forma. Estou tranquilo quanto a isso, não vejo problema. Às vezes leio alguns, mas sei que faz parte. Tem muitos comentários maldosos também, e você acaba não lendo para não trazer isso para você e também para não causar mais polêmicas - explicou, em entrevista exclusiva ao LANCE!.

A cautela, porém, é apenas fora de campo. Evitando jogar lenha na fogueira para não inflamar as torcidas em época de enorme intolerância, Lucas Lima não medirá esforços para conquistar os pontos em casa.

O meia sabe que uma vitória coloca inevitavelmente o Santos no G3, o que leva o time diretamente para a fase de grupos da Libertadores, e até mesmo reacende o sonho do título que não conquista desde 2004. Além disso, a chance de atrapalhar o rival é vista com bons olhos por ele.

Enquanto grandes jogos ficam na memória, títulos trazem idolatria. Lucas Lima ainda não se vê como ídolo mesmo com dois estaduais no currículo. Próximo de renovar seu contrato até 2020, afirma que pretende, sim, se tornar referência.

- O jogador, para ser ídolo, tem que conquistar títulos. Os jogos são importantes, você jogar bem também, mas o principal é ganhar títulos. Se parar para pensar, todos os ídolos foram campeões de Brasileiro, Libertadores. E o que eu quero.

Retomando seu melhor nível de atuação, o maestro tem duas assistências e um gol nos quatro jogos após servir aSeleção. Se repetir o que fez diante da Chapecoense neste sábado, diante do líder e rival Palmeiras, Lucas Lima garante comemoração especial. Mas qual, hein, Lucas?

- Eu tenho uma aí. Surpresa. Vocês vão ver. É só minha, ninguém sabe. Não vou dar dica (risos).

 

Confira um bate-bola exclusivo com o meia Lucas Lima:

 

Além da importância para o Santos, poder tirar o título do Palmeiras também os motiva?

É um rival direto, para nossa torcida, para nós. Enquanto a gente puder atrapalhar a vida deles, vai ser bom.

Por que os palmeirenses escolheram você para pegar no pé?

Acho que pela rivalidade que teve nesses últimos anos, Palmeiras e Santos sempre decidiram grandes jogos e por esses confrontos serem sempre tensos, com alguma polêmica fora do campo, eles resolveram dar uma pegada no meu pé (risos).

Você se cobra muito para se destacar nos clássicos?

Vou me cobrar muito para sair vitorioso. A gente sempre conversa que, quando o coletivo sai, o individual se sobressai naturalmente. Então é isso que vou buscar em campo.

O que pensa sobre as críticas que tem recebido dos torcedores?

Não sei, cada um tem uma maneira de ver e analisar os jogadores. Não acho que está tão ruim como todo mundo comenta, mas é normal. Eu não ligo. Ultimamente acontece derrota e o pessoal pega no meu pé. Vejo com naturalidade isso. Sei que vou ser cobrado para mostrar o meu melhor rendimento, mas como eu falei, vou continuar trabalhando, estou no caminho certo. Muita gente falou que a gente não estaria brigando por nada no final do campeonato e temos chance de colocar um foguinho a mais no campeonato.

 


Fabio Cannavaro foi um dos melhores zagueiros dos últimos anos e marcou muitos dos melhores atacantes que pintaram recentemente no futebol mundial. E entre tantos, ele escolheu o brasileiro Ronaldo como jogador mais difícil de defender em campo.

"Quando eu jogava contra ele, era sempre muito difícil, eu tinha que rezar quando o via na minha frente. Além disso, agora é mais complicado defender, porque os atacantes vêm de frente. Eu gostava de marcar forte e não dar a possibilidade deles virarem, mas agora eles vêm juntos e depois fica no mano a mano", contou ele em entrevista ao jornal Marca.

Sobre jogadores da atualidade que lhe dariam grande trabalho se ainda estivesse jogando, Cannavaro destacou os dois mais óbvios: "é muito difícil marcar o Messi, eu já joguei contra ele. A única coisa que se pode esperar é que ele cometa alguma falha, mas não pará-lo. E o Cristiano Ronaldo também", analisou.

Por fim, Cannavaro afirmou que sonha em ser treinador do Real. "Meu sonho é treinar o Real Madrid ou minha seleção. Se não pensar nisso, é melhor nem ser treinador", afirmou ele, que hoje está no comando do Tianjin Quanjian.

Fonte: msn


Andrea Dovizioso foi a surpresa do sábado (29) em Sepang. Discreto ao longo dos treinos, o #4 foi certeiro na hora da sessão classificatória e faturou sua segunda pole-position na temporada.

Rodando no piso molhado, Andrea cravou 2min11s485 em sua última volta e garantiu a posição de honra no grid malaio com 0s246 de margem para Valentino Rossi, o segundo colocado. 

