Tecnologia 1023

Published in Tecnologia Fevereiro 04 2017

As estações de metrô de São Paulo vão ganhar um espaço de Wi-Fi grátis a partir das próximas semanas. A iniciativa vinha sendo testada desde 2014 em algumas estações e agora será expandida para cobrir 40 pontos nas linhas 1-Azul, 2-Verde e 3-Vermelha.

 

Segundo o Meio & Mensagem, o serviço será implementado a partir de uma parceria do governo do Estado com a iniciativa privada. Algumas das estações terão um espaço de lazer com cadeiras de praia e grama sintética, onde as marcas poderão estampar propagandas. Sé, Brás e Ana Rosa serão as primeiras a oferecer essas áreas.

Leia o texto completo no Gizmodo Brasil.

Fonte: msn

Published in Tecnologia Fevereiro 04 2017

São Paulo – Que tal trocar o pedido no balcão por um atendimento automático de uma vending machine?

É isso que o McDonald’s promete fazer com o seu Big Mac.

A marca testou, no último 31, em Boston (EUA), a sua primeira máquina automática de Big Macs.

Criada para promover os três tamanhos do lanche (Mac Jr., Big Mac e Grand Mac), ela promete hambúrgueres sempre frescos.

Na ação, os lanches eram de graça. Durante o teste, a máquina tuitava automaticamente os pedidos dos clientes.

Segundo o The Boston Globe, a máquina ATM foi colocada na Kenmore Square, ponto movimentado da cidade.

A máquina é apenas um teste. No mínimo, servirá como ação de marketing dos novos formatos de Big Mac. Mas a boa recepção da novidade pode animar a marca.

Confira:

Máquina automática de Big Macs.

Fonte: msn

Published in Tecnologia Fevereiro 04 2017

Como esperado, a Snap Inc. (companhia conhecida antes como Snapchat), apresentou os documentou para a abertura da oferta pública inicial (IPO). De acordo com os arquivos, a Snap Inc. está buscando US$ 3 bilhões na bolsa e irá se avaliar entre US$ 20 bilhões e US$ 25 bilhões. 

• Como a estreia do Twitter na bolsa de valores afeta os usuários
• Nubank recebe investimento de US$ 80 mi para aumentar base de clientes

O IPO do Snap já está sendo considerado um dos maiores entre as empresas de tecnologia em anos, com diversos comentaristas e especialistas esperando que ele seja tão impactante quanto a do Facebook. E veja, não há dúvida que o CEO Evan Spiegel vá conseguir fazer uma boa grana disso. 

Mas analisando os documentos, também fica claro que a Snap Inc. tem muita mais coisa em comum com o Twitter, quando se tornou uma empresa de capital aberto em 2013, do que com o Facebook. 

Primeiro, o Snap está perdendo um monte de dinheiro. O arquivo mostra que a empresa perdeu US$ 514,6 milhões em 2016. Eles conseguiram US$ 404,4 milhões em receitas nesse mesmo período, muito mais do que os US$ 58 milhões que tinham atingido em 2015 (um aumento significativo de 6 vezes), mas precisou gastar rios de dinheiro para fazer tudo funcionar. Enquanto a receita aumentou tudo isso, as perdas dispararam também. O Snapchat tinha perdido US$ 372,9 milhões em 2015. 

Como Shira Ovide da Bloomberg apontou no Twitter, é notável que o custo da receita para o Snapchat foi muito mais do que a receita em si.

Não tenho certeza se já vi uma empresa de capital aberto como o Snapchat, onde o custo da receita é maior do que a receita. Doideira. 

Para efeito de comparação, quando o Facebook se tornou aberto, ele já bastante rentável, coisa de um bilhão de dólares. Twitter, quando abriu o IPO em 2013, também tinha acumulado centenas de milhões de perdas, mas essas perdas eram menores do que sua receita do ano. Groupon foi outra empresa que tinha uma grande receita, mas grandes perdas. Tanto o Groupon quanto o Twitter conseguiram se tornar rentáveis, mesmo anos depois de terem aberto o capital. 

Como é da natureza desses tipos de processo, o Snap tem que admitir que "talvez nunca atinja ou mantenha a lucratividade". 

Pelo lado bom, o aplicativo tem 158 milhões de usuários ativos, o que é mais do que o Twitter tinha em 2013, mas muito menos do que o Facebook na época de abertura. E o Instagram agora, tem mais usuários ativos do que o Snapchat. Além disso, o Instagram continua a roubar as melhores funções do Snap. 

Durante anos eu venho me perguntou se o Snapchat vai se tornar um Facebook ou um Groupon. Os resultados financeiros fazem parecer que será um Groupon.

Fonte: msn

Published in Tecnologia Fevereiro 02 2017

Um grupo de pesquisadores disse ter descoberto diversas vulnerabilidades de segurança em pelo menos 20 modelos impressoras de grandes marcas. De acordo com os resultados, uma das potenciais brechas pode permitir aos hackers roubar facilmente informações que deveriam apenas ser impressas.

Jens Müller, junto com outros dois pesquisadores da Ruhr University Bochum, da Alemanha, escreveu sobre os resultados ontem num blog. Eles também liberaram uma página Wiki e um kit de ferramentas de código aberto, que pode ser usado tanto para tirar vantagem das falhas de segurança quanto para testar se uma impressora está vulnerável.

Como apontado pelo pessoal do ZDNet, a equipe trabalhou no projeto por cerca de um ano e só agora estão tornando públicas as descobertas. Dell, HP, Lexmark, Brother, Samsung e outras companhias possuem modelos que são afetados pela falha. A tabela abaixo mostra os modelos que a equipe de Müller identificou:

Como você pode ver pela tabela, os pesquisadores dizem que algumas impressoras podem ser bloqueadas por ataque DDoS ou ser resetadas para seus padrões de fábrica. Pior ainda, no entanto, é a possibilidade de capturar documentos potencialmente sensíveis enquanto eles são enviados para ser impressos. Na pior das hipóteses, os pesquisadores dizem que um hacker poderia utilizar a impressora como um ponto de entrada para puxar as credenciais da rede de uma organização e ganhar níveis ainda maiores de acesso à rede.

Müller disse ao ZDNet que ele precisava de um tema para sua tese de mestrado e percebeu que existem poucos estudos científicos sobre segurança de impressoras. Ele disse também que os bugs para os quais ele chama atenção não são novos – geralmente eles são ignorados.

O Gizmodo contatou o especialista em cibersegurança Kenneth White, co-diretor do Open Crypto Audit Project, que verificou que os resultados parecem ser "um trabalho muito legítimo". Embora ele próprio não tenha analisado o kit de ferramentas, ele nos disse que os autores são "bem conhecidos e respeitados pela comunidade".

Limitações financeiras impediu que a equipe testasse mais impressoras. Enquanto a HP tem mais modelos na tabela, com os modelos LaserJet 1200 e 4200n no topo, pode ser só pelo fato desses modelos serem os mais fáceis de adquirir para os testes. E é aí que o kit de ferramentas fica ainda melhor. Quanto mais pessoas o experimentarem, com sorