Redação do Portal

Redação do Portal

De acordo com informações reverberadas na comunidade do XDA Developers, a Google estaria trabalhando em uma grande atualização para o Android em 2018. De acordo com Mishaal Rahman, membro da equipe do XDA, a empresa estaria focando em dois novos pilares para o Android 9, supostamente conhecido atualmente como “Pie”.

O primeiro desses tópicos seria o que ele chama de atualizações via “Google Unified Push” (GUP). Isso basicamente consiste em uma versão mais centralizada e avançada do Project Treble, lançado com o Android Oreo 8.0. Esse recurso da mais recente versão do Robô essencialmente permite que as fabricantes de smartphones enviem atualizações profundas para seus smartphones que já estão no mercado aplicando mudanças apenas no segmento do software que precisa ser modificado. Para isso, o SO se tornou mais compartimentalizado, permitindo essas alterações pontuais. Só que a Google não obrigou as fabricantes a adotarem esse recurso, e a maioria delas acabou pulando essa parte do Oreo ao atualizar seus atuais celulares para o novo software.

Atualizações seriam distribuídas diretamente pela Google assim que estivessem disponíveis para os dispositivos compatíveis

O GUP seria uma versão obrigatória do Treble, mas seria um tanto mais drástica. Com o GUP, as atualizações seriam distribuídas diretamente pela Google assim que estivessem disponíveis para os dispositivos compatíveis. Isso significa que os usuários receberiam novo software muito mais rápido e sem intermédio das fabricantes. Não sabemos, contudo, se a Google ainda permitiria modificações na interface por parte de empresas como SamsungLG e por aí vai.

O segundo grande pilar do Android 9 seria uma série de limitações no código do sistema. Em outras palavras, desenvolvedores que gostam de brincar com APIs ocultas, recursos de acessibilidade do sistema e outros elementos mais profundos do Android não conseguiriam mais ter acesso a esses elementos. Isso estaria sendo feito para melhorar a segurança do Android, visto que os serviços de acessibilidade são frequentemente explorados por apps maliciosos para tomar controle de aparelhos sem que os usuários tenham conhecimento.

Comunidade de desenvolvedores teme que a Google comece a tomar atitudes similares às da Apple quanto ao Android

Por conta desse tipo de limitações, a comunidade de desenvolvedores teme que a Google comece a tomar atitudes similares às da Apple quanto ao Android, limitando cada vez mais o sistema até que ele fique bastante fechado. Não se espera, entretanto, que o Robô se torne algo tão “trancado” e conservador quanto o iOS, mas quem gosta de experimentar com o sistema da Google certamente vai sentir o impacto nos próximos anos.

É interessante destacar que, apesar de a Google trabalhar com o Android em cima do kernel do Linux, a empresa não é obrigada a ter um software tão aberto quanto ele é hoje. Ao que parece, a companhia acredita que fazer esse “fechamento” parcial seja uma forma de melhorar a experiência do usuário quanto a atualizações e segurança. Tudo isso, entretanto, pode acabar impactando na capacidade de desenvolvedores e fabricantes personalizarem o software. O que não sabemos no momento é até que ponto isso pode ser um problema.

O que você acha?

Nos diga o que você pensa sobre isso na seção de comentários. A Google está certa ao deixar o Android “mais fechado” se o objetivo for entregar atualizações mais rápidas e mais segurança para o usuário final?

 

 Fonte: TecMundo


Facebook lança Marketplace, ferramenta que o transforma em concorrente da OLX

SÃO PAULO – O Facebook anunciou nesta segunda-feira (22) o lançamento oficial da ferramenta Marketplace no Brasil, que já estava disponível em outros 46 países. Ele chega com o objetivo de “oficializar” e facilitar a venda e compra de produtos através da rede social, que já acontecia em seus grupos. 

Em relação aos grupos, a principal diferença do Marketplace é a possibilidade de buscar anúncios de usuários que estão mais próximos de você usando o sistema de geolocalização do smartphone do usuário. Também é possível buscar pelo produto específico que desejam através da ferramenta.

A rede social não será a responsável pela intermediação das compras: ainda é necessário que o comprador e vendedor negociem como será feito o pagamento. Também não é cobrado nenhum tipo de taxa por anúncio ou compra através da ferramenta.

Será possível acessar o Marketplace somente através do smartphone do Facebook, no ícone posicionado na barra inferior do aplicativo da rede social. “Para usá-lo, clique no ícone do Marketplace. É fácil de encontrar o que você está procurando: utilize o campo de pesquisa e filtre seus resultados por local, categoria ou preço. Para vender algum produto, tire uma foto, descreva seu item, coloque seu preço e pronto”, explicou o Facebook em comunicado.

