Policial

Policial 305

Asfixiada, esfaqueada, com um tiro na cabeça, deixada morta na rua, jogada da janela do apartamento, na frente do filho ou do pai, grávida, na própria casa ou na residência do suspeito. Nos pimeiros oito dias do mês de agosto o R7 noticiou a morte de doze mulheres por feminicídio. Entre 24 e 40 anos, todas as vítimas foram mortas por companheiros ou ex-companheiros.

O feminicídio virou crime hediondo em março de 2015, o assassinato de uma mulher em razão do gênero, violência doméstica e familiar, menosprezo e discriminação contra a condição de ser mulher. No dia 22 de julho o assassinato da advogada Tatiane Spitzner, de 29 anos, espantou o país. Seu marido, Luis Felipe Manvailer, de 32 anos, foi acusado pela morte dela em Guarapuava, nos Campos Gerais do Paraná.

Estudante de Medicina é morta por asfixia pelo namorado em Campinas

Muitas pessoas ainda insitem em classificar erroneamente episódios como a morte de Tatiane Spitzner como crime passional, onde há "paixão envolvida". Tatiane, porém, não foi a única. Simone Silva, de 25 anos, foi encontrada desacordada com sinais de asfixia em seu quarto, no Complexo do Alemão, zona norte do Rio de Janeiro. Simone estava grávida quando foi asfixiada por seu marido na frente do filho de 3 anos do casal. Desta vez a desculpa foi o ciúmes. 

Em 2017, foram registrados 2.643 novos casos de feminicídio no tribunais do país, de acordo com o Conselho Nacional de Justiça. No último dia 4 de agosto, a jovem Whailly Michele Mendes da Silva, de 24 anos, foi assassinada pelo ex-namorado, em Pitangueiras, interior de São Paulo. Inconformado com o término, ele teria pedido um abraço de despedida e esfaqueado a vítima nas costas 13 vezes. Ela não teve chance de reação. 

Carla Grazielle Rodrigues Zandoná, 37 anos, morava em Brasília. A polícia encontrou o seu corpo caído no pátio do prédio onde vivia com seu companheiro. Ao entrar no apartamento, os policiais se depararam com o homem embriagado, segurando uma faca e dizendo que não sabia o que havia acontecido. Vizinhos informaram que o casal brigava frequentemente, mas ninguém nunca chamou a polícia.

 

Fonte: R7

 


Cartaz pede informações sobre suspeitas da morte de Mayara Santos (Foto: Reprodução/ Portal dos Procurados)

Portal dos Procurados divulgou na madrugada desta quarta-feira (8) o cartaz que pede informações sobre os paradeiros de Valéria dos Santos Reis, Thaíza Pimentel Esteves e Márcia Pimentel Esteves. Elas são suspeitas de organização criminosa e homicídio qualificado pela morte de Mayara Santos. A recompensa por informações sobre as três é de R$ 1 mil.

Segundo as investigações, elas estavam em um hotel no Recreio dos Bandeirantes, na Zona Oeste do Rio, durante o procedimento estético da vítima e após ela passar mal. Mayara morreu horas mais tarde.

Na segunda (6), a Polícia Civil prendeu Patrícia Silva dos Santos, conhecida como Paty Bumbum, para apurar o envolvimento dela na morte da modelo. Paty já tinha sido presa dia 25, por exercício ilegal da profissão, e respondia em liberdade.

Ohana Hindara de Lima Diniz, uma das mulheres que acompanharam Mayara no procedimento, também foi presa. Uma testemunha diz que ela levava comissão pelas indicações de pacientes pra Valéria.

Valéria, Thaíza e Márcia são consideradas foragidas. Quem tiver qualquer informação a respeito da localização das suspeitas, pode denunciar pelos seguintes canais: Whatsapp ou Telegram do Portal dos Procurados, no telefone (21) 98849-6099; na Central de Atendimento do Disque Denúncia, no número (21) 2253-1177; através do Facebook/(inbox); e pelo aplicativo Disque Denúncia RJ.

A recompensa só é paga com informações passadas para o Disque Denuncia ou para o Whatsapp dos Procurados.

Todas as informações serão direcionadas para 42ª DP (Recreio dos Bandeirantes) que ficou encarregada das investigações e do inquérito criminal.

 

Fonte: G1

 


Policiais civis prenderam na manhã desta quarta-feira (8) três homens suspeitos de desviar combustível no Povoado Cocauna, localizada na cidade de Joaquim Gomes, Zona da Mata de Alagoas.

