Esporte

Esporte 1426

O volante Petros foi anunciado como reforço do Al-Nassr, da Arábia Saudita. Para tirar o meio-campista do São Paulo, o clube asiático desembolsou R$ 22,05 milhões aos cofres do clube do Morumbi. A assinatura do contrato de duas temporadas foi feita nesta terça-feira (26). 

Conforme publicou o L! no último fim de semana, o meio-campista já estava em negociações avançadas com os sauditas. O jogador esteve no CT da Barra Funda na reapresentação do elenco, mas a investida dos asiáticos foi considerada alta pelo São Paulo e o acordo foi fechado.

 

Fonte: msn


Se o craque Lionel Messi precisava de mais um fator de motivação para o jogo desta terça-feira, o zagueiro Bryan Idowu fez questão de ajudar. Perguntado sobre a possibilidade de eliminar a Argentina e com isso provocar a aposentadoria de Messi da seleção, como se especula na Rússia, o defensor da Nigéria disse que vai fazer de tudo para isso acontecer.

- Esse será o nosso principal objetivo, contra o Messi. Que esse seja o último jogo dele em Copas do Mundo. Por mais que amemos vê-lo jogar, só temos uma opção, fazer com que esse seja o último jogo dele. Adoraria trocar de camisa com ele. Mas isso também com outros jogadores argentinos. A Argentina tem outros ótimos jogadores, não é só o Messi - afirmou Bryan Idowu, nesta segunda-feira, em São Petersburgo.

Aliás, São Petersburgo é a cidade onde Bryan Idowu nasceu, em 1992. Filho de pais nigerianos, ele chegou a morar no país africano quando pequeno, mas passou praticamente a vida toda na Rússia, foi formado nas categorias de base do Zenit e começou a carreira profissional nesta cidade. Ele espera contar com o apoio da torcida local contra a Argentina.

- É maravilhoso. Vi meus pais recentemente, meus amigos. Receber esse apoio de São Petersburgo, das pessoas do meu passado, é muito bom. Estou animado, e espero retribuir a toda essa gente e à toda torcida da Nigéria. Tentarei fazer o meu melhor - comentou o zagueiro.

"Vai ser um grande jogo, muito importante para os dois times. Esperamos apresentar um grande futebol para todo o mundo e conseguir fazer o trabalho, que é classificar para as oitavas de final"

Bryan Idowu (à esquerda) em treinamento da Nigéria (Foto: EFE/Juan Herrero)

Bryan Idowu (à esquerda) em treinamento da Nigéria (Foto: EFE/Juan Herrero)

Bryan Idowu tem chances de ser titular na partida desta terça-feira em São Petersburgo, dependendo do esquema tático escolhido pelo técnico Gernot Rohr. Caso isso aconteça, ele joga na lateral-esquerda. Idowu já enfrentou a Argentina antes, no amistoso de novembro do ano passado, quando a Nigéria ganhou por 4 a 2 - um dos gols foi dele.

- Claro que partes daquele jogo vão nos ajudar na preparação, porque nos deu muita confiança para enfrentar a Argentina. Mas foi um amistoso, foi em novembro, muita coisa mudou, e eles não tinham Messi. Agora é outro jogo, o nível é outro, de Copa do Mundo. Vai ser um jogo diferente em várias formas - comentou o defensor da Nigéria.

 

Fonte: globoesporte


Zagueiro titular da Seleção Brasileira, Miranda admitiu ter tido conversas com o Palmeiras que não evoluíram. Aos 33 anos e com contrato até o meio de 2019 com a Inter de Milão (ITA), ele disse que não é sua vontade voltar agora ao Brasil, especialmente a um rival do São Paulo, onde atuou de 2006 a 2011.

- O Palmeiras é uma potência no Brasil, em termos financeiros e de estrutura, um dos clubes que mais cresceram nos últimos anos. Normal uma potência assim vir atrás de jogadores que ainda estão em alto nível na Europa. Eu tive algumas conversas com alguém ligado ao Palmeiras, sim, mas expliquei minha situação e a conversa não evoluiu. E eu tenho uma relação forte com o São Paulo. Uma volta ao Palmeiras não seria legal - disse o jogador, em entrevista ao canal do jornalista Thiago Asmar.