Questionado se, nas mesmas condições de pista, vai conseguir transformar esta segunda pole do ano na primeira vitória, Dovizioso respondeu brincando: “Fazia uma semana que ninguém me fazia essa pergunta”.

“Eu espero que sim”, disse. “Não sei, essas condições são sempre muito difíceis, mas estou realmente feliz por fazer uma pole-position, pois as condições eram difíceis, mas também pela estratégia. Acho que fiz uma estratégia diferente de todo mundo”, comentou.

Ao contrário da maioria dos pilotos, Dovizioso fez uma parada nos boxes ainda nos primeiros minutos da sessão, enquanto os demais rodaram sem parar.

“Depois de uma volta, eu decidi entrar nos boxes. Não era o nosso plano, mas precisávamos colocar um pneu traseiro mais duro, já que o macio era macio demais e eu não poderia melhorar aquele tempo de volta”, explicou. “Estou feliz, pois fui capaz de melhorar na última volta com o pneu duro e, com uma volta a mais, consegui ser muito mais rápido. Estou realmente feliz com essa velocidade”, concluiu.

fonte: msn


Ronaldinho Gaúcho completou um ano sem contrato, mas mostrou que seu prestígio ao redor do mundo permanece intacto. Após deixar o Fluminense, no mês de setembro de 2015, o craque passou os últimos 12 meses disputando amistosos. O brasileiro foi ovacionado nos países onde mostrou o seu talento.

 

O ex-camisa 10 da Seleção Brasileira já deu indícios de que não pretende oficializar sua aposentadoria e está à procura de um clube para 2017. O LANCE! relembra as exibições do jogador nesta nova fase da sua carreira. Embarque nesta viagem pelo mundo na galeria de fotos acima.


Depois de um início promissor, Zlatan Ibrahimovic começa a ser questionado no Manchester United: seja pelo que faz em campo, ou pela sua postura.

O comportamento do sueco após a derrota por 4 a 0 para o Chelsea, no último domingo (23), revoltou um dos maiores ídolos da história do clube vermelho de Manchester.

Giggs disputou mais de 900 jogos pelo United (Foto: Getty Images)

Ryan Giggs, que colecionou títulos e gols em 963 jogos pelo United, não gostou nada de ver o sueco distribuindo sorrisos com jogadores do Chelsea e trocando camisa com Eden Hazard.

“Se te ganham por 4 a 0, você dá os parabéns ao oponente, agradece aos torcedores e sai de campo. Não fica trocando de camisas e rindo com o time que acaba de te vender”, disse para a Premier League TV.

Fonte: msn


A Chapecoense dominou a partida contra o colombiano Junior Barranquilla e foi premiada com a vitória por 3 a 0, em partida realizada na noite desta quarta-feira, na Arena Condá, em Chapecó. Com o placar, a equipe catarinense reverteu a desvantagem construída no primeiro jogo e conquistou a classificação inédita às semifinais da Copa Sul-Americana, feito que emocionou o goleiro Danilo, que defende o clube desde 2013.

“Fizemos por merecer. A equipe jogou muito bem debaixo de muita água, contra uma equipe muito difícil”, disse o arqueiro ao canal Fox Sports, referindo-se à forte chuva que caiu sobre a Arena Condá.

“Nós fomos guerreiros. Um time com intensidade o jogo inteiro. Foi uma grande vitória para coroar nosso trabalho”, acrescentou Danilo.

Maior artilheiro da história da Chapecoense, com 76 gols, Bruno Rangel saiu do campo satisfeito com sua atuação e já vislumbrou o Verdão do Oeste na final da competição continental.

“Estou muito feliz em participar desta festa. Acho que o mais importante é isto: não vinha jogando, mas nas horas difíceis, sempre que o clube precisou estive aqui para ajudar. Hoje eu mostrei meu valor e nos classificamos. Mostramos nossa raça e agora é fazer mais uma vez história”. comemorou o atacante.

Para fazer “mais uma vez história”, a Chapecoense terá de superar o vencedor do duelo entre San Lorenzo, da Argentina, e Palestino, do Chile. Na ida, os argentinos fizeram 2 a 0, dentro de casa. Agora, tentarão confirmar a vaga nesta quinta-feira, às 22 horas (de Brasília).

Fonte: msn


Página 82 de 83

Commentários

Share on Myspace

Compartilhar

COMPARTILHAR

Previsão do Tempo em Mauriti-CE

Agenda Cultural do Cariri

  • ok.jpg
  • 13.jpg
  • 15.jpg
  • 25.jpg
  • 42.jpg
  • damiao2.jpg
  • lora.jpg
  • lovyle.jpg
  • marcio.jpg
  • moto2.jpg
  • net.jpg
  • real2.jpg