As investigações tiveram início no começo do ano e foram coordenadas pelos delegados Fábio Costa, Thiago Prado e Angelita. Segundo a polícia, foram presos em flagrante José Carlos do Nascimento, Tairã Carlos Santos do Nascimento e Cleomarcio Lima Campos.

O grupo foi flagrado roubando combustível de um caminhão-tanque com capacidade para 16 mil litros. O grupo corrompia os motoristas dos caminhões para que ele vendesse parte do combustível. Cada litro de gasolina comercializado de forma irregular custava R$ 2 e era revendido por R$ 3,50.

Com o grupo os policiais apreenderam R$ 660, dois revólveres, munições de calibre 38 e calibre 12, veículo caminhão-tanque, além de tonéis e reservatórios em que eram acondicionados o combustível adquiridos irregularmente.

O grupo foi preso pelos crimes de posse irregular de arma de fogo de uso permitido, furto qualificado, associação criminosa e comercialização de combustível em desacordo com a legislação.

Polícia apreendeu galões onde eram o grupo armazenava o combustível roubado (Foto: Polícia Civil)

Polícia apreendeu galões onde eram o grupo armazenava o combustível roubado (Foto: Polícia Civil)

 

Polícia apreendeu armas, munições e dinheiro (Foto: Polícia Civil)

Polícia apreendeu armas, munições e dinheiro (Foto: Polícia Civil)

 

Fonte: G1


Chips em armamentos, numeração obrigatória nas armas de fogo e limitação da compra de munições por parte do Poder Executivo. Essas três medidas são os pilares da Política Estadual de Controle de Armas, cujo projeto de lei será votado nesta quarta-feira (8) na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), em segunda discussão.

A proposta foi apresentada ao fim da segunda CPI das Armas instalada na Alerj para debater o tema do tráfico. A investigação concluiu que o extravio é uma realidade e que o controle é precário, "principalmente na Polícia Militar". Por isso, as armas que forem apreendidas devem ser encaminhadas para a delegacia, identificadas e lacradas.

Medidas do projeto:

·        Editais para aquisição de arma no RJ devem obrigar colocação de chip

·        Chips em armas devem conter identificação do fabricante e nome do proprietário

·        Armas de empresas de segurança privada também devem ter o dispositivo eletrônico

·        Lote máximo de munição: mil balas

·        Estado deve criar o Número de Identificação de Arma de Fogo (Niaf)

·        Armas apreendidas devem ser enviadas para delegacia e lacradas

 

Embora a decisão de implementar o projeto seja de atribuição do Poder Executivo, os autores do projeto de lei escrevem que, diante do cenário apresentado, o Poder Legislativo não pode ficar omisso.

"O problema de desaparecimento de armas e munições persiste desde então, até os dias de hoje, e se agrava de forma flagrante, no Estado do Rio de Janeiro", escrevem os autores.

"O tráfico de armas existe. É atividade perniciosa, que além de aumentar enormemente o nível de insegurança para a população, também gera graves problemas e relevantes prejuízos para o Estado".

 

Fonte: G1


Cinco pessoas foram capturadas após trocar tiros com a Polícia Militar na madrugada desta terça-feira (7) na Avenida Rogaciano Leite, no Bairro Edson Queiroz, em Fortaleza. Quatro suspeitos foram baleados no confronto e um deles morreu.

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), os envolvidos roubaram um carro e fugiram em um outro bairro da capital. No entanto, eles foram identificados após passarem por sensores do Sistema Policial Indicativo de Abordagem (Spia), que localiza veículos com queixa de roubo e furto.

Uma equipe da Polícia Militar foi acionada e perseguiu o grupo. Eles atiraram contra os policiais, que revidaram e atingiram quatro suspeitos. Um dos homens não resistiu ao ferimento e morreu.

Outros três homens foram socorridos sob escolta policial para um hospital, onde seguem internados. Nenhum policial ficou ferido na ação.

Os demais envolvidos foram encaminhados para uma delegacia da Polícia Civil, onde foram autuados pelos crimes, conforme suas participações. O carro roubado foi recuperado e duas armas de fogo usada pelos suspeitos foram apreendidas.

Fonte:G1

 


Uma operação das Delegacias Especiais de Atendimento a Mulher (DEAM) prendeu, na manhã desta terça-feira (7), 27 suspeitos de violência doméstica e sexual contra as mulheres dentro da Lei Maria da Penha no Rio de Janeiro.

