Esporte

Esporte 1288

Dois dos sobreviventes da tragédia aérea que deixou 71 mortos e seis feridos no noroeste da Colômbia, a maioria deles pertencentes a equipe da Chapecoense, deram nesta terça suas primeiras declarações.

"As luzes se apagaram e não lembro mais de nada", disse a aeromoça da companhia aérea boliviana Lamia, Ximena Suárez, para a secretária de governo do departamento de Antioquia, Victoria Eugenia Ramírez, ao ser resgatada na montanha El Gordo, localizada no município de La Unión, onde ocorreu o acidente.

O avião, um Avro Regional RJ85 com 77 pessoas a bordo, "declarou estado de emergência" na segunda à noite, por volta das 22h (hora local) "com pane elétrica" quando se aproximava do Aeroporto Internacional José María Córdova, em Medellín.

Já o comissário Erwin Tumiri afirmou aos jornalistas: "Sobrevivi porque segui os protocolos de segurança. Diante da situação, muitos se levantaram de seus lugares e começaram a gritar. Coloquei as malas entre minhas pernas para formar a posição fetal recomendada nesses casos de acidentes".

Além de Ximena e Tumiri também sobreviveram ao acidente os jogadores Alan Ruschel, Jackson Follmann, e Hélio Neto, e o jornalista Rafael Henzel, que foram internados em diferentes hospitais próximos de Medellín.

A Chapecoense enfrentaria nesta quarta, em Medellín, o Atlético Nacional na partida de ida da final da Copa Sul-Americana.

Fonte: msn


Ainda não há nenhuma informação oficial do que fez cair o avião que levava a Chapecoense até Medellín, mas uma das suspeitas começa a ganhar muita força na Colômbia. Segundo vários veículos locais, uma outra aeronave foi colocada na frente em uma lista de prioridade de pouso, o que obrigou o veículo que transportava o clube brasileiro a fazer voltas e esperar. Isso teria acabado com o combustível disponível e ocasionado a queda.

Segundo divulgadas nas maiores redes de notícias colombinas (como a emissora RCN, a Rádio Caracol e os jornal O Tiempo e El Espectador), duas aeronaves apresentaram problemas. A que levava a Chapecoense teve falhas elétricas quando estava a apenas 50 quilômetros do aeroporto de Antióquia e pediu prioridade de pouso. Ao mesmo tempo, porém, um voo da companhia Viva Colômbia solicitou emergência por problemas técnicos.

Na aeronáutica, o nível de emergência se sobrepõe ao de prioridade, o que fez com que o voo da Viva Colômbia tivesse preferência na aterrissagem. Esse voo havia saído de Bogotá e tinha San Andrés como destino, mas havia desistido da rota e fazia o retorno em busca de um aeroporto.

Como não teve o pouso autorizado, o avião da Chapecoense teve que fazer dois círculos no ar. Isso teria feito com que a aeronave rodasse mais quilômetros do que podia e acabou com o combustível da aeronave.

Há alguns indícios de que isso pode ser verdade. O principal deles é de que o avião não explodiu ao se chocar. Se ele tivesse combustível nos tanques, isso seria inevitável.

Os mapas dos voos também confirmam a história. O voo FC8170 sai de Bogotá rumo a San Andrés, mas desiste da viagem no meio do caminho e volta rumo a Bogotá. Por volta das 21h43, no horário local, ele ruma para o Aeroporto em Rionegro. A aterrisagem acontece às 21h52.

O horário de 21h43 bate exatamente com o momento em que o voo da Chapecoense, de número CP 2933, começa a voar em círculos. Foram duas voltas, de cinco minutos cada, antes que o avião sumisse do mapa e se chocasse.

A única outra possibilidade cogitada até agora é que a própria falha elétrica tivesse causado a queda do avião. Nesse caso, o próprio piloto teria decidido fazer círculos para queimar combustível e impedir justamente que houvesse uma explosão em caso de queda.