- Minha prioridade é permanecer na Europa, tenho contrato com a Inter e no momento vou procurar cumprir este contrato. As coisas no futebol são dinâmicas. Em dois dias eu posso mudar de opinião, caso apareça uma oferta convincente para voltar ao Brasil. Mas hoje acho muito difícil - completou.

O Verdão busca um jogador de nome para a defesa e nesta segunda-feira acertou com uma aposta: o argentino Nicolas Freire, de 24 anos. Ele vai assinar por empréstimo de um ano, com opção de compra ao término do vínculo.

Há sete anos na Europa, jogando por Atlético de Madri (ESP) e Inter, Miranda antes tornou-se ídolo no São Paulo, onde chegou para substituir Lugano e foi decisivo para o tricampeonato brasileiro, de 2006 a 2008. Jogar em um rival do Tricolor é uma possibilidade cogitada apenas se o clube do Morumbi não tiver como repatriá-lo no futuro.

- Acho que em um retorno a prioridade seria o São Paulo. Se o São Paulo não quisesse ou não tivesse força me contratar, eu sou profissional primeiramente e devo fazer meu melhor pelo meu trabalho e para mim mesmo. Se não tivesse oferta do São Paulo e tivesse do Palmeiras, por exemplo, jogaria pelo Palmeiras e faria o melhor para o Palmeiras ganhar título - completou.

 

Fonte: msn


O gol do Panamá, na goleada sofrida pela equipe por 6 x 1, pode parecer apenas um, feito por uma equipe sem tradição e que não impediu a derrota acachapante. Mas não é isso. Para os panamenhos, marcar contra a Inglaterra foi um feito, por se tratar do primeiro gol da equipe em Copas do Mundo.

E o autor do gol, o zagueiro Felipe Baloy, 37 anos, é o jogador mais velho a fazer um gol em estreias em Copas. Ele não havia atuado diante dos belgas e entrou no segundo tempo contra os ingleses.

Com 3 gols do artilheiro Harry Kane, Inglaterra goleia Panamá por 6 a 1

Baloy já teve passagens pelo Grêmio e pelo Atlético-PR, entre 2003 e 2005. Foi o primeiro panamenho a disputar o Campeonato Brasileiro. Atualmente ele defende o Municipal, da Guatemala.

O zagueiro panamenho marcou o gol aos 32 minutos do segundo tempo, quando o jogo estava 6 x 0, finalizando de carrinho uma bola centrada da esquerda. A comemoração foi intensa, dos jogadores e dos torcedores.

Baloy irá deixar a seleção após a Copa e também pensa de encerrar a carreira. Ele pensa em continuar no futebol, mas trabalhando com crianças.

 

Fonte: R7


 

Neymar, enfim, está feliz na Copa do Mundo. O astral do atacante mudou. O semblante também. Até os treinos estão mais desenvoltos. Tudo porque as dores que o incomodavam até o sofrido triunfo sobre a Costa Rica, cessaram. Um dos motivos para o choro, ainda no campo, foi a sensação de terminar um jogo sem sofrer, sem mancar.

+ Assista ao perfil do atacante Neymar, exibido no "Jornal Nacional"

O camisa 10 da seleção brasileira tem comentado com pessoas próximas sua alegria por conseguir executar, nos últimos dias, os mais variados movimentos sem limitações que até outro dia lhe causavam desgaste.

Há exatamente uma semana, Neymar deixou um treino mais cedo do que estava previsto, ainda durante o aquecimento, por causa de dores no pé direito. O pé que foi operado em março, que sofreu pancadas em algumas das 10 faltas recebidas diante da Suíça, e que, naquela atividade, girou após receber um passe.