InfoMoney

O lançamento da plataforma posiciona o Facebook como concorrente do Mercado Livre e OLX no Brasil, já que ambos os sites oferecem recursos semelhantes de compra e venda.

Segundo a empresa, a ferramenta será disponibilizada “gradualmente” para os brasileiros a partir desta segunda.

Quer investir melhor seu dinheiro? Clique aqui e abra já sua conta na XP Investimentos.

 

 Fonte: msn


O Palmeiras entra na Copa Libertadores de 2018 como o time mais valioso segundo o site alemão Transfermartk, especializado em valores de mercado de clubes e jogadores. Com os novos reforços, como Gustavo Scarpa e Lucas Lima, o elenco do time paulista foi avaliado em 91,6 milhões de euros.

O Boca Juniors, da Argentina, que trouxe os atacantes Tevez e Ábila, tem o segundo elenco mais valioso (89 milhões de euros), seguido por Flamengo (86,5) e o Grêmio, último campeão da Libertadores (81,1). O Corinthians, atual campeão brasileiro, é o 6º colocado da lista com o elenco avaliado em 59,4 milhões de euros, atrás do River Plate-ARG, que contratou recentemente o atacante Lucas Pratto, ex-São Paulo.

Entre os outros clubes brasileiros que estão na Libertadores de 2018, o Cruzeiro é o 7º colocado no ranking do Transfermarkt. Depois, aparecem ainda o Santos (10º), Vasco (11º) e Chapecoense (15º). No geral, os oito clubes brasileiros estão avaliados em média com elencos de 61,1 milhões de euros contra 44,4 dos sete representantes argentinos. 

Palmeiras e Boca Juniors, os dois mais valiosos, curiosamente cairam no mesmo grupo (8) na fase de grupos da Libertadores ao lado do Alianza Lima, que tem apenas o 36º elenco mais valioso. O Corinthians está no grupo 7 ao lado do Independiente-ARG (11º), Millonarios-COL (19º) e Deportivo Lara-VEN (42º). 

Entre os jogadores, dois brasileiros lideram a lista dos mais bem avaliados: Luan, do Grêmio, e Vinícius Júnior, do Flamengo, ambos por 20 milhões de euros. O volante Arthur, também do Grêmio, é o terceiro da lista, avaliado em 14 milhões de euros, seguido pelo meia Cristian Pavón, do Boca Juniors-ARG (13 milhões), Darío Benedetto, atacante do Boca (12), Lucas Lima, do Palmeiras (11), Lautaro Martínez, do Racing-ARG (10) e Paulinho, do Vasco (10). Entre os corintianos, os melhores são Fágner e Maycon (5 milhões cada). No Palmeiras, depois de Lucas Lima, os mais bem avaliados são Dudu e Gustavo Scarpa (9 mihões de euros cada), Borja e Deyverson (5 milhões) e Moisés (4,5 milhões).

Os elencos mais valiosos da Copa Libertadores 2018*:
Clube (Valor de mercado, em milhões de euros)
1º Palmeiras (91,6)
2º Boca Juniors-ARG (89)
3º Flamengo (86,5)
4º Grêmio (81,1)
5º River Plate-ARG (77,3)
6º Corinthians (59,4)
7º Cruzeiro (57,2)
8º Racing-ARG (51,7)
9º Santos (47,4)
10º Vasco (42,4)
11º Independiente-ARG (36,8)
12º Atlético Nacional-COL (28)
13º Junior-COL (26,5)
14º Estudiantes-ARG (26,2)
15º Chapecoense (25,6)
16º Emelec-EQU (22,7)
17º Santa Fe-COL (22,3)
18º Peñarol-URU (21,1)
19º Millonarios-COL (17,4)
20º Nacional-URU (17,2)
21º Atletico Tucuman-ARG (16,2)
22º Universidad de Chile-CHI (15,3)
23º Banfield-ARG (14,1)
24º Indep. del Valle-EQU (13,7)
25º Olimpia-PAR (13,4)
26º Colo-Colo-CHI (12,1)
27º Delfín-EQU (12)
28º Macará-EQU (11,5)
29º Cerro Porteño-PAR (11,2)
30º Melgar-PER (8,4)
31º Defensor-URU (8,2)
32º Univ. Concepción-CHI (7,7)
33º Guaraní-PAR (7,7)
34º Real Garcilaso-PER (7,5)
35º Universitario-PER (7,3)
36º Alianza Lima-PER (7,3)
37º Libertad-PAR (7,1)
38º Santiago Wanderers-CHI (6,7)
39º Monagas-VEN (6,7)
40º Carabobo-VEN (6,3)
41º Bolívar-BOL (6,3)
42º Deportivo Lara-VEN (6,2)
43º M. Wanderers-URU (5,6)
44º Deportivo Tachira-VEN  (5,3)
45º Oriente Petrolero-BOL (3,1)
46º The Strongest-BOL (3,1)
47º Jorge Wilstermann-BOL (3)
* Avaliação do site Transfermartk.de