Por enquanto, porém, nada disso é oficial. As autoridades colombianas já estão em posse das caixas-pretas da aeronave, mas pedem calma e respeito com a investigação.

"Sim, já foram encontradas as caixas-pretas. E elas não têm nenhuma perda. Vamos saber tudo que se passou. Vou pedir um pouco de respeito à investigação. Com a caixa-preta não vamos perder nada. Qualquer coisa que falarmos agora será especulação. Os técnicos e especialistas já estão fazendo análises. Deem um tempo à investigação", disse Jorge Eduardo Rojas, Ministro dos Transportes do país.

Mais cedo, Mario Pacheco, o porta-voz da empresa LaMia, que era a responsável pelo voo da Chapecoense, disse que a aeronave tinha entre 10 e 15 anos de existência e garantiu que ela estava em perfeitas condições, tendo sido aprovada em todos os testes realizados. Ele ainda admite que o avião teria autonomia de voo entre 4h e 5h. Da decolagem ao momento em que some dos radares, a aeronave ficou 4h40 no ar.

Fonte: msn


O goleiro Jackson Follmann, um dos seis sobreviventes do acidente aéreo com o avião da Chapecoense ocorrido na Colômbia na madrugada desta terça-feira, teve sua perna direita amputada, segundo comunicado distribuído às 19h50 (horário de Brasília) pelo Hospital San Vicente Fundación de Rionegro. Jackson foi um dos três únicos jogadores do clube que sobreviveram à tragédia.

A cirurgia ocorreu pela manhã e os rumores sobre sua realização circularam ao longo do dia, mas apenas às 16h50 (horário local) ela foi confirmada oficialmente pelo hospital. O comunicado é assinado por Ferney Rodriguez Tobón, diretor médico do Hospital San Vicente Fundación de Rionegro.

Segundo a nota, o quadro de saúde do atleta é estável. Ele está na unidade de tratamento intensivo do San Vicente. O comunicado informa que sua distribuição foi feita a pedido da família para que as pessoas enviem “suas melhores energias, e juntos oremos pela sua recuperação.”

Fonte: msn


A Conmebol anunciou a suspensão da final da Copa Sul-Americana após o acidente com o avião que levava a delegação da Chapecoense para Medellín fazer um pouso de emergência minutos antes do pouso na cidade colombiana.

"A Confederação Sul-Americana de Futebol confirma que foi notificada pelas autoridades colombianas de que o avião em que viajava a delegação da Chapecoense sofreu um acidente em sua chegada à Colômbia. Estamos em contato com as autoridades e à espera de informações oficiais. A família Conmebol lamenta enormemente o ocorrido. Todas as atividades da confederação ficam suspensas até novo aviso. O presidente Alejandro Domínguez, neste momento, está se transferindo a Medellín", informou a entidade em nota.

Há a possibilidade de a partida de volta da decisão da Copa do Brasil entre Grêmio e Atlético-MG também ser adiada devido ao acidente.

A equipe catarinense viajava em uma aeronave que teve uma falha elétrica e caiu em uma área de mata fechada com difícil acesso por causa do avançado da noite e das más condições climáticas.

As informações ainda estão desencontradas, mas o primeiro jogador a ser resgatado é o lateral Alan Ruschel, encaminhado ao hospital San Juan de Dios de La Ceja .

De acordo com o oficial do corpo de bombeiros Kaleth Gutierrez, "graças a Deus já muitos sobreviventes".

Fonte: msn


Na madrugada desta terça-feira, o avião que transportava a equipe da Chapecoense de Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia, para Medellín, onde disputaria a final da Copa Sul-Americana, caiu. Até o momento, o lateral Alan Ruschell e o goleiro Danilo já foram resgatados. Clubes brasileiros e estrangeiros postaram mensagens de solidariedade nas redes sociais.

 

ACOMPANHE EM TEMPO REAL AS INFORMAÇÕES SOBRE A QUEDA DO AVIÃO DA CHAPECOENSE

O Atlético Nacional, clube que enfrentaria a Chape na final da competição, foi o primeiro a se manifestar nas redes sociais, enviando uma mensagem de apoio.