+ Por foco na Copa, pai de Neymar pede a amigos fim de brigas em redes sociais

Neymar se protege do sol em treino da Seleção (Foto: Tossiro Neto)

Neymar se protege do sol em treino da Seleção (Foto: Tossiro Neto)

O bico na bola e os gestos indóceis eram de quem não suportava mais fazer tudo com dor. Tite e a comissão técnica haviam avisado que todos precisariam de paciência com Neymar até ele retomar seu padrão depois da lesão no quinto metatarso. Mas até o próprio atacante estava inquieto.

– Ele com certeza ainda vai chegar a um nível mais alto – disse Tite depois da primeira vitória do Brasil na Copa do Mundo.

A julgar pela ausência de dores, isso pode começar a acontecer já nesta quarta-feira, contra a Sérvia, em Moscou.

A Seleção precisará de um empate para se classificar, mas terá mais chance de garantir a primeira colocação com uma vitória. Neymar terá um torcedor especial: seu filho Davi Lucca, que está chegando para acompanhar a definição da fase de grupos.

Sua namorada, Bruna Marquezine, depois de duas noites hospedada no hotel da delegação, em Sochi, já voltou ao Brasil. Mas nem a distância parece abalar a confiança de Neymar neste momento. O medo que ele sentia de voltar ao futebol está perto do zero. Boa notícia para a seleção brasileira, às vésperas de definir seu futuro no maior dos torneios.

 

Fonte: globoesporte

 


Palmeiras acertou na manhã desta segunda-feira a venda do atacante Keno ao Pyramids FC, do Egito, por 10 milhões de dólares (pouco mais de R$ 37 milhões, pelas cotações atuais). Falta apenas a assinatura do contrato e o valor será integralmente repassado ao clube alviverde.

Apesar da equipe do Palestra Itália não ter a intenção prévia de liberar o atleta, o acerto do pagamento à vista, além do aumento da quantia a entrar nos cofres palmeirenses fez a diretoria aceitar a proposta africana.

Quem conduziu as negociações foi Turki Al Sheikh, bilionário ministro de esportes da Arábia Saudita que comprou o Pyramids FC recentemente e promete fazer "loucuras" para rivalizar com o Al-Ahly, gigante egípcio. Nos últimos dias, segundo meios de comunicação locais, o clube acertou a compra do volante Tarek Hamed, titular da seleção na Copa do Mundo, por exemplo.

Keno foi contratado pelo Palmeiras em dezembro de 2016, após ser um dos raros destaques da campanha de rebaixamento do Santa Cruz de volta para a Série B. À oportunidade, os paulistanos venceram a concorrência do rival Santos. Foram pagos R$ 3 milhões por 60% dos direitos econômicos, ligados ao São José-RS.

Neste ano, depois de jogar bem e regularmente, o clube alviverde rejeitou uma proposta do Al Nassr, da Arábia Saudita e renovou o vínculo do ponta de 28 anos até 2021, comprando a totalidade dos direitos junto ao clube gaúcho.

No total, Keno marcou 19 gols e deu nove assistências em 84 partidas pelo Palmeiras.

 

Fonte: msn


O Brasil venceu a Costa Rica por 2 a 0 nesta sexta (22), em São Petersburgo. Em entrevista coletiva após a partida o técnico Tite enaltece o segundo tempo jogado pela seleção brasileira. 

"Grande segundo tempo. Grande segundo tempo. Mais uma vez: grande segundo tempo. O time conseguiu botar volume, precisão, Navas jogou muito. Primeiro tempo o time teve correria, mas no segundo tempo o time deu aula.", explicou Tite. 

Neymar cai no choro após marcar gol na vitória contra a Costa Rica

O treinador também falou sobre a atuação de Neymar.

"Toda a individualidade aparece se o conjunto estiver forte, é desumano colocar a responsabilidade em um atleta. O Neymar ficou três meses e meio parado e a partida anterior foi a primeira. Ele é um ser humano, precisa de tempo para retomar o padrão alto. Mas antes de um padrão alto, precisa de um time forte, de não ser dependente."

Coutinho marca seu 2º gol e é eleito melhor em campo contra Costa Rica

Tite tem certeza que o craque chegará a melhor forma logo. "Com certeza ele vai chegar no nível melhor. Logo!"

