Tecnologia 1071

Published in Tecnologia Agosto 14 2018

De acordo com informações do Ice Universe — uma conta no Twitter relativamente famosa por vazar informações sobre o mundo mobile —, a Samsung já tem planos para lançar um smartphone com conectividade 5G, mas isso só vai acontecer em março de 2019. Vale destacar ainda que o vazador de informações explica que esse suposto dispositivo não será o vindouro Galaxy S10.

Em vez disso, a Samsung estaria preparando um smartphone dedicado, que serviria como aparelho de testes do 5G. Aparentemente, a ideia seria usar esse primeiro aparelho para estudar a estabilidade do 5G e, com isso, amadurecer a tecnologia antes de torná-la parte do principal aparelho da marca. Os padrões do 5G foram definidos em junho deste ano e, apesar de fabricantes de equipamentos e operadoras já estarem experimentando com a novidade há algum tempo, ainda é cedo para dizer que a tecnologia está de fato pronta para o grande público.

A Samsung vai lançar o celular com 5G em março do ano que vem, mas o 5G só estará funcionando em algumas poucas partes do mundo

“A Samsung vai lançar o celular com 5G em março do ano que vem, mas o 5G só estará funcionando em algumas poucas partes do mundo. Faz sentido a Samsung não incluir o 5G no Galaxy S10. A banda base do 5G pode trazer instabilidade e calor para o dispositivo. Assim, a Samsung vai lançar um aparelho dedicado ao 5G”, disse o Ice Universe em um tweet.

A maior parte do mundo sequer tem planos estabelecidos para a implementação do 5G. O Brasil, por exemplo, deve abrir licitações de frequências para o 5G e definir um cronograma de implantação durante o ano de 2019. Nos EUA, por outro lado, a previsão é de pelo menos quatro cidades comecem a receber 5G entre o fim de 2018 e o início de 2019.

Mais notícias

Além de revelar informações sobre o primeiro smartphone 5G da Samsung, o Ice Universe também vazou algumas outros detalhes sobre a coreana, os quais seriam palavras do próprio DJ Koh, CEO da divisão mobile da Samsung.

A primeira informação seria de que a Samsung vai mesmo lançar um smartphone dobrável, mas não foi possível confirmar quando isso deve acontecer. Koh teria ainda desmentido rumores de que as linhas Galaxy S e Galaxy Note seriam unificadas, afirmando que o Note continuaria existindo paralelamente aos modelos S. Apesar de a Huawei estar começando a bater à porta da Samsung, ameaçando sua liderança global na venda de smartphones, a Samsung espera continuar no topo. Não sabemos exatamente por quanto tempo essa previsão seria válida, mas podemos imaginar que isso se refira pelo menos até o fim de 2019.

 

Fonte: Tecmundo

 

 

Last modified on Agosto 14 2018
Published in Tecnologia Agosto 14 2018

Anunciado hoje (13) pela operadora de baixo custo norte-americana MetroPCS, o Alcatel 7 é o novo aparelho de baixo custo da Alcatel. Sem nenhum tipo de benefício, os clientes da operadora pagarão US$ 180 (quase R$ 700 na cotação de hoje) por esse dispositivo, enquanto clientes que trouxerem seus números via portabilidade o ganharão de graça.

Mesmo com o preço baixo, o smartphone entrega algumas especificações interessantes. Ele terá, por exemplo, um chipset octa-core de 2,5 GHz da MediaTek combinado com um display Full HD+ no formado 18:9, mais alongado e mais moderno. Há ainda uma câmera de 8 MP na parte da frente e um conjunto de dois sensores fotográficos na traseira, ambos com 12 MP. Com isso, o smartphone poderá fazer fotos no modo retrato e também alterar o plano de foco mesmo depois da foto tirada.

alcatel 7

 

O mais interessante desse modelo, contudo, é o tamanho de sua bateria. São 4.000 mAh, a mesma capacidade do recém-lançado Galaxy Note 9 da Samsung. O leitor de digitais traseiro do celular ainda permitirá que os usuários cadastrem múltiplos dedos para que eles sirvam não apenas para desbloquear o aparelho, mas também para servir de atalhos para abrir apps específicos.