Nacional lamenta profundamente y se solidariza con @chapecoensereal por el accidente ocurrido y espera información de las autoridades.

 

O Flamengo, inclusive, chegou a mudar a foto de perfil de seu Twitter, colocando o escudo do clube catarinense ao lado do seu.

 

Força, @ChapecoenseReal! Unidos em um só coração! O Flamengo e sua Nação estão juntos contigo! 

 

Internacional

 

 

Palmeiras

 

A Sociedade Esportiva Palmeiras lamenta profundamente o acidente do avião da @ChapecoenseReal e torce por boas notícias. 

 

Santos

 

Reforçamos as mensagens de solidariedade da nação santista à equipe da @ChapecoenseReal. Força, Chape!

 

Figueirense

 

O Figueirense lamenta o acidente com o avião que levava a delegação da @ChapecoenseReal.

 

Sport

 

Nossa solidariedade para o elenco, comissão e todos que estavam à bordo no voo da @ChapecoenseReal. Torcemos por boas notícias. 

 

Santa Cruz

 

Estamos acompanhando as tristes notícias que vêm da Colômbia, com a grande expectativa e torcida de que tudo fique bem. 

 

Juventude

 

A nação Jaconera está torcendo por boas notícias. 

 

Remo

 

O maior título de todos é a vida! Que tudo esteja bem e não haja fatalidades. O Brasil está com vocês, Guerreiros de Condá! 

 

fonte: msn


A maior tragédia da história do futebol brasileiro.

O avião que levava a Chapecoense para Medellín, onde disputaria a final da Copa Sul-Americana contra o Atlético Nacional na próxima quarta-feira, caiu a 50 quilômetros da cidade colombiana por causa de uma falha elétrica.

81 pessoas estavam a bordo entre 72 passageiros e nove tripulantes: 76 pessoas morreram. Os únicos sobreviventes do voo foram os jogadores Alan Ruschel, Danilo e Jakson Follmann; a aeromoça Ximena Suárez e o jornalista Rafael Henzel.

19 jogadores da Chapecoense, a comissão técnica encabeçada por Caio Júnior, dirigentes do clube, o presidente da federação catarinense (Delfim Peixoto), jornalistas de Fox Sports (dentre eles o ex-meia Mario Sérgio) e Globo faleceram na queda.

A lista com todos os passageiros e tripulantes:

Atletas - Alan Ruschel, Ananias, Arthur Maia, Bruno Rangel, Juninho, Cléber Santana, Danilo, Dener, Filipe Machado, Jakson Follmann, Gil, Gimenez, Kempes, Lucas Gomes, Matheus Biteco, Neto, Sérgio Manoel, William Thiego, Tiago Albes, Josimar, Marcelo, Mateus Caramelo.

Comissão técnica - Caio Júnior, Eduardo de Castro Filho, Anderson Paixão, Anderson Roberto Martins, Marcio Bestene Koury, Rafael Gobbato, Luiz Cesar Martins Cunha, Luiz Felipe Grohs, Sergio Luis Ferreira de Jesus, Anderson Donizette Lucas, Adriano Wulff Bitencourt, Cleberson Fernando da Silva, Emerson Fabio di Domenico, Eduardo Luiz Preuss, Mario Luiz Stumpf, Sandro Luiz Pallaoro.

Dirigentes - Plínio de Nes Filho, Luciano Buligon, Gelson Luiz Merísio, Nilson Folle Junior, Decio Sebastião Burtet Filho, Jandir Bondignon, Gilberto Pace Thomas, Mauro Dal Bello, Edir Félix de Marco, Davií Barela Bavi, Ricardo Philippi Porto, Delfim Peixoto.

