Policial

Policial 250

Um corpo de um homem, entre 40 e 50 ano,s foi encontrado na manhã desta terça-feira (28) em um matagal, no bairro do Cambeba, Fortaleza. Ele apresentava marcas de espancamento e seus membros estavam esquartejados.

O corpo foi encontrado por um homem que entrou na mata à procura de um pássaro. O cadáver, segundo ele, estava por cima de espinhos, o que responde as perfurações encontradas.

Na segunda-feira (27), outro corpo havia sido encontrado no mesmo matagal, com perfurações de faca acima do pescoço.

Para as autoridades o local estaria servindo de desova.  De acordo com os populares, uma vez por outra, corpos esquartejados, carbonizados, e até ossadas são encontradas na área.

No local foi feita diligência com os populares. De acordo com eles, ao que tudo indica, o corpo foi depositado no início desta manhã.

Fonte: Ceará Agora


A Polícia Militar, por meio do Batalhão de Policiamento de Rondas de Ações Intensivas e Ostensivas (BPRaio) e da Força Tática de Apoio (FTA) prendeu mãe e filha envolvidas no tráfico de drogas, no município de Juazeiro do Norte. 

Segundo a polícia, as prisões ocorreram, nessa segunda-feira (20), após informações anônimas, que em um imóvel situado no bairro João Cabral, funcionava um ponto de venda de drogas.

Na propriedade, a mãe de 45 anos – que já responde por lesão corporal culposa - tentou fechar a porta e impedir a entrada dos policiais. No entanto, após conseguirem entrar na residência, os policiais prenderam ela e também a sua filha, de 28 anos – que já responde por crime contra a administração pública.

No local, foram apreendidas 20 gramas de maconha, vários aparelhos celulares, um carregador de munição para revólveres, duas manoplas, conhecido por “soco inglês”; além de uma quantia em dinheiro, no total de R$ 11.019,00.

As mulheres foram encaminhadas para a Delegacia Regional de Juazeiro do Norte, onde foram autuadas em flagrante por tráfico de drogas e também associação para o tráfico.

Fonte: G1/CE


Uma quadrilha armada atacou um carro-forte na noite desta segunda-feira (20) na rodovia BR-304, no município de Aracati, interior do Ceará. Segundo o 1º Batalhão da Polícia Militar (BPM), o crime ocorreu na divisa do Ceará com o estado do Rio Grande do Norte. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o grupo não conseguiu levar o dinheiro e ninguém ficou ferido.

Conforme a PM, os criminosos bloquearam a via utilizando um ônibus e trocaram tiros com os seguranças da empresa de segurança. Após o confronto, o bando teve acesso ao veículo e explodiu o cofre, que ficou em chamas. Logo depois do crime, os suspeitos conseguiram fugir.

Equipes da Polícia Militar de Aracati e municípios vizinhos foram acionadas para realizar buscas na região na tentativa de localizar os criminosos. Até o momento, porém, ninguém foi preso.

O Corpo de Bombeiros foi chamado ao local para conter as chamas no carro-forte. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou que a foi temporareamente bloqueada.

Fonte: G1/CE


Cinco pessoas são assassinadas a tiros em Fortaleza

Terça, 21 Fevereiro 2017 00:00 Written by

Cinco pessoas foram assassinadas na noite desta segunda-feira (20), no Bairro Bom Jardim, em Fortaleza. Segundo a Polícia Militar, todas as vítimas estavam em uma casa, na Rua Leonel Brizola. Testemunhas disseram para a polícia, que dois homens chegaram em um carro e atiraram várias vezes.

Segundo a polícia, três pessoas morreram na hora e quatro feridos foram levados para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Bom Jardim. Dois não resistiram e morreram no hospital. A polícia informou que os outros dois seguem internados.

Quatro suspeitos foram detidos e estão na Delegacia do Conjunto Ceará. De lá eles vão para o Instituto Médico Legal (IML) para fazer exames de balística.

O caso está sendo investigado pela Delegacia do Conjunto Ceará e pela Divisão de Homicídios.

