Tecnologia 1146

Published in Tecnologia Agosto 25 2018

A sonda OSIRIS-REx, lançada em 2016 pela NASA, tem como destino final o asteroide Bennu, descoberto em 1999. A missão envolve não somente o pouso no cometa — o que deve acontecer em julho de 2020 —, como também a coleta de até 4,5 quilos de rocha espacial antiga, selando os minerais em uma cápsula e enviando-a de volta à Terra. Agora, a sonda registrou a primeira imagem, à distância, do asteroide em questão.

A imagem foi captada a 1,4 milhão de quilômetros de distância (algo equivalente a seis vezes a distância entre a Terra e a Lua). Como podemos ver, o asteroide ainda está muito longe da sonda para que os cientistas já consigam identificar quaisquer coisas a seu respeito, mas o registro da imagem confirma que a OSIRIS-REx está no caminho certo.

O asteroide Bennu foi circulado em verde na imagem fotografada pela OSIRIS-REx (Foto: NASA)

© Fornecido por Unilogic Media Group Ltda O asteroide Bennu foi circulado em verde na imagem fotografada pela OSIRIS-REx (Foto: NASA)

Em dezembro deste ano, a sonda começará a orbitar o asteroide mais de perto, a 7 km de sua superfície. Esse voo orbital fará com que os cientistas da missão possam mapear sua superfície rochosa em busca do local de pouso ideal. O Bennu é particularmente interessante pois, se comparado com muitos dos 780 mil asteroides conhecidos do Sistema Solar, ele pode conter recursos naturais valiosos para o futuro da exploração espacial.

Para Dante Lauretta, pesquisador da missão na Universidade do Arizona, um dos maiores interesses é descobrir se o Bennu tem depósitos de argila, porque dentro da argila á água, e como a água é composta por hidrogênio e oxigênio, esse material pode servir como combustível. "Um dia, talvez, Bennu possa servir como um depósito de combustível" para futuras missões espaciais, disse.

Animação mostra como será o pouso da sonda no asteroide (Imagem: NASA)

© Fornecido por Unilogic Media Group Ltda Animação mostra como será o pouso da sonda no asteroide (Imagem: NASA)

Ainda, o asteroide pode ser bem antigo e muito bem preservado, contendo fragmentos cósmicos mais antigos do que o nosso Sistema Solar e, por isso, entender como Bennu se formou pode melhorar a nossa compreensão sobre nosso quintal espacial.

 

Fonte: msn

Published in Tecnologia Agosto 23 2018

Em todas as suas décadas de história, poucos smartphones da Motorola foram mais icônicos do que o RAZR V3. Lançado em 2004, ele é um dos modelos mais vendidos da história, ditou moda na indústria por um tempo em termos de design e conquistou um lugar inclusive no coração do público brasileiro. Já imaginou se ele fizesse um retorno triunfal hoje em dia com tecnologias contemporâneas, mas aquele toque de nostalgia?

Acontece que a Motorola tem ao menos a garantia legal de fazer isso acontecer. O site Mobielkopendescobriu no órgão norte-americano de registro USPT&O que a fabricante é dona de uma patente bem curiosa de um smartphone de tela flexível, mas que se fecha em forma de concha e possui um visual que lembra muito o da clássica família de celulares da década passada.

Dois celulares.

 

O modelo teria uma tela dobrável nos moldes do que a indústria planeja para 2019, com Samsung e Huawei liderando a corrida para apresentar o primeiro modelo comercial do tipo.

Porém, a diferença aqui é uma dobradiça no meio, que transforma o dispositivo no formato de concha e garante que o display tenha espaço para fazer a dobra sem ser danificado (note a parte na cor verde nos desenhos da patente). Confira na galeria abaixo mais detalhes sobre o design dessa patente.otorola tem patente de smartphone flexível com design do clássico RAZR V3

Quais as chances de virar realidade?

É claro que o registro de patentes não significa o lançamento de produtos — trata-se também de garantir o direito a uma propriedade intelectual e receber eventuais royalties de interessados no uso da tecnologia. Além disso, a patente foi registrada em maio de 2017 e, até então, permanecia escondida.

Entretanto, rumores sobre o retorno da família RAZR já são antigos (com a marca até já negando um relançamento do modelo original, nos moldes do que faz hoje a Nokia. E o futuro boom da tecnologia de telas flexíveis pode mesmo fazer esse sonho se tornar realidade: em fevereiro deste ano, o chefe da Lenovo deu uma declaração que pode ser encarada como uma dica do que está por vir.

 

Fonte: Tecmundo

Published in Tecnologia Agosto 22 2018

Hackers ligados ao governo da Rússia tentaram atacar os sites de dois grupos de pesquisa norte-americanos de direita, sugerindo que estão ampliando suas ações no período que antecede as eleições de novembro nos Estados Unidos, disse a Microsoft.

A gigante de tecnologia disse que impediu as tentativas na semana passada, ao tomar controle de sites que os hackers haviam desenvolvido para imitar as páginas do Instituto Republicano Internacional e do Instituto Hudson. Como parte da estratégia, usuários eram redirecionados a endereços falsos, onde suas informações de login e senhas eram solicitadas.

"Estamos preocupados que essas e outras tentativas representem ameaças à segurança de uma gama cada vez maior de grupos conectados a ambos os partidos políticos norte-americanos no período que antecede as eleições de 2018", disse a Microsoft em publicação em seu blog durante a noite.