 

 Fonte: R7


Apesar da liderança isolada do campeonato francês e a boa campanha na Liga dos Campeões, o vestiário do Paris Saint-Germain não tem sido dos mais tranquilos na atual temporada. Seria esse um dos motivos para o time já estar em busca de um novo treinador para 2018/19. Segundo reportagem publicada nesta terça-feira pelo jornal espanhol Sport, o clube francês estaria sondando Zinedine Zidane, que após ganhar tudo com o Real Madrid, também vem tendo um ano conturbado na capital espanhola.

Atual técnico do PSG, o espanhol Unai Emery já teve o emprego por um fio após as decepções da temporada passada, com a traumática eliminação na Liga dos Campeões para o Barcelona e a perda do campeonato francês para o Monaco. Mesmo tendo sido mantido no cargo, o treinador vem apresentando dificuldades para administrar crises de vestiário, como a envolvendo Neymar e Cavani e, mais recentemente, entre Pastore e Thiago Silva. Ainda de acordo com a reportagem do Sport, os dirigentes do clube estariam em busca de um treinador com mais peso, capaz de gerir os egos do elenco após as chegadas de Neymar e Mbappé.

Unai Emery tem emprego ameaçado no PSG desde o fim da temporada passada (Foto: Reuters)

O Paris Saint-Germain é líder do campeonato francês com oito pontos de vantagem para o Lyon (56 contra 48). Já na liga dos campeões, o time passou com tranquilidade pela fase de grupos e terá pela frente justamente Zinedine Zidane e o Real Madrid, em confronto pelas oitavas de final. O jogo de ida está marcado para o próximo dia 14 de fevereiro, na Espanha.

 

 Fonte: globoesporte


José Mourinho não escondeu a satisfação por contar com "um dos melhores atacantes do mundo" e ainda deixou algumas palavras a Mkhitaryan, que se transferiu para o Arsenal como contrapartida nesta segunda-feira (22).

"O Alexis é um dos melhores avançados do mundo e vai completar o nosso jovem lote de atacantes com muito talento. Vai trazer ambição e personalidade, qualidades que um jogador do Manchester United deve ter. Vai tornar a equipe mais forte e os torcedores orgulhosos da sua dimensão e prestígio", disse o português.

"Quero desejar a Mkhitaryan todo o sucesso e felicidade que tenho a certeza que vai alcançar. É um jogador que nunca vamos esquecer, especialmente pela contribuição que teve para a conquista da Liga Europa [em 2016/17]", completou.

Os contornos do acordo entre Alexis Sánchez e o Manchester United não foram divulgados.

 

 Fonte: msn


No último dia 17, o Governo Municipal de Milagres, através das Secretarias de Cultura, Turismo e Eventos e de Infraestrutura, Meio Ambiente e Serviços Públicos, iniciaram a arborização do Parque de Eventos do município.

Além do Parque de Eventos, o Projeto de Arborização está contemplando demais espaços públicos, graças à parceria com a Professora Lourdes Cunha, através da Fundação “IPÊ SÓ”, de sua propriedade localizada na Vila Sol Nascente, nas proximidades da BR-116.

Com as ações já implementadas, 655 mudas já foram plantadas na cidade, sendo 356 árvores nativas da caatinga e 299 arbustos. Entre as espécies nativas estão o Oiti, Gonçalo Alves, Amburana, Ipê de diversas cores, Arueira, Angico, Genipapo, Trapia, Caroba, Cedro, Pau Ferro, Pitombeira Nativa, dentre outras.

O projeto de iniciativa do Governo Municipal em parceria com a Fundação “IPÊ SÓ”, já contemplou escolas da rede municipal, praças e avenidas na sede, prédios públicos, além de várias comunidades da zona rural envolvendo também propriedades particulares.