Fonte: G1/CE


O grupo criminoso acusado de fazer parte da rede de uma rede internacional de tráfico de seres humanos e favorecimento à prostituição desmontado pela Polícia Federal nesta semana agia desde 2010 e levou para a Europa mais de 150 mulheres nesse período, segundo as investigação.

O Fantástico acompanhou a operação que prendeu 15 pessoas em Fortaleza, Itália e Eslovênia na quarta-feira (15) e teve acesso à parte da investigação que mostra como funcionava o esquema. Os mandados de prisão foram expedidos pela 32ª Vara da Justiça Federal no Ceará. Na Operação Marguerita, a PF teve a parceria das polícias da Itália, da Eslovênia e também da Interpol.

Se condenados, os envolvidos com a quadrilha podem pegar 25 anos pelos crimes de tráfico internacional de pessoas, associação criminosa e lavagem de dinheiro.

Prisões
A ação começou ainda de madrugada. Em um condomínio da Avenida Beira-Mar, em Fortaleza, a Polícia Federal prendeu os eslovenos Vito Camerník e Tíne Mótoh, suspeitos de fazer parte da rede que explorava brasileiras na Itália e na Eslovênia. Três italianos – Marco Paolo Villa, Flávio Frúgis e Pasquale Ferrante – também foram presos.

Brasileiros que trabalhavam para a quadrilha também foram presos na Itália e na Eslovênia.  Com a ajuda da Interpol e dos adidos da Polícia Federal na Embaixada em Roma, a polícia italiana prendeu três brasileiras acusadas de fazer parte da quadrilha: Carla Sueli Silva Freitas, Dayana Paula Ribeiro da Silva - conhecida como Paloma, e Emanuella Andrade Bernardo. Carla, Dayana e Emanuella ainda não foram extraditadas ao Brasil.

Ilusão financeira
Em um telefonema gravado com autorização da Justiça, Emanuella e Paloma conversam sobre a dúvida, de uma outra brasileira, em relação ao faturamento das prostitutas da quadrilha.  “Não é possível que ela não ganhe 250 euros em dois dias. Não existe isso. Eu ganhei quase mil euros na primeira noite; por que ela não vai ganhar? Ela é bonita como eu”, diz Emanuella na ligação. Duzentos e cinquenta euros equivalem a cerca de R$ 820.

Cada programa custava 200 euros (cerca de R$ 620) e a quadrilha ficava com metade desse dinheiro. Explorando 20 brasileiras, eles podiam ganhar 10 mil euros por dia (cerca de R$ 65 mil).

Para a polícia, esse dinheiro é, na verdade, uma ilusão. “O canto da sereia é que muitas já estavam se prostituindo aqui, então decidiam se prostituir lá porque iam ganhar em euro. Chega lá a realidade é diferente, porque ela tem que cumprir com o que eles determinam, de se submeter a diversas relações sexuais mesmo doente ou cansada. Todos os dias”, explica a delegada da PF Juliana Pacheco.

A investigação descobriu ainda remessas de dinheiro movimentado pela quadrilha entre a Eslovênia, a Itália e o Brasil. Em um único dia, por exemplo, a quadrilha recebeu em uma conta bancária em Fortaleza R$ 1 milhão.

O esquema utilizava várias agências de turismo. Uma delas, do italiano Marco Paolo Villa, um dos presos na operação. Segundo a polícia, a agência financiava as passagens das brasileiras que, depois, tinham de reembolsar o valor - se prostituindo.

“Ela às vezes vai consciente de que vai ser explorada sexualmente, mas não de vai ter a liberdade cerceada. Porque quando chega no local de destino os documentos são apreendidos, e ela já chega com uma dívida enorme, de tudo que foi contraído aqui”, explica Alessandra Xavier Nunes, que integra o Ministério da Justiça.

As brasileiras voavam em aviões de empresas aéreas italiana que fazem voos fretados entre Fortaleza e Milão, na Itália. De lá, viajavam 400 quilômetros de trem até Gorítza, cidade italiana que fica na fronteira da Itália com a Eslovênia. Era na cidade eslovena de Nova Gorítza que elas se prostituíam.