Jornalistas - Victorino Chermont, Rodrigo Santana Gonçalves, Deva Pascovitch, Licacio Pereira Junior, Paulo Júlio Clement, Mario Sérgio, Guilherme Marques, Ari de Araújo unior, Guilherme Laars

Jornalistas - Giovane Klein Victória, Bruno Mauri da Silva, Djalma Araújo Neto, André Luis Goulart Podiacki, Laion Machado Espíndola, Rafael Henzel, Renan Carlos Agnolin, Fernando Schardong, Edson Luiz Ebeliny, Gelson Galiotto, Douglas Dorneles, Jacir Biavatti, Ivan Carlos Agnoletto

Tripulação: Miguel Quiróga, Ovar Goytia, Sisy Arias, Romel Vacaflores, Ximena Suarez, Alex Quispe, Gustavo Encina, Erwin Tumiri, Angel Lugo

Fonte: msn


O Manchester United segue irregular no Campeonato Inglês. Neste domingo, pela 13ª rodada da competição, a equipe empatou por 1 a 1 com o West Ham, em casa, e tem apenas uma vitória nas últimas sete rodadas. Os visitantes abriram o placar com Sakho, enquanto Ibrahimovic deixou tudo igual.

 

 

Com o resultado, o United foi a 20 pontos, e fica ainda mais longe do líder Chelsea, que tem 31. O West Ham, por sua vez, chegou a 12, e segue perto da zona de rebaixamento, já que o primeiro time na degola, o Hull City, tem 11.

 

 

A partida marcou a volta de Schweinsteiger ao time de José Mourinho. Após desavenças com o treinador, o alemão foi relacionado pela primeira vez na temporada, ainda que tenha ficado no banco durante todo o duelo.

 

 

Na próxima rodada, o United viaja a Liverpool, para encarar o Everton, no domingo. Antes, no sábado, o West Ham tem mais uma partida difícil, diante do Arsenal, dentro de casa.

United parou no goleiro Randolph (Foto: Oli Scarff/AFP)

United parou no goleiro Randolph (Foto: Oli Scarff/AFP)

 

O jogo – Os visitantes não perderam tempo e, com um minuto, Payet cobrou falta na cabeça de Sakho, que superou De Gea e abriu o placar: 1 a 0 West Ham.

 

 

Porém, ainda antes da metade da primeira etapa, aos 20, Pogba encontrou ótimo lançamento para Ibrahimovic. De cabeça, o sueco teve calma e tirou do goleiro Randolph, deixando tudo igual em Old Trafford.

 

 

Precisando da virada, o time de Mourinho foi para cima na reta final da primeira metade do jogo. Aos 37, o jovem Marcus Rashford quase deixou sua marca, mas o arqueiro dos visitantes evitou o gol. Ainda antes do intervalo, aos 46, novamente o goleiro do West Ham agiu, parando Lingard.

 

 

No segundo tempo, os visitantes voltaram a pressionar no início. Aos 7 e aos 9, Sakho e Payet tiveram chances, mas as finalizações não balançaram as redes. Assim, o bom momento arrefeceu, e o United voltou a dominar a posse de bola, ainda que sem criar grandes oportunidades.

 

 

Mourinho realizou algumas mudanças, colocando Rooney e Mkhitaryan, e a equipe melhorou. Aos 31, o assistente anulou gol de Lingard, em rebote de bola na trave, por impedimento. No minuto seguinte, Randolph defendeu boa finalização de longa distância feita por Pogba.

 

 

Aos 34, o goleiro do West Ham brilhou novamente, parando chute de Ibra de dentro da área. A pressão dos Diabos Vermelhos seguiu, com os londrinos apostando nos contra-ataques.

 

 

Aos 41, em uma das saídas em velocidade, os visitantes estiveram muito perto do segundo gol, mas De Gea parou arremate de dentro da área de Fletcher.

 

 

Depois disso, o Manchester United seguiu com a bola, mas não conseguiu o tento da vitória. Assim, chegou a mais uma partida sem vencer no Inglês, e viu as primeiras posições ficarem ainda mais longe.