Neymar chorou muito após a partida e Tite falou sobre isso na entrevista coletiva. "A alegria, a satisfação e o orgulho de representar a Seleção é muito grande. Ele tem a responsabilidade, a alegria, a pressão e a coragem pra externar esse sentimento."

 

Fonte: R7

 


Diretor-executivo de gestão da CBF, chefe de delegação da seleção brasileira nesta Copa do Mundo e presidente eleito para assumir a entidade em abril de 2019, Rogério Caboclo disse neste sábado em Moscou que o isolamento do atual mandatário, Antonio Carlos Nunes, é uma decisão do próprio dirigente.

Depois de ter traído um acordo com a Conmebol e votado no Marrocos para ser sede da Copa de 2026, o Coronel Nunes não apareceu mais publicamente na Rússia e não deu declarações.

– É uma decisão dele – disse Caboclo, durante um simpósio da Conmebol em Moscou (no qual o atual presidente da CBF não compareceu).

O GloboEsporte.com apurou com várias fontes na CBF que o sumiço do Coronel Nunes foi planejado para evitar novos constrangimentos. A Conmebol pediu a saída de Nunes do Conselho da Conmebol. Situação que a CBF tenta contornar.

Rogério Caboclo confirmou ainda que despachou de volta para o Brasil o "assessor da presidência" Gilberto Barbosa, o homem que quebrou um copo da cabeça de um torcedor que hostilizou o Coronel Nunes num restaurante de São Petersburgo.

– É algo que a gente não tem como controlar, né? – comentou o diretor-executivo da CBF sobre o episósio.

 

Fonte: globoesporte


A Alemanha é a grande atração do segundo sábado de Copa do Mundo, e não pelos motivos que se imaginavam antes do início do torneio. Em campo teremos também a favorita Bélgica e a sensação mexicana.

A seleção belga abre o sábado, às 9h, contra a Tunísia. Às 12h teremos Coreia do Sul e México. Alemanha e Suécia fecham o dia, às 15h.

Bélgica x Tunísia

Dentre as seleções apontadas como favoritas na Copa do Mundo, a Bélgica foi quem fez a melhor estreia, embora não sem problemas. O primeiro tempo dos belgas foi muito abaixo das expectativas e a equipe só acordou no segundo tempo, vencendo por 3 a 0 a frágil seleção do Panamá.

A Tunísia promete ser uma rival mais dura para os belgas, mas a verdade é que a equipe europeia segue com largo favoritismo para o jogo. Roberto Martínez, técnico da Bélgica, trabalha para evitar surpresas.

"A Tunísia evoluiu. Os jogadores surpreenderam vários times. Eles são flexíveis e provavelmente o time mais dinâmico que enfrentamos. Precisamos ser nós mesmos contra eles e fazer melhor que fizemos contra o Panamá", defendeu o treinador.

Bélgica: Thibaut Courtois; Jan Vertonghen, Dedryck Boyata, Toby Alderweireld; Axel Witsel, Kevin De Bruyne, Yannick Carrasco, Thomas Meunier; Dries Mertens, Eden Hazard; Romelu Lukaku

Tunísia: Farouk Ben Mustapha; Yassine Meriah, Syam Ben Yousef, Dylan Bronn, Oussama Haddadi; Ellyes Skhiri, Anice Badri, Ferjani Sassi; Fakhreddine Ben Youssef, Wahbi Khazri, Naim Sliti.

Coreia do Sul x México

O México foi a grande sensação da primeira rodada. Não apenas venceu a Alemanha, atual campeã e uma das favoritas ao título, mas o fez com estilo e com chances para fazer um placar mais largo. Mas não é novidade que o México é capaz de grandes feitos, mas não constuma manter consistência para alçar voos maiores. O técnico Juan Carlos Osorio, conhecido no Brasil por comandar o São Paulo, também tem um histórico de altos e baixos. Irá a sua seleção manter o nível da estreia?

O adversário deste vez é bem menos poderoso. A Coreia do Sul tem experiência em Copas, mas raramente vai bem e não conta com a melhor de suas gerações. Depois da vitória contra a Alemanha, o México ganhou um status de favorito.