Assessoria de Comunicação


Com um discurso ainda confiante na aprovação da reforma da Previdência, o secretário de Previdência Social do Ministério da Fazenda, Marcelo Caetano, disse que o governo trabalha com o calendário de aprovação da proposta fixado pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ): 19 de fevereiro.

Caetano negou que o governo tenha alterado sua estratégia e, agora, já trabalhe para aprovar a reforma em novembro, diante das dificuldades de apoio dos deputados.

— O governo trabalha com a aprovação da reforma em meados de fevereiro.

Sobre as recentes declarações de Rodrigo Maia céticas à aprovação da proposta, o secretário foi diplomático. Segundo Caetano, o presidente da Câmara tem sido um "líder" fundamental para aprovação da reforma com foco na quebra dos privilégios.

Um dos responsáveis pela elaboração da proposta, Caetano afirmou ainda que o governo "trabalha" para aprovar texto da reforma "tal qual" está previsto na emenda aglutinativa apresentada no final do ano passado e que já reduziu o impacto das mudanças nas contas públicas.

— Não há compromisso do governo em mudar a emenda aglutinativa.

O secretário, no entanto, se mostrou aberto ao diálogo: "Vamos conversar", disse.

Caetano ponderou que qualquer negociação de mudança terá que observar três parâmetros: manutenção do princípio de igualdade das regras da Previdência para todos; impacto nas contas públicos e como uma eventual alteração se reflete no apoio para aprovar a proposta.

Em defesa da aprovação já da proposta, Caetano disse que a reforma da Previdência é essencial.

— Observem os números. Os déficits crescem na ordem de dezenas de bilhões por ano. Temos que enfrentar.

Caetano voltou a alertar que, sem o enfrentamento da reforma, o Brasil poderá viver uma situação semelhante ao que aconteceu com a Grécia e Portugal, onde a solução para os problemas da Previdência acabou sendo a redução dos benefícios. Na sua avaliação, dá tempo ainda de aprovar a reforma da Previdência preventiva e evitar esse cenário no Brasil.

Economia gerada

A economia esperada com a aprovação do texto atual da reforma da Previdência está em cerca de R$ 588 bilhões em 10 anos, disse Caetano. Segundo ele, R$ 500 bilhões se devem à mudança nas regras de aposentadoria e pensão no INSS. No regime geral de servidores da União, a economia esperada é de R$ 88 bilhões em uma década.

O secretário também esclareceu que a economia é bem menor no primeiro ano de vigência das novas regras, mas cresce ao longo do tempo.

Caetano ressaltou a importância de aprovar a reforma da Previdência, uma vez que o avanço do déficit será muito acentuado na próxima década, quando a taxa de fecundidade (número de filhos por mulher) deve ficar ainda menor do que já é hoje.

 

 Fonte: R7


O juiz federal Sérgio Moro, responsável pelos processos da Lava Jato na primeira instância, intimou, nesta segunda-feira (22), a Polícia Federal (PF) a esclarecer o uso de algemas nos pés e nas mãos do ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral.

Na noite de quinta-feira (18), Cabral foi transferido da Cadeia Pública José Frederico Marques, no Rio de Janeiro, para o Complexo Médico-Penal em Pinhais, na Região de Curitiba. Na sexta-feira (19) pela manhã, ele foi algemado para fazer o exame de corpo de delito no Instituto Médico-Legal (IML).

No despacho, Moro diz que entende que a precaução rege a decisão da escolta policial e que "compreensivelmente, prefere-se exagerar nas cautelas do que incorrer em riscos desnecessários". Porém, afirma que, ultimamente, as algemas têm sido dispensadas na Lava Jato.

'[...] em conduções anteriores de presos no âmbito da Operação Lavajato, inclusive de Sergio de Oliveira Cabral Santos Filho, vinha a Polícia Federal evitando o uso de algemas em pés e mãos. Não raramente presos foram conduzidos até mesmo sem algemas", argumenta Moro.

Moro recomendou, ainda, "que a escolta seja novamente orientada" e que seja evitado "o uso conjunto de algemas em pés e mãos salvo casos de maior necessidade".

O G1 aguarda um retorno da PF sobre o assunto.

Condenação em Curitiba

Em Curitiba, Cabral foi condenado a 14 anos e dois meses de prisão. De acordo com a sentença, ele cometeu os crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

A Justiça considerou que ele e mais dois assessores receberam vantagens indevidas a partir do contrato da Petrobras com o Consórcio Terraplanagem Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj), formado pelas empresas Andrade Gutierrez, Odebrecht e Queiroz Galvão.

