Tecnologia 888

Published in Tecnologia Abril 09 2018

Que a inteligência artificial pode facilitar  e muito — nossas vidas, ninguém discute. Afinal, basta pensar em seu smartphone, que vai aprendendo as palavras mais utilizadas por você na hora de dar sugestões no corretor automático, entre outros recursos. 

Robbie Barrat, artista e pesquisador, resolveu experimentar algo novo com a inteligência artificial: ele a treinou para estudar e reproduzir pinturas clássicas — como aquelas que você viu na escola, que mostram o corpo humano nu. O esperado era que os resultados mostrassem figuras que fossem ao menos reconhecíveis, mas... Bom, não foi bem assim que as imagens finais ficaram.

 A IA produziu imagens que parecem massas derretidas e moles, bem diferentes dos corpos dos retratos originais. Mesmo assim, o artista acredita que essas formas abstratas  e, digamos, um pouco perturbadoras  podem impactar tanto a arte quanto a inteligência artificial. "Com a Inteligência Artificial, tudo depende da interpretação da máquina dos dados que você forneceu  e, neste caso, como ela interpretou estranhamente os retratos que eu forneci", disse Barrat.  

 

O processo aconteceu da seguinte forma: Barrat enviou imagens de diversos retratos nus de um conjunto de dados para uma GAN  uma rede generativa adversária  e a direcionou para criar sua própria versão do gênero. As GAN possuem duas redes neurais, o “gerador” e o “discriminador”. Assim, o gerador entendeu que deveria utilizar essas formas abstratas, e o discriminador não percebeu a diferença entre elas e os humanos. 

Um seguidor de Barrat no Twitter fez uma pergunta bem interessante: quem será que era o artista ali? Ele mesmo, o algoritmo ou a união dos dois? A resposta foi bem direta. Para o artista, foi ele quem deu as regras, e a IA simplesmente as interpretou e fez com que se tornassem arte.

 

Fonte: TecMundo 

Published in Tecnologia Abril 06 2018

A Proteste, organização de defesa do consumidor, acusou as quatro maiores operadoras de telefonia móvel do Brasil de estarem descumprindo o Marco Civil da Internet. De acordo com a organização, todas as empresas cortam o acesso à internet de seus clientes após o fim da franquia contratada quando a lei especifica claramente que só é permitido fazer uma redução da velocidade.

De acordo com uma pesquisa da Proteste em 16 contratos de planos pós, controle e pré das operadoras VivoTIMOi e Claro, apenas um deles previa que a internet teria a velocidade reduzida após o fim da franquia. Todos os outros previam o corte total do acesso. Ainda assim, esse único plano que não vai contra as regras do Marco Civil, um pós-pago da Oi, especifica que a velocidade da rede será limitada a 64 Kbps após o consumo da franquia. Em outras palavras, essa banda mal dá para trocar mensagens no WhatsApp.

Por conta disso, a Proteste pede em uma ação civil pública que seja determinado um limite mínimo de 1 Mbps para a redução de velocidade. Dessa forma, mesmo fora da franquia, os usuários poderiam utilizar minimamente a internem em seus aparelhos.

Planos mensais

As operadoras, em contrapartida, responderam que seus contratos são mensais e contínuos. Dessa forma, não são obrigadas a manter o acesso em velocidade reduzida, podendo então cortar o acesso de seus clientes quando o consumo exceder a franquia contratada.

A Proteste ainda fez uma pesquisa de preços para os pacotes de dados 4G extras, oferecidos pelas operadoras quando seus clientes ficam sem franquia. A TIM vende um pacote de 150 MB por R$ 6, e a Vivo cobra R$ 3,90 pela mesma quantidade. Já a Oi cobra R$ 99 por um pacote de 60 MB.

Nos pacotes 3G, o menor preço é o da TIM com o plano Beta Lab, no qual 100 MB saem por R$ 0,65. No Beta tradicional, a TIM cobra R$ 0,90 pelo mesmo pacote. A Claro cobra R$ 1,39 por 100 MB extras, e a Vivo R$ 1,49.

 

Fonte: TecMundo

Published in Tecnologia Abril 06 2018

Em dados partilhados pela empresa, o Facebook confirma que o número de utilizadores que descarregaram a aplicação que terá obtido os dados, a "thisisyourdigitallife", em Portugal rondou os 15.

O número de utilizadores potencialmente afetados resulta de "metodologia expansiva" que inclui os que descarregaram a 'app' e respetivos 'amigos'.