A operação da Polícia Civil tem como objetivo reforçar a importância da criação da Lei Maria da Penha, que completa 12 anos nesta terça-feira.

A operação conta com o apoio das Delegacias de Homicídio, Polinter e de vários departamentos da Polícia Civil.

Na noite desta segunda (6), o pintor Anderson da Silva, de 28 anos, foi preso após confessar ter matado asfixiada a esposa Simone da Silva de Souza, de 25 anos, por causa de ciúmes, na casa do casal no Complexo do Alemão, na Zona Norte do Rio. Ele cometeu o crime na frente do filho de três anos do casal.

 

Grávida é assassinada pelo marido na frente do filho de 3 anos no Rio

Simone estava grávida de dois meses e Anderson desconfiava que não fosse o pai da criança. O crime aconteceu na Rua Joaquim de Queiroz e, antes de fugir, Anderson deixou o filho na casa da avó e chegou a buscar na escola a segunda filha do casal. A polícia disse que menina está na casa de parentes dele, em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. Mas a criança ainda não foi devolvida à família de Simone.

A violência no Rio de Janeiro também fez com que a própria família de Simone precisasse socorrê-la depois que o marido a asfixiou. Parentes chegaram a chamar a Polícia Militar para socorrer a jovem, mas os policiais cruzaram com traficantes e teve troca de tiros. Um PM ficou ferido e a própria família acabou levando a vítima para a Unidade de Pronto Atendimento do alemão, mas ela não resistiu. No fim do dia, o marido se entregou na delegacia de Seropédica.

Nas redes sociais, amigos postaram mensagens de revolta. “Não consigo acreditar que você se foi, sempre lutou pela sua família deu sempre seu amor pelos filhos. Fica com Deus”, disse uma amiga.

Só no ano passado, foram 68 casos de feminicídio no estado do Rio. Ou seja, a cada cinco dias uma mulher perde a vida, simplesmente, por ser mulher.

No Brasil, um homicídio motivado por ódio contra a mulher pode ter penas mais duras. Anderson vai responder pelos crimes de feminicídio e aborto e pode pegar até 40 anos de prisão.

 

Fonte: G1

 


Prédio da Asa Sul de onde mulher despencou do terceiro andar (Foto: Reprodução/TV Globo)

Prédio da Asa Sul de onde mulher despencou do terceiro andar (Foto: Reprodução/TV Globo)

 

 

 

Um morador da Asa Sul foi preso por suspeita de ter jogado a mulher da janela do apartamento, no início da noite de segunda-feira (7). Carla Graziele Rodrigues Zandoná, de 37 anos, despencou do terceiro andar e caiu no gramado.

 

A vítima foi levada com vida para o Hospital de Base, no centro da capital, mas morreu no local. As datas do velório e do enterro não haviam sido divulgadas até a última atualização desta reportagem.

 

O marido, Jonas Zandoná, de 44 anos, foi levado à delegacia com sinais de embriaguez. Ele resistiu à prisão e declarou não se lembrar de nada.

 

 Carla Graziele Rodrigues Zandoná, que morreu ao cair de apartamento (Foto: Reprodução/TV Globo)

 

Carla Graziele Rodrigues Zandoná, que morreu ao cair de apartamento (Foto: Reprodução/TV Globo)

 

Feminicídio

 

Uma vizinha, que é bombeira, passava pelo local no momento da queda e prestou os primeiros socorros. O Corpo de Bombeiros foi acionado em seguida.

 

Segundo o sargento Sérgio Pereira, da Polícia Militar, Carla Zandoná apresentava um corte profundo no pescoço. Outro fato que chamou a atenção foi a forma como ela caiu. “Foi encontrada de costas ao chão”, declarou, o que descartaria a hipótese de suicídio.

 

Por isso, o caso é investigado como feminicídio. Vizinhos afirmam que, minutos antes da queda, o casal estava brigando, e que discussões do tipo eram constantes.

 

 

 

Homem é suspeito de jogar a companheira do terceiro andar na Asa Sul

 

“Já havia histórico de ocorrência registrada na delegacia por enquadramento na Lei Maria da Penha por agressão tanto dela para com ele quanto dele para com ela”, continuou o sargento Pereira.

 

“Mesmo sabendo da morte da esposa aqui na delegacia, ele se mostrou totalmente indiferente, ou seja, não mostra nenhum tipo de reação.”

 

Entrada forçada

 

Para entrar no apartamento da 415 Sul e prender em flagrante Jonas Zandoná, os policiais precisaram arrombar a porta, porque ele se negou a abrir.