Atualmente, o processo está em grau de recurso, no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4).

 

 Fonte: G1-CE


Em uma nova derrota para o Palácio do Planalto, a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, decidiu suspender temporariamente a posse da deputada federal Cristiane Brasil (PTB-RJ) como ministra do Trabalho, marcada para ocorrer às 9h desta segunda-feira. A decisão foi feita no âmbito de um processo movido por advogados trabalhistas.

A decisão foi tomada pelo fato de o STF ainda não ter recebido a decisão liminar (provisória) do ministro Humberto Martins, vice-presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), que no sábado, 20, cassou decisão da Justiça Federal de Niterói (RJ), que impedia a posse.

“Pelo exposto, com base no poder geral de cautela (caput do art. 297 do Código de Processo Civil) e nos princípios constitucionais da segurança jurídica e da efetividade da jurisdição, que seriam comprometidos com o ato de posse antes de se poder examinar a suspensão das decisões de primeira e de segunda instâncias que a impediam neste momento, defiro parcialmente a providência liminar para a suspensão do ato de posse até que, juntadas as informações, incluído o inteiro teor do ato reclamado, seja possível a análise dos pedidos formulados na presente reclamação, sem prejuízo de reexame desta decisão precária e urgente”, escreveu Cármen Lúcia em trecho de decisão publicada na madrugada desta segunda-feira.

O governo Michel Temer (PMDB) já havia perdido vários outros recursos protocolados no Tribunal Regional Federal (TRF2), a segunda instância da Justiça Federal no Rio de Janeiro, e teve que desmarcar a primeira posse de Cristiane Brasil, que estava prevista para o dia 9 de janeiro.

Temer tentava impedir a todo custo que o processo chegasse às mãos de Cármen Lúcia para evitar novo atrito entre presidentes de Poderes, já que ela já havia barrado um decreto de indulto presidencial de dezembro, que ampliava os benefícios a presos condenados por crimes como corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

O processo de Cristiane Brasil foi sorteado para o ministro Gilmar Mendes, mas, como o STF está em recesso, coube à presidente, que responde pelo plantão da Corte nesse período.

 

 Fonte: msn


Em uma nova derrota para o Palácio do Planalto, a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, decidiu suspender temporariamente a posse da deputada federal Cristiane Brasil (PTB-RJ) como ministra do Trabalho, marcada para ocorrer às 9h desta segunda-feira. A decisão foi feita no âmbito de um processo movido por advogados trabalhistas.

A decisão foi tomada pelo fato de o STF ainda não ter recebido a decisão liminar (provisória) do ministro Humberto Martins, vice-presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), que no sábado, 20, cassou decisão da Justiça Federal de Niterói (RJ), que impedia a posse.

“Pelo exposto, com base no poder geral de cautela (caput do art. 297 do Código de Processo Civil) e nos princípios constitucionais da segurança jurídica e da efetividade da jurisdição, que seriam comprometidos com o ato de posse antes de se poder examinar a suspensão das decisões de primeira e de segunda instâncias que a impediam neste momento, defiro parcialmente a providência liminar para a suspensão do ato de posse até que, juntadas as informações, incluído o inteiro teor do ato reclamado, seja possível a análise dos pedidos formulados na presente reclamação, sem prejuízo de reexame desta decisão precária e urgente”, escreveu Cármen Lúcia em trecho de decisão publicada na madrugada desta segunda-feira.

O governo Michel Temer (PMDB) já havia perdido vários outros recursos protocolados no Tribunal Regional Federal (TRF2), a segunda instância da Justiça Federal no Rio de Janeiro, e teve que desmarcar a primeira posse de Cristiane Brasil, que estava prevista para o dia 9 de janeiro.

Temer tentava impedir a todo custo que o processo chegasse às mãos de Cármen Lúcia para evitar novo atrito entre presidentes de Poderes, já que ela já havia barrado um decreto de indulto presidencial de dezembro, que ampliava os benefícios a presos condenados por crimes como corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

O processo de Cristiane Brasil foi sorteado para o ministro Gilmar Mendes, mas, como o STF está em recesso, coube à presidente, que responde pelo plantão da Corte nesse período.

 

 Fonte: msn


Página 1 de 302

Compartilhar

COMPARTILHAR
  • jc.png
  • marcio.jpg
  • moto2.jpg
  • parceiros2017.gif
  • real2.jpg