Tecnologia 1081

Published in Tecnologia Julho 17 2018

Após o escândalo envolvendo Donald Trump e o uso dos dados de 50 milhões de usuários do Facebook, as discussões sobre fake news, robôs e números inflados nas redes sociais ganharam força. Tanto é que não só a empresa de Mark Zuckerberg, mas outras mídias têm anunciado medidas para combater o problema.

O caso mais recente é do Twitter. A rede do passarinho azul anunciou que perfis bloqueados por comportamento suspeito e contas inativas, que possam ter perdido o controle para algum agente malicioso, deixarão de aparecer na contagem de seguidores. A limpeza fará com que vários perfis sofram baixas.

A iniciativa do Twitter tem como foco os usuários que aderem a serviços, geralmente pagos, para inflar seu número de seguidores com contas falsas ou automatizadas. É que, na teoria, quanto mais fãs, mais influência e credibilidade se tem dentro da rede social.

Com a limpeza, os perfis que usam esse tipo de recurso verão o número de seguidores cair drasticamente. Entretanto, segundo o Twitter, a maioria dos internautas notará uma perda de apenas quatro seguidores ou até menos.

Já que a iniciativa foi colocada em prática desde a última quinta-feira (12), o site gringo Mashable fez uma análise das celebridades que perderam mais seguidores do Twitter desde então. No álbum, você vê a porcentagem e a quantidade de fãs dos 15 perfis mais prejudicados com a ação.

 

Fonte: msn

Published in Tecnologia Julho 14 2018

A maioria dos planos atuais para o futuro dos transportes envolvem carros autônomos, que poderiam levar passageiros para qualquer lugar sem a necessidade de intervenção humana. Mas isso não significa que os investimentos pararam em apostas mais ousadas e ainda pouco testadas, como os veículos voadores.

Uma criação nessa área é o BlackFly, veículo feito pela startup canadense Opener que recebeu investimentos de Larry Page, cofundador da Google e atual diretor-executivo da Alphabet. Essa é a segunda vez que Page apoia uma iniciativa do tipo, já tendo também investido na empresa americana Kitty Hawk.

A Opener apresentou o BlackFly ao mundo nesta quinta (12) e aposta em alguns diferenciais para mostrar as possibilidades desse tipo de veículo. De acordo com a empresa, os controles de joystick podem ser aprendidos facilmente e nem seria necessário tirar uma habilitação específica para pilotá-lo, embora ainda seja preciso passar por um programa de treinamentos antes de poder voar com ele.

Link do video: https://youtu.be/FI8AemQcclY

O veículo foi todo desenvolvido em segredo durante os últimos nove anos e seu protótipo atual tem espaço para um tripulante, podendo alcançar uma velocidade de 100 quilômetros por hora. O motor elétrico teria capacidade para levar o “motorista” por aproximadamente 40 km. Segundo a startup, ele também pode funcionar em modo autônomo.

Outros destaques são o fato de ele fazer pouco barulho durante o voo, ter carregamento rápido, ser fabricado nos Estados Unidos e oferecer um botão RTH (Return-to-Home), uma função presente em alguns drones para garantir que os veículos procurem um local seguro de pouso quando a bateria está próxima de acabar.

Mesmo tendo sido anunciado, é visível que o BlackFly está em fase inicial de desenvolvimento, não havendo uma previsão muito certa para quando poderemos ver um produto final chegando ao mercado. Embora a Opener admita que os primeiros modelos serão caros, a expectativa da companhia é que os preços caiam até atingir valores próximos aos de um utilitário esportivo.

 

Fonte: TecMundo

Published in Tecnologia Julho 14 2018

Desde 2012, dois anos após o lançamento do iPad e com o mercado de smartphones mais consolidado, a venda de computadores tem caído. Mas quem acha que o PC morreu, calma lá. Pela primeira vez em seis anos, a venda dessas máquinas cresceu, de acordo com a consultoria Gartner.

• Apple lança MacBook Pro com processador mais novo, melhorias no teclado e até 4 TB de SSD
• O Microsoft Surface Go é uma opção de tablet mais barato que pode brigar com o iPad

Foram enviadas (ou seja, unidades fabricadas que foram às lojas), 62,1 milhões de unidades neste ano. O número representa um aumento de 1,4%, se comparado com o mesmo período em 2017. O relatório indica "algum crescimento", mas alerta que a indústria ainda está se recuperando.

As cinco principais fabricantes de computadores tiveram crescimento, mas quem mais comemorou foi a Lenovo, que obteve 10,5% de crescimento – o número, no entanto, só foi alcançado graças a joint venture que ela formou com a Fujitsu. A Dell cresceu 9,5%, a HP 6,1%, a Acer 3,1% e a Apple 3%.

O relatório não leva em consideração os Chromebooks, o que, por um lado, mostra que a indústria não sentiu o baque dos notebooks baratinhos do Google.

"No segmento de negócios, o momentum do PC vai enfraquecer em dois anos, quando o pico de substituição do Windows 10 passar. As fabricantes devem procurar por maneiras de manter o crescimento no mercado de negócios quando o ciclo de upgrade do Windows 10 acabar", disse Mikako Kitagawa, principal analista da Gartner.

O desafio é manter o crescimento enquanto tablets se tornam cada vez mais poderosos e podem passar a rodar aplicativos e softwares mais pesados, antes exclusivos dos laptops e desktops.

Fonte: msn

Published in Tecnologia Julho 13 2018

Vamos lá: muita gente se masturba na frente do computador. Muita gente também deixa a webcam aberta ou grava o ato. Acontece que golpistas estão praticando um golpe de phishing que explora a inocência dessa galera, segundo o TNW.