"Realizamos a nossa própria análise interna para determinar o número de pessoas potencialmente visadas. Utilizamos uma metodologia expansiva - esta é a nossa melhor estimativa do número de pessoas que instalaram a 'app', bem como dos seus amigos cujos dados podem ter sido acedidos.

Numa conferência telefónica com vários elementos dos 'media', o cofundador e atual presidente-executivo (CEO) da empresa que detém o Facebook, WhatsApp e Instagram, Mark Zuckerberg revelou que a sociedade de consultoria britânica Cambridge Analytica terá acedido aos dados de 87 milhões de utilizadores.

A rede social Facebook tem estado no centro de uma vasta polémica internacional com a empresa Cambridge Analytica, acusada de ter recuperado dados de milhões de utilizadores da rede social, sem o seu consentimento, para elaborar um programa informático destinado a influenciar o voto dos eleitores, favorecendo a campanha de Donald Trump.

Seja sempre o primeiro a saber. Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor. Descarregue a nossa App gratuita para iPhone, iPad e Android

iOS e Android

Fonte: msn

Published in Tecnologia Abril 05 2018

Brace yourselves, áudio loooooongo is coming! Aquela funcionalidade que o WhatsApp poderia muito bem ter deixado pra lá infelizmente já começou a ser liberada para os testadores do mensageiro. Agora, todo mundo que utiliza o WhatsApp Beta para Android consegue gravar e mandar áudios para seus contatos sem ficar com o dedo grudado na tela do celular.

Aquele que era o único incômodo a prevenir pessoas de exagerarem no tamanho das gravações está deixando de existir. Ninguém mais vai ficar com o dedo doendo como castigo por ter importunado a vida dos coleguinhas com áudio desnecessário. Se fosse por mim, mandar áudio deveria ser dificultado em vez de facilitado, mas como eu não mando em nada no WhatsApp, minha opinião não importa.

Você precisa ter a versão Beta 2.18.102 do WhatsApp instalada no seu celular

whatsapp

Agora que eu já terminei de reclamar, vamos detalhar o que realmente mudou no mensageiro. Para usar a novidade, você precisa ter a versão Beta 2.18.102 do WhatsApp instalada no seu celular. Com isso, basta abrir uma conversa ou grupo, tocar no botão do microfone, aguardar a gravação começar e, em seguida, arrastar o ícone para cima. Você verá o ícone de um cadeado mostrando que é possível travar o botão de gravação, bem como uma pequena frase explicativa.

Depois de terminar seu discurso, é só tocar novamente nesse elemento para fazer o envio do áudio seja ele do tamanho que for. Quem não utiliza o WhatsApp Beta recebe os novos e longos áudios normalmente, mas não sabemos quando ou se essa função chegará à versão estável do mensageiro — aquela que a maioria das pessoas de fato usa.

 

Se você quer testar essa novidade, é necessário entrar no programa de testadores beta do WhatsApp na Play Store. Contudo, parece que não há mais vagas para testador na loja da Google. Dessa maneira, uma saída é baixar a versão  2.18.102 através de repositórios externos de apps , como o APKMirror. Contudo, o TecMundo de forma alguma recomenda essa prática, uma vez que instalar apps fora da loja da Google pode ser algo extremamente perigoso para um smartphone Android.

 

Fonte: TecMundo

Published in Tecnologia Abril 05 2018

Depois do escândalo da Cambridge Analytica o Facebook levou a cabo mudanças na forma como os dados dos utilizadores podem ser acedidos, alterações estas que afetaram o funcionamento do Tinder e impediu que alguns utilizadores da app de encontros lhe conseguissem aceder.

Quem o diz é a New York Magazine, que nota que os utilizadores do Tinder foram expulsos das suas contas e, mesmo que voltassem a entrar, eram apanhados num ‘loop’ sem conseguir aceder às suas contas. Entretanto o problema parece ter sido resolvido.

O Facebook confirmou que os problemas no Tinder foram sua responsabilidade, algo que não é segredo tendo em conta que a aplicação de encontros reúne vários tipos de dados a partir da rede social.

Seja sempre o primeiro a saber. Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor. Descarregue a nossa App gratuita para iPhone, iPad e Android

 

Fonte: msn

Página 4 de 99

Commentários

Share on Myspace

Compartilhar

COMPARTILHAR

Previsão do Tempo em Mauriti-CE

Agenda Cultural do Cariri

  • ok.jpg
  • 13.jpg
  • 15.jpg
  • 25.jpg
  • 42.jpg
  • damiao2.jpg
  • lora.jpg
  • lovyle.jpg
  • marcio.jpg
  • moto2.jpg
  • net.jpg
  • real2.jpg