As brasileiras viviam na cidade italiana e usavam um hotel em Nova Gorítza, na Eslovênia, para se prostituir. O principal ponto era a boate eslovena 'Marguerita', que deu nome à operação da Polícia Federal.  Na internet, a boate é apresentada como "um ótimo lugar pra relaxar e se divertir. A atmosfera prazerosa é complementada por banho turco, hidromassagem e uma surpresa quente". O site do estabelecimento diz que o horário de funcionamento é de 14h até 2h ou 4h, dependendo do dia.

A Polícia Federal diz que, na verdade, as brasileiras trabalhavam em dois turnos e também em uma segunda boate, a Faraon na mesma cidade eslovena. “Elas tinham que fazer no mínimo seis relações sexuais por dia. No horário lá de 7 da noite às 3 da manhã. Terminava lá na boate Marguerita,  elas iam para a outra boate, Faraon, e lá também teriam que manter outras relações sexuais”, afirma a delegada.  A Polícia não divulgou a identidade dos donos das duas boates.

De acordo com a polícia, o primeiro problema das brasileiras era entrar na Itália. Em um telefonema, Emanuella e Paloma, duas participantes da quadrilha falam sobre outra brasileira. A mulher em questão tem pouco dinheiro em mãos e no controle da imigração, para entrar na Itália,  é difícil convencer as autoridades de que está no país para fazer turismo. “Ela tá chorando no aeroporto. Ele deu 50 euro, fia. Com 50 euro ela não entra na Itália. Tá dando tudo errado na viagem”, comenta uma delas.

Na mesma conversa, elas mencionam um documento chamado carta-convite. Ele é preenchido por uma pessoa que mora legalmente na Itália quando ela convida um turista estrangeiro para visitar o país. “E a carta de convite que tu deu a ela, da onde é?”, pergunta uma delas. “Eu não dei, não. Ela não me pediu, não, a carta-convite”, responde a outra.  A pessoa que convida tem de declarar ter 3,9 mil euros – ou mais de R$ 12 mil -  disponíveis para o visitante, se ele precisar de dinheiro.

Segundo as autoridades, o crime de tráfico para exploração sexual é pouco notificado no Brasil. Os dados mais recentes são de 2015, com 122 casos de tráfico internacional de pessoas. “Porque ela fica com vergonha, porque ela não quer dizer que é prostituta. Isso dificulta a investigação”, revela a delegada Juliana Pacheco.

Outro lado
Um advogado que se apresentou em Fortaleza como amigo das brasileiras presas disse aos repórter Eduardo Faustini que elas não se manifestariam sobre o assunto.

Todos os estrangeiros mencionados nessa reportagem foram contatados. O advogado do italiano Flávio Frúgis negas as acusações e diz que ele é apenas funcionários de uma empresa que vende passagens aéreas em Fortaleza.

Também em nota, o advogado de Tíne Mótoh diz que toas as mulheres que foram para a Eslovênia foram por vontade própria, sabendo que iriam se prostituir e que Tíne não facilitou e nem colaborou em nada para que eventuais investigações sejam dirigidas contra ele. Já o advogado de Marco Paolo Villa não se manifestou.

Fonte: G1/CE


Depois de 48 horas, as equipes da Polícia Civil do Ceará conseguiram chegar, na tarde deste domingo (19), até o corpo do advogado Aldrin Helanio Coelho Fonteneles, 47 anos, que estava dentro de um poço localizado wem frente à sua residência, no loteamento Novo Iguape, em Aquiraz, na Região Metropolitana de Fortaleza.

O cadáver do advogado, envolto em cimento, foi encontrado por volta das 15h40 a cerca de 14 metros de profundidade. O caseiro do sítio onde o advogado morava é o principal suspeito do assassinato e chegou a confessar a autoria do crime.