 

“Quando nós entramos, estava com uma faca na mão. Ordenamos que ele largasse a faca por três vezes. Na terceira, ele largou a faca, fizemos a imobilização e o colocamos sentado no sofá. Aí, fomos indagá-lo o que tinha acontecido”, afirmou Pereira.

Centro de Trauma do Hospital de Base, onde mulher chegou a ser levada (Foto: Reprodução/TV Globo)

Centro de Trauma do Hospital de Base, onde mulher chegou a ser levada (Foto: Reprodução/TV Globo)

O apartamento passou por perícia. Câmeras de segurança podem ajudar nas investigações. O dono do apartamento é um homem de 75 anos.

 

Policiais relataram que ele, Jonas e Carla mantinham um relacionamento amoroso e os três moravam juntos. O idoso estava em casa durante a briga do casal, mas, como tem problema de audição, supostamente não ouviu nada.

 

Fonte: G1

 

 

 

 


Mais um crime de homicídio foi registrado na cidade de Pombal, Sertão da Paraíba. O crime ocorreu na noite dessa sexta-feira (3) e a vítima foi identificada por Rodolfo Gomes de Sousa, 19 anos. 

 

O jovem foi atingido por tiros, chegou a levado para o Hospital Regional de Pombal (HRP), mas não resistiu e foi a óbito.
Segundo informações da imprensa local, Rodolfo havia sido preso na última sexta-feira, 27 de junho, suspeito de ter roubado um celular e uma moto e nessa quinta-feira (02), ele foi libertado da prisão.

Segundo a Polícia Militar, dois homens em uma moto vermelha chegaram no local e o carona se dirigiu até a vítima efetuando os disparos.

Após o crime os suspeitos fugiram. A PM não informou a motivação do crime, fez diligências, mas ninguém foi preso.
O corpo do jovem foi encaminhado ao IML de Patos.

 

Fonte: Vale do Piancó


A equipe da Delegacia de Homicídios de Patos apreendeu em flagrante, no final da tarde deste sábado (4), um menor de 17 anos, suspeito de ter praticado um crime de tentativa de homicídio contra um adolescente de 16 anos, fato ocorrido, por volta das 22h, da última sexta-feira (3), na Rua Evangelina Rodrigues no Bairro Maternidade, nas imediações do loteamento Colorado, Patos/PB.

 

De acordo com informações da Polícia Civil, menor infrator ainda teria praticado um roubo de aparelho celular no Bairro Maternidade no dia 2 deste mês, com uso de uma faca contra a amiga da vítima. No sábado, o acusado teria ido ao encontro da vítima, onde teria tentado efetuar a morte dela.

Detido, o menor infrator foi ouvido, oportunidade em que negou participação na tentativa de homicídio, mas confessou a prática do roubo no dia anterior.

A apreensão do menor foi comunicada ao Juiz Plantonista que apreciará a representação de internação provisória no CEA Sousa formulada pela Autoridade Policial.

Fonte: Vale do Piancó

 


Três homens foram mortos a tiros na noite deste sábado (4), na cidade de Juazeirinho, que fica a cerca de 200 km da capital paraibana. O crime aconteceu por volta das 20h, em uma localidade conhecida como "Recifinho", no Bairro Burity. Mais de 13 tiros foram efetuados nas vítimas.

As vítimas foram identificadas como Ricardo, José Odreano de Oliveira e o terceiro conhecido por Pintinha Martiniano. Um deles, segundo relatos, já teria sido vítima de tentativa de homicídio e ficou um tempo fora da Paraíba.

Informações dão conta que os assassinos já chegaram atirando, quando as vitimas estavam em frente a um bar, que fica na comunidade mais conhecida por "Cabaré". Os corpos ainda estão no local a espera do rabecão para retirada dos corpos que serão levados para o IML de campina grande onde será necropsiados.

Testemunhas disseram que chegaram no local atirando e fugiram logo em seguida. As três vítimas morreram no local. Não há informações sobre suspeitos. 

 

Fonte: Vale do Piancó


Página 2 de 22

Commentários

Share on Myspace

Compartilhar

COMPARTILHAR

Previsão do Tempo em Mauriti-CE

Agenda Cultural do Cariri

  • felix.jpg
  • juazeiro.jpg
  • 13.jpg
  • 15.jpg
  • 25.jpg
  • 42.jpg
  • damiao2.jpg
  • lora.jpg
  • lovyle.jpg
  • marcio.jpg
  • moto2.jpg
  • net.jpg