Tudo começa com um email enviado para a vítima. Nele, o cibercriminoso alerta que invadiu o computador dessa vítima e, por meio de controle remoto, supostamente gravou toda a ação que acontecia em frente ao PC enquanto a vítima visitava sites pornográficos. Então, o criminoso faz a ameaça: um pagamento de US$ 1,9 mil em bitcoins ou o vídeo vazado na internet.

Uma imagem compartilhada pelo processor de Ciências da Computação da Universidade de Cornell (EUA), Emin Gün, mostra em detalhes o email:

Informações e privacidade no Twitter Ads

Apesar do golpe...

Apesar do golpe ser falso, há um dado preocupante: ao que parece, as pessoas que vêm recebendo esses emails tiveram alguma senha vazada. Isso porque os golpistas se utilizam de uma senha real, como você pode ver no início do email, para assustar a vítima.

Nunca pague cibercriminosos

A questão é: a senha surgiu de qual lugar? Como muitos especialistas de segurança apontam ao longo do tempo e na própria thread no Twitter iniciada pelo professor Emir Gün, existem diversas listas com emails e senhas correndo em serviços de compartilhamento tanto na surface quanto na deep/dark web. Essas listas, na surface, são encontradas no Pastebin por exemplo e possuem contas vazadas de plataformas “antigas”.

Por exemplo, são contas de vazamentos que já ocorreram anteriormente, como o do LinkedIn, Yahoo, Adobe etc. O perigo está aí: se você tinha uma conta nesses serviços e nunca trocou a senha, é interessante que você faça isso agora. Aliás, a troca de senha deve ser frequente independentemente do site.

Se você receber qualquer tipo de extorsão online, golpe ou ransomware, a dica é: apenas não pague.

 

Vamos lá: muita gente se masturba na frente do computador. Muita gente também deixa a webcam aberta ou grava o ato. Acontece que golpistas estão praticando um golpe de phishing que explora a inocência dessa galera, segundo o TNW.

Tudo começa com um email enviado para a vítima. Nele, o cibercriminoso alerta que invadiu o computador dessa vítima e, por meio de controle remoto, supostamente gravou toda a ação que acontecia em frente ao PC enquanto a vítima visitava sites pornográficos. Então, o criminoso faz a ameaça: um pagamento de US$ 1,9 mil em bitcoins ou o vídeo vazado na internet.

Uma imagem compartilhada pelo processor de Ciências da Computação da Universidade de Cornell (EUA), Emin Gün, mostra em detalhes o email:

Informações e privacidade no Twitter Ads

Apesar do golpe...

Apesar do golpe ser falso, há um dado preocupante: ao que parece, as pessoas que vêm recebendo esses emails tiveram alguma senha vazada. Isso porque os golpistas se utilizam de uma senha real, como você pode ver no início do email, para assustar a vítima.

Nunca pague cibercriminosos

A questão é: a senha surgiu de qual lugar? Como muitos especialistas de segurança apontam ao longo do tempo e na própria thread no Twitter iniciada pelo professor Emir Gün, existem diversas listas com emails e senhas correndo em serviços de compartilhamento tanto na surface quanto na deep/dark web. Essas listas, na surface, são encontradas no Pastebin por exemplo e possuem contas vazadas de plataformas “antigas”.

Por exemplo, são contas de vazamentos que já ocorreram anteriormente, como o do LinkedIn, Yahoo, Adobe etc. O perigo está aí: se você tinha uma conta nesses serviços e nunca trocou a senha, é interessante que você faça isso agora. Aliás, a troca de senha deve ser frequente independentemente do site.

Se você receber qualquer tipo de extorsão online, golpe ou ransomware, a dica é: apenas não pague.

 

Fonte: TecMundo

Published in Tecnologia Julho 13 2018

Há cada vez mais ceticismo quanto à segurança dos dados que as pessoas fornecem às grandes empresas de tecnologia. O caso do vazamento de informações do Facebookainda está fresco na memória. Mas pouca gente desconfiaria de um aplicativo fitness como o Polar Flow, que registra atividades como caminhada, corrida e ciclismo.

Uma investigação do site de notícias holandês de Correspondent descobriu que era possível usar as informações cedidas pelo app para identificar os funcionários que trabalham em bases militares e prédios governamentais, bem como onde eles moram e quais locais costumam frequentar. No total, foram identificados mais de 6.400 usuários que, acredita-se, trabalham em locais sensíveis, como a National Security Agency, a Casa Branca, a agência de inteligência britânica MI5 e sua contraparte russa, a GRU.

Os dados também permitiram identificar equipes de instalações de armazenamento nuclear, silos de mísseis, prisões e locais como a Baía de Guantánamo. Por uma falha de segurança, o Polar Flow expunha essas informações na internet. Seu fabricante admitiu o problema, e prometeu uma atualização para corrigi-lo. 

 

Não é a primeira vez que acontece algo do tipo. No início do ano, o aplicativo de exercícios Strava esteve no meio de uma polêmica parecida, quando foi descoberto que os mapas de calor da empresa, que mostram atividades dos usuários ao redor do mundo, também poderiam ser usados para identificar bases militares, inclusive algumas que eram secretas até então. Está ficando cada vez mais difícil se esconder – e isso também vale para espiões.

 

Fonte: msn

Página 8 de 121

Commentários

Share on Myspace

Compartilhar

COMPARTILHAR

Previsão do Tempo em Mauriti-CE

Agenda Cultural do Cariri

  • felix.jpg
  • juazeiro.jpg
  • 13.jpg
  • 15.jpg
  • 25.jpg
  • 42.jpg
  • damiao2.jpg
  • lora.jpg
  • lovyle.jpg
  • marcio.jpg
  • moto2.jpg
  • net.jpg