Coreia: Jo Hyeonwoo; Lee Yong, Kim Younggwon, Jang Hyunsoo, Kim Minwoo; Ki Sungyueng, Jung Wooyoung, Lee Jaesung; Hwang Heechan, Son Heungmin, Lee Seungwoo.

México: Guillermo Ochoa; Carlos Salcedo, Hugo Ayala, Hector Moreno, Jesus Gallardo; Miguel Layun, Hector Herrera, Andres Guardado; Carlos Vela, Javier Hernandez, Hirving Lozano.

Alemanha x Suécia

A Alemanha entrou como favorita. Pode se despedir no segundo jogo da Copa. Depois da derrota na estreia, a seleção alemã não pode se dar ao luxo de pensar em algo que não seja a vitória sobre a Suécia.

A seleção sueca já provou que há vida sem Ibrahimovic ao se classificar para a Copa. A estreia não foi com grande futebol, mas o suficiente para vencer a Coreia por 1 a 0. Os suecos devem explorar a tensão natural dos atuais campeões, já que mesmo um empate é considerado bom resultado.

"Análises dos nossos erros mostraram que não temos que mudar nossa abordagem de jogo. Talvez a Suécia possa até entrar com uma defesa com cinco homens contra nós, mas estamos acostumados a jogar contra times defensivos e mostramos que somos capazes fazendo isso nas eliminatórias", avaliou Joachim Löw, técnico da Alemanha.

"Estes são os momentos para os quais vivemos, pelos quais trabalhamos a nossa carreira inteira. É divertido e excitante. Nós esperamos conseguir um bom resultado, é uma oportunidade fantástica de avançar no grupo no segundo jogo", analisou Janne Andersson, técnico sueco.

Alemanha: Manuel Neuer; Joshua Kimmich, Jerome Boateng, Nicklas Sule, Jonas Hector; Ilkay Gundogan, Toni Kroos; Thomas Muller, Mesut Ozil, Marco Reus; Mario Gomez

Suécia: Robin Olsen; Mikael Lustig, Viktor Lindelof, Andreas Granqvist, Ludwig Augustinsson; Viktor Claesson, Sebastian Larsson, Albin Ekdal, Emil Forsberg; Marcus Berg, Ola Toivonen

 

Fonte: msn


O lateral direito Fagner será o titular da seleção brasileira na partida desta sexta-feira (22) contra a Costa Rica. A troca será feita após Danilo se queixar de dores durante o treino desta quinta-feira (21), em São Petersburgo. 

De acordo com as informações reveladas pelo médico da seleção brasileira, Rodrigo Lasmar, Danilo foi diagnosticado com uma lesão muscular na região do quadril direito.

Lasmar afirma que a lesão confirmada após exames impossibilita a presença do jogador na segunda rodada da Copa do Mundo.

Para Tite, 1 a 0 contra a Costa Rica será goleada

Sem condições de jogo, o lateral Danilo iniciará tratamento com a fisioterapia e seguirá em observação pelo departamento médico da seleção.

A seleção brasileira volta a campo nesta sexta-feira (22), às 9h, no estádio de São Petersburgo. Antes do corte de Danilo, o técnico Tite havia confirmado que entraria em campo novamente com o "time ideal".

Assim, com a lesão de Danilo, a seleção deve entrar em campo com Alisson, Fagner, Thiago Silva, Miranda, Marcelo, Casemiro, Paulinho, Willian, Philippe Coutinho, Neymar e Gabriel Jesus.

 

Fonte: R7


Página 10 de 102

Commentários

Share on Myspace

Compartilhar

COMPARTILHAR

Previsão do Tempo em Mauriti-CE

Agenda Cultural do Cariri

  • felix.jpg
  • juazeiro.jpg
  • 13.jpg
  • 15.jpg
  • 25.jpg
  • 42.jpg
  • damiao2.jpg
  • lora.jpg
  • lovyle.jpg
  • marcio.jpg
  • moto2.jpg
  • net.jpg