O lado negativo é que o Alcatel 7 tem apenas 2 GB de RAM em sua versão com 32 GB de armazenamento. Não sabemos quando ou se esse modelo será vendido em outros mercados que não os EUA.

 

Fonte: Tecmundo

 

Last modified on Agosto 14 2018
Published in Tecnologia Agosto 14 2018

Rumores de que a Apple estaria planejando lançar um novo MacBook com tela de 13’’ e preço inferior ao de todos os modelos que a marca vende hoje circulam pela web há meses. Hoje (13), contudo, novas citações ao já mítico aparelho circularam na dimensão dos rumores.

Uma análise de mercado publicada no periódico taiwanês DigiTimes fala sobre a concorrência entre duas fabricantes de notebooks multimarcas. A Compal Electronics, que fabrica aparelhos para marcas como Dell, Acer e HP, deve continuar na frente da sua principal rival, a Quanta Computer, no restante de 2018, mesmo com a suposta encomenda de computadores baratos vindos da Apple.

“Apesar de um corte nas encomendas da Dell, a Compal deve experimentar um aumento dramático em encomendas da HP no terceiro trimestre, o relatório revela. Mas a quantidade de entregas da Quanta deve ultrapassar as 10 milhões de unidades no quarto trimestre, graças a encomendas para os novos computadores baratos da Apple”, diz o relatório divulgado pelo DigiTimes.

Mentira ou atraso?

Anteriormente, analistas de mercado, inclusive o famoso Mi Chi-Kuo, havia previsto que a Apple traria esses novos notebooks baratos com telas de 13’’ para o mercado ainda em junho deste ano. Como isso não aconteceu, existe a possibilidade de as previsões terem simplesmente errado, ou mesmo a Apple ter adiado seu novo produto.

Seja como for, ainda não há pistas concretas, como fotos do produto ou de suas partes, divulgadas por fontes confiáveis na internet, o que deixa esse suposto MacBook de entrada ainda unicamente na dimensão dos rumores.

 

Fonte: Tecmundo

 

Published in Tecnologia Agosto 13 2018

Pesquisadores do Instituto de Tecnologia da Califórnia (EUA) desenvolveram um algoritmo que evita a entrada de pássaros em um espaço aéreo, como o de um aeroporto. O controle seria implementado por meio de um drone autônomo, com o propósito de oferecer um monitoramento mais barato e eficaz que o modelo atual – feito com falcões treinados para espantar os bandos ou por drones pilotados.

Os problemas das ferramentas de monitoramento atuais são maiores que o custo delas: elas podem piorar o problema. De acordo com o professor Soon-Jo Chung, líder da pesquisa, é necessário muito cuidado ao posicionar o dispositivo para espantar as aves. “Se ficar muito longe, o bando não vai se mover. Se chegar perto demais, você arrisca que ele se espalhe e fique totalmente incontrolável”, diz. 

 

O algoritmo projetado pela equipe da Caltech foi desenvolvido após estudos sobre como grupos de animais se movem. A partir disso, os pesquisadores chegaram ao seu próprio modelo, descrevendo como os pássaros se movimentam ao responder a ameaças. Em seguida, derivaram uma rota de voo a ser seguida por um drone para que as aves mudassem para a direção desejada sem entrar em pânico e se espalharem desordenadamente. 

Uma vez que o software foi instalado nos drones, eles foram colocados em diversos locais, com instruções para impedir os pássaros de entrar em uma área determinada. Os resultados do experimento foram positivos. Um único drone pode manter um bando de dezenas de pássaros fora do espaço aéreo delimitado. A eficácia do algoritmo ainda é afetada pela quantidade e pelo tamanho de aves, mas o professor Chung afirma que o próximo passo é expandir o projeto para possibilitar a atuação simultânea de vários drones junto a múltiplos bandos. 