Uma autoridade diplomática russa negou as acusações e descreveu as alegações da Microsoft como parte de um jogo político, informou a agência de notícias Interfax.

"A Microsoft está jogando jogos políticos", disse a fonte não identificada. "As eleições (dos Estados Unidos) ainda não aconteceram, mas já há alegações".

Classificando as acusações como parte de uma campanha anti-Rússia, elaborada para justificar novas sanções contra o país, a Rússia tem dito que quer melhorar, e não piorar, os laços com Washington.

O conselho do Instituto Republicano Internacional é composto por importantes republicanos, como o senador John McCain, que já criticou as interações do presidente norte-americano, Donald Trump, com a Rússia e o histórico de direitos de Moscou.

O Instituto Hudson, outro grupo conservador, já realizou discussões sobre tópicos como cibersegurança, de acordo com a Microsoft. A organização também tem examinado o crescimento da cleptocracia, especialmente na Rússia, e tem criticado o governo russo, relatou o New York Times.

"Eles (os russos) estão conduzindo ataques que acreditam estar em seu próprio interesse nacional", disse Eric Rosenbach, diretor do projeto de defesa à democracia digital da Universidade de Harvard, ao New York Times.

"Trata-se de atrapalhar e diminuir qualquer grupo que desafie a maneira como a Rússia de Putin está operando em casa e pelo mundo".

Copyright Thomson Reuters 2018

 

Fonte: R7

Last modified on Agosto 22 2018
Published in Tecnologia Agosto 22 2018

 O Google está sendo acusado em um processo de monitorar ilegalmente os movimentos de milhões de usuários de celulares iPhone e Android mesmo quando eles ajustam as configurações de privacidade dos aparelhos para evitar que isso aconteça.

Segundo a ação encaminhada no final da sexta-feira, o Google falsamente assegura as pessoas que elas não serão rastreadas se desligarem o recurso "histórico de localização" dos celulares e, em vez disso, viola a privacidade ao monitorar e armazenar os movimentos dos usuários.

"A afirmação do Google de que o usuário pode desligar o histórico de localização a qualquer momento simplesmente não é verdade", afirma o processo encaminhado em um tribunal federal de São Francisco.

A ação foi aberta por Napoleon Patacsil, de San Diego, que busca status de processo coletivo em nome dos usuários do Android e de aparelhos da Apple nos Estados Unidos que desligaram o recurso de histórico de localização.

Ele está buscando reparação de danos não especificados por violação intencional das leis de privacidade do Estado norte-americano da Califórnia e intromissão nos assuntos pessoais dos usuários.

O suposto monitoramento do Google foi descrito em uma matéria da Associated Press publicada em 13 de agosto, que afirma que o assunto foi confirmado por pesquisadores de ciência da computação da Universidade de Princeton.

O Google não comentou o assunto nesta segunda-feira. Michael Sobol, advogado no escritório Lieff Cabraser Heimann & Bernstein, que representa Patacsil, não retornou pedidos de comentários.

Patacsil afirma que o Google ilegalmente monitorou seus passos por meio de seu celular Android e depois fez o mesmo no iPhone, depois que ele fez download de alguns aplicativos da empresa.

A seção de ajuda do site do Google agora afirma que desligar o histórico de localização "não afeta outros serviços de localização" em celulares e que alguns dados de localização podem ser armazenados por meio de outros serviços, como busca e mapas.

Copyright Thomson Reuters 2018

 

 

Fonte: R7

 

Last modified on Agosto 22 2018
Published in Tecnologia Agosto 22 2018

O Facebook anunciou nesta terça-feira (21) que derrubou 652 páginas, contas e grupos que foram identificados como parte de uma campanha coordenada para espalhar desinformação em diversos países pelo mundo.

A maioria das páginas teria origem no Irã, mas algumas estão ligadas à Rússia, acusada de ter usado a plataforma para interferir nas eleições presidenciais de 2016 nos EUA.

O conteúdo era divulgado nos Estados Unidos, Reino Unido, América Latina e no Oriente Médio. Algumas das páginas afirmavam formar um grupo chamado "Frente pela Liberdade de Imprensa". As pistas mostraram que essas páginas estavam ligadas à mídia estatal iraniana.

Segundo o comunicado da rede social, a campanha coordenada originada no Irã incluía 254 páginas no Facebook e 116 contas no Instagram, com um total de mais de 1 milhão de usuários. As páginas pagaram milhares de dólares em anúncios entre 2012 e 2017.

O criador do Facebook, Mark Zuckerberg, disse que as políticas de segurança estão melhorando sua plataforma. "Ainda é cedo, mas já estamos vendo resultados e estamos identificando mais páginas desse tipo antes da eleição", afirmou, referindo-se à eleição parlamentar de novembro nos EUA.

O Twitter também anunciou que identificou e removeu centenas de contas ligadas ao Irã.

 

Fonte: Tecmundo

 

Last modified on Agosto 22 2018
Página 7 de 128

Commentários

Share on Myspace

Compartilhar

COMPARTILHAR

Previsão do Tempo em Mauriti-CE

Agenda Cultural do Cariri

  • felix.jpg
  • juazeiro.jpg
  • 13.jpg
  • 25.jpg
  • 42.jpg
  • damiao2.jpg
  • lora.jpg
  • lovyle.jpg
  • moto2.jpg
  • net.jpg