 

 

Confira os resultados deste domingo no Campeonato Inglês:

 

 

Watford 0 x 1 Stoke City

 

 

Arsenal 3 x 1 Bournemouth

 

 

Manchester United 1 x 1 West Ham

 

 

Southampton 1 x 0 Everton


Com o Palmeiras em crise e Marcelo Oliveira de saída, o diretor Alexandre Mattos foi a Curitiba. E convenceu Cuca a assumir o time do Palmeiras em pleno período de descanso.

Na oportunidade, disse ao técnico que pelo elenco e estrutura seria a chance de conquistar seu primeiro título brasileiro. Isso após faturar uma Copa Libertadores com o Atlético.

Assim, Cuca prometeu à mulher que trabalharia apenas por uma temporada no Palmeiras e depois tiraria o ano de descanso. O técnico não parece disposto a descumprir a palavra.

No sábado, Alexandre Mattos voltou a conversar com o treinador sobre sua permanência, tentando "dobrá-lo". Mas ele manteve sua decisão de se afastar ao final da temporada.

Se Cuca convencê-la de que o ano sabático pode esperar, poderá seguir no comando do time em 2017. Mas no momento, esse é o obstáculo familiar que dificulta sua permanência no Palmeiras. Por isso, a priori, ele está de saída.

Palmeiras campeão brasileiro. Indiscutível. Em pontos corridos não há injustiça, exceto quando o juiz ajuda o vencedor. Não foi o caso.

O triunfo do estilo adotado por Cuca é legítimo. Ninguém é obrigado a admirar, mas foi eficiente e ganhou merecidamente o título. Parabéns!

Em campo mais um jogo fraco contra o Chapecoense B, mas isso se tornou algo absolutamente secundário para os palmeirenses em geral.

Nos próximos dias o novo presidente do Palmeiras, Maurício Galiotte, deverá avançar nas conversas para renovações de Cuca e Alexandre Mattos.

Alexandre Mattos, por sinal, chega a quatro títulos nacionais em quatro temporadas seguidas. Não é pouco, evidentemente.

A renovação de Alexandre Mattos, a priori, é mais simples do que a de Cuca. Mas há clubes de olho no diretor. Acredito que ele ficará.

Gabriel Jesus parte agora para um novo desafio, no Manchester City de Pep Guardiola. Perspectivas sensacionais para essa joia a ser lapidada.

Na conversa que tive com Cuca depois da repercussão do meu comentário e post sobre o "Cucabol", disse a ele que evitaria o termo para os não entenderem como provocação.

Infelizmente alguns colegas da imprensa ainda não conseguiram compreender a reflexão proposta na ocasião. Inteligentes que são, provavelmente não leram, não viram a análise.

Mas, sem qualquer provocação ao treinador campeão brasileiro, afirmo aqui que pelo menos neste momento, o Brasil é o "País do Cucabol".

Se isso é bom ou ruim, como escreveu certa vez um outro colega da imprensa esportiva brasileira, só o tempo dirá.

***

O Santos teve a bola, o Flamengo foi mais perigoso, vencendo bem e ainda perdendo chances incríveis com Guerrero. Oportunidades que os santistas não criaram.

Apesar do resultado, só uma vitória sobre o Atlético em Curitiba garantirá o vice-campeonato aos rubro-negros sem depender do placar de Santos x América.

Ser segundo colado no campeonato significa uma premiação R$ 3,4 milhões superior à do terceiro colocado - R$ 10,7 milhões contra R$7,3 milhões.

O Atlético tomou a virada do São Paulo em Belo Horizonte e agora só escapa dos mata-mata iniciais na Libertadores se conquistar a Copa do Brasil.

Segue vivo o sonho do Internacional. Mas nem a eventual sobrevivência na primeira divisão esconderá os erros absurdos cometidos por seus dirigentes.

Da mesma forma o sofrido acesso do Vasco não maquiou os equívocos cometidos por Eurico Miranda. A torcida promete continuar gritando para que vá embora.