 

Fonte: Tecmundo

 

Published in Tecnologia Agosto 13 2018

Maior parte dos brasileiros terá acesso à TV digital em 2018

Maior parte dos brasileiros terá acesso à TV digital em 2018

Pixabay

A partir da próxima terça-feira (14), o sinal de TV analógica será desligado nas seguintes capitais brasileiras: Campo Grande (MS), Cuiabá (MT), Porto Velho (RO), Palmas (TO), Rio Branco (AC), Boa Vista (RR) e Macapá (AP). Nessas sete cidades, as TVs de tubo ou os televisores sem um aparelho conversor deixarão de funcionar.

 

Segundo os últimos dados publicados pela Seja Digital, responsável pela migração do sinal no Brasil, até o fim do ano 1.326 de 5.570 municípios terão apenas a transmissão de TV pelo sinal digital. 

Em novembro, 395 cidades do interior de São Paulo passarão pela mudança. Será o primeiro Estado a completar a ativação e ter 100% de cobertura digital. No mesmo mês será desligado no Sul do Rio Grande do Sul, Oeste do Paraná e interior do Rio de Janeiro.

Em dezembro é a vez de Santa Maria (RS), Jaraguá do Sul (RS), Blumenau (SC), Joinville (SC), Juiz de Fora (MG), Governador Valadares (MG), Uberaba (MG) e Uberlândia (MG)

"O sinal será desligado em todas as capitais e nas principais regiões metropolitanas até o fim deste ano. Isso dará uma cobertura para 2/3 da população brasileira", afirma o presidente da Seja Digital, Carlos Martelletto.

O início

O Brasil começou a fazers testes com esse tipo de transmissão em dezembro de 2007, mas desligou as primeiras torres de transmissão analógica na cidade de Rio Verde, em Goiás, em 2016. A migração completa deverá ser concluída em 2023, segundo projeção da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações).

“Entre 2018 e 2023, o sinal analógico nessas mais de 4 mil cidades será preservado. Durante esse período, acontecerá um processo natural de substituição das TV antigas por aparelhos mais modernos com um conversor digital embutido”, explica Martelleto.

Publicidade

Fechar anúncio

Por que desligar?
Um dos objetivos do projeto da TV digital é viabilizar a expansão da internet móvel 4G na faixa de frequência de 700 MHz, que é usada hoje pela TV analógica.

Essa nova faixa permitirá a transmissão de dados mais rápida pela banda larga móvel, com velocidade de até 45 mega. Pelo monitoramento da Ookla, a operadora que oferece a conexão mais veloz chega a 27 mega.

“Nessas mais de 4.000 cidades que ainda terão o sinal analógico nos próximos anos, essa faixa de frequência não é utilizada pela TV. Por isso, não há uma urgência por não prejudicar a implantação do 4G”, explica Martelletto.

Segundo a Seja Digital, o desligamento de sinal e a transmissão do sinal digital é uma responsabilidade das emissoras de TVs e em algumas áreas ainda não há canais disponíveis. Nesses casos, o desligamento será somente em 2023.

Kits e conversores
Quem não quiser ou não puder trocar uma TV antiga por uma nova, pode optar pela compra de conversores de sinal que podem ser instalados em qualquer televisor.

Os beneficiários dos projetos sociais como Bolsa Família, Tarifa Cidadã e Minha Casa Minha Vida, por exemplo, podem receber gratuitamente kits e conversores.

“A distribuição de kits atende as pessoas que não teriam condições financeiras de adquirir uma TV nova ou um conversor. Outra questão é dar uma sobrevida aos antigos televisores de tubo. O descarte de milhões de televisores teria um impacto ambiental muito grande", diz Martelletto.

Pelo último levantamento publicado pela Seja Digital, foram distribuídos cerca de 10 milhões de kits. Outros três milhões estão disponíveis para serem retirados pela população.

 

Fonte:R7

 

Página 1 de 119

Commentários

Share on Myspace

Compartilhar

COMPARTILHAR

Previsão do Tempo em Mauriti-CE

Agenda Cultural do Cariri

  • felix.jpg
  • juazeiro.jpg
  • 13.jpg
  • 15.jpg
  • 25.jpg
  • 42.jpg
  • damiao2.jpg
  • lora.jpg
  • lovyle.jpg
  • marcio.jpg
  • moto2.jpg
  • net.jpg