O corpo do advogado, em estado de decomposição não avançado, foi encamuinhado para a Perícia Forense (Pefoce). De acordo com o delegado Leonardo Barreto, diretor da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), os próximos passos serão fazer o exame cadavérico da vítima e investigar a motivação criminosa e, por seguinte, concluir o inquérito policial sobre o caso.

Para ter acesso ao local onde o corpo foi deixado, foi necessária a utilização de uma retroescavadeira. Além do poço, com aproximadamente 14  metros de profundidade, as buscas também foram feitas em outros locais da propriedade, como em mais dois poços, em um terreno baldio, em um viveiro de peixes e no banheiro que era usado pelo caseiro.  Perícias complementares continuam sendo realizadas em alguns cômodos isolados do imóvel.

Equipes do Corpo de Bombeiros, Perícia Forense (Pefoce) e DHPP trabalham no local desde a sexta-feira (17), quando o caseiro do sítio em que a vítima morava confessou ter matado o homem e jogado o cadáver no poço. Depois, ele teria jogado cimento na cacimba, o queria dificultado a retirada do corpo. O suspeito do crime e sua mulher, que eram funcionários de Aldrin Helanio, foram presos.

No sábado (18), por volta das 10h20, uma retroescavadeira foi levada ao local, e os agentes continuaram as escavações longo do dia. No fim da noite de sábado, porém, os policiais suspenderamo trabalho e deixaram o local faltando cerca de 3 metros para chegar ao corpo.

O advogado Aldrin Helanio Coelho Fonteneles estava desaparecido desde a última quarta-feira (15). Conforme a polícia, ele foi morto após uma briga com o caseiro.

A família do advogado negou que o crime pode ter sido motivado por cíumes da vítima com a namorada. "Não existe a possibilidade do meu irmão ter ciúme do caseiro com a namorada dele. Isso não existe", disse Thauzer Fonteneles, irmã da vítima.

Fonte: G1/CE


A Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) recuperou alimentos e bebidas, oriundos de duas cargas roubadas, em duas ações realizadas nas últimas quarta e quinta-feira (14) e (15). Segundo a polícia, os policiais encontraram os produtos ainda nos dias em que foram tomados. Os trabalhos são resultados de investigações desenvolvidas pela Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos e Cargas (DRFVC).

As ações policiais se deram nos municípios de Pacatuba, Itaitinga e Caucaia, Região metropolitana de Fortaleza, nos bairros Bom Jardim e Mondubim. Os trabalhos resultaram ainda na localização de dois automóveis subtraídos e nas capturas de quatro suspeitos. Dois deles estavam com mandados de prisão em aberto.

Parte da carga de bebidas, roubada nessa quarta (15), composta por cerveja e refrigerante e avaliada em R$ 32 mil, foi encontrada ainda na quarta, no quintal de uma residência situada na Rua Humberto Rodrigues, no Mondubim. Dois homens que foram flagrados no imóvel tentaram fugir quando perceberam a presença da Polícia, mas um deles não conseguiu. Um homem de 35 anos, que não possuía antecedentes criminais e é o proprietário do imóvel, foi preso em flagrante. Outra quantidade dos produtos também foi encontrada na casa que fica no andar superior, onde moram familiares do suspeito. Os materiais foram tomados na Avenida Osório de Paiva, no bairro Siqueira.

Já a carga de alimentos, roubada nessa terça (14), foi recuperada no mesmo dia e por completo. A mercadoria, avaliada em R$ 41 mil e formada por leite e achocolatado, entre outros itens, foi roubada na rodovia BR- 116, próximo ao município de Pacajus.

Horas depois do delito, as investigações policiais levaram os agentes de segurança a um galpão situado na Rua 66, na cidade de Pacatuba. Lá, os policiais encontraram os produtos e o caminhão que os transportava, abandonado nas imediações.

Um homem identificado como “Borges” de 41 anos, conhecido como “Didi”, que responde por crime ambiental, crime contra a administração pública, por uma contravenção penal e é dono de um depósito de bebidas situado no Conjunto Timbó, foi preso em flagrante. Ele é apontado nas investigações como envolvido no esquema criminoso e foi preso em seu estabelecimento.