Fonte: msn


Gabriel Jesus nem era nascido quando o Palmeiras venceu o Brasileirão de 1994. Subiu para profissionais em 2015, então viveu pouco o tabu de 22 anos da equipe sem vencer o principal torneio nacional. Jesus se comportou como se tivesse passado pelo sofrimento do torcedor e foi a representação de cada um dos 40.986 fanáticos presentes no Allianz Parque – maior público da história do estádio – dentro das quatro linhas.

Em sua despedida do estádio palmeirense – vai jogar no Manchester City, da Inglaterra, em 2017 -,  o menino de 19 anos correu, foi para cima e era o jogador mais agudo do Palmeiras no primeiro tempo, antes de Fabiano abrir o placar e tranquilizar os ânimos da equipe e da torcida.

Com o placar favorável e já sabendo que o Santos, única equipe que ainda podia tirar o título alviverde, perdia para o Flamengo no Maracanã, Gabriel Jesus sucumbiu ao nervosismo. Queria muito balançar as redes e lamentou quando Roger Guedes recebeu lançamento e chutou para fora, ao invés de só rolar para que ele, sem marcação, fizesse o gol.

A ansiedade era tanta que Jesus se afobou depois de receber de Dudu entre os zagueiros e furou em bola, minutos depois, após jogada construída pela direita.

Nada que manchasse sua despedida ou sua história no Palmeiras. Com a camisa do clube, o atacante de 19 anos foi campeão da Copa do Brasil 2015 e um dos responsáveis pelo título brasileiro em 2016. É o artilheiro do time na campanha vitoriosa com 12 gols e se tornou titular da brasileira depois que Tite assumiu o comando da equipe.

Deu adeus ao Allianz Parque ao final do jogo com o título garantido, para seguir sua carreira na Inglaterra. Não sem antes garantir lugar na história e nos corações dos palmeirenses.

Fonte: msn


Pode-se dizer que, na atual temporada, Neymar vive uma fase de ‘garçom'. Normalmente reconhecido por fazer belos gols, dar lindos dribles e se envolver em algumas polêmicas, o atacante tem se destacado no ano, também, por deixar os seus companheiros na cara do gol. Os números mostram que Neymar tem sido um ‘garçom' muito competente nas equipes em que atua. Em 2016, o jogador bateu a sua própria marca de maior número de assistências por ano, chegando a 32 passes.

Seja servindo os seus companheiros no Barcelona ou na seleção brasileira, Neymar atingiu o seu maior número de assistências em um ano desde que se tornou profissional. Em 2016, o atacante soma 32 assistências em 57 jogos, uma assistência a mais que seu recorde anterior, em 2013, quando realizou 31 em 70 partidas.

Na última quarta-feira, no confronto contra o Celtic (time contra quem ele mais registrou assistências em uma só partida, quatro), pela Uefa Champions League, foi Neymar quem deu o passe para o primeiro dos dois gols de Lionel Messi no duelo.

Neymar, inclusive, é o maior ‘garçom' desta temporada da Uefa Champions League, com sete assistências em cinco partidas. Já no Campeonato Espanhol, ele fica como o terceiro maior assistente, com quatro, em 10 confrontos disputados. Com a seleção brasileira, durante as Eliminatórias em 2016, foram seis assistências em seis jogos.

"Fico muito feliz por atingir esta marca e ajudar os meus companheiros a fazer gols. Não importa quem faça o gol, o importante é a vitória", disse Neymar.

Quanto aos gols, Neymar, que passou da marca de 300 em sua carreira neste ano, balançou as redes 29 vezes em 2016.

Fonte: msn


Página 87 de 92

Commentários

Share on Myspace

Compartilhar

COMPARTILHAR

Previsão do Tempo em Mauriti-CE

Agenda Cultural do Cariri

  • bosco.jpg
  • master.jpg
  • 13.jpg
  • 15.jpg
  • 25.jpg
  • 42.jpg
  • damiao2.jpg
  • lora.jpg
  • lovyle.jpg
  • marcio.jpg
  • moto2.jpg
  • net.jpg
  • real2.jpg