Fonte: G1/CE


Bandidos explodiram na madrugada desta sexta-feira (17), uma agência bancária na cidade de Saboeiro, na Região dos Inhamuns do Estado. Segundo a Polícia Militar, cerca de quinze homens armados de pistolas, fuzis e escopetas invadiram a cidade.

Esse é o 16º caso de ataque a banco no estado em 2017, segundo o Sindicato dos Bancários do Ceará.

Parte do grupo atirou contra o destacamento da Polícia Militar enquanto a outra explodiu o banco. A polícia disse que o prédio ficou destruído, até o muro da agência desabou.

O grupo fugiu em vários carros e motos.

Ainda não se sabe a quantia levada. Equipes do comando Tático Motorizado (Cotam), Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate), e Comando Tático Rural (Cotar) e policiamento de cidades próximas trabalham com objetivo de prender os bandidos.

Fonte: G1/CE


Um policial foi baleado na noite desta quarta-feira (15), no Bairro Conjunto Palmeiras, em Fortaleza. De acordo com a Polícia Militar, o soldado Ryan Bruno é da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer). Ainda segundo a polícia, ele reagiu a um assalto e foi  atingido no abdômen.

O soldado foi socorrido por uma ambulância do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) e levado em seguida para o Frotinha de Messejana. A polícia informou que o soldado passou por cirurgia e, não corre risco de morrer.

Duas pessoas suspeitas do crime foram presas. A polícia segue investigando a participação de outro envolvido.

Fonte: G1/CE


Quatro irmãos foram presos nesta segunda-feira (13), suspeitos de roubo de carros e tráfico de drogas no município de Itaitinga, Região Metropolitana de Fortaleza. A Polícia Militar do Estado do Ceará (PMCE) recuperou um carro roubado e apreendeu outros materiais. Além dos quatro irmãos foi preso a esposa de um deles e lecados à Delegacia Metropolitana do município para o registro dos procedimentos policiais.

Segundo a polícia, durante patrulhamento pela área, os militares perceberam um veículo, em atitude suspeita. Então, o automóvel foi interceptado no cruzamento da Avenida Pereira Coutinho com Rua Maria Delfino, entre os bairros Barrocão e Pedras. O carro era conduzido por homem de 20 anos, que responde por roubo de veículo.

Durante a abordagem, os policiais verificaram que o carro possuía queixa de roubo e rapaz assumiu a autoria do crime, ocorrido em janeiro deste ano, no bairro Lagoa Redonda, em Fortaleza.

Armas, drogas e produtos roubados
Na casa do homem, os policiais encontraram três irmãos seus, sendo um deles que responde por roubo de veículo.

Os outros dois são um homem e uma mulher. Também estava com eles a companheira de um dos irmãos. Durante revista no imóvel, os militares apreenderam vários aparelhos celulares, tabletes, o som automotivo do carro roubado, uma balança de precisão, pequena quantidade de maconha, 15 cartuchos e um carregador calibre ponto 40 e cartuchos cal. 38 e 32.

A casa fica nas proximidades do local da abordagem e existem suspeitas de que o imóvel era utilizado como ponto de venda de drogas, com movimentações suspeitas. As cinco pessoas foram encaminhadas à delegacia da cidade para o registro do procedimento policial.

O homem foi autuado por roubo de veículo e o irmão dele por porte ilegal de munição de uso restrito e tráfico de drogas. Os demais permanecem sendo ouvidos pela autoridade policial.

Fonte: G1/CE


Página 10 de 18

Commentários

Share on Myspace

Compartilhar

COMPARTILHAR

Previsão do Tempo em Mauriti-CE

Agenda Cultural do Cariri

  • ok.jpg
  • 13.jpg
  • 15.jpg
  • 25.jpg
  • 42.jpg
  • damiao2.jpg
  • lora.jpg
  • lovyle.jpg
  • marcio.jpg
  • moto2.jpg
  • net.jpg
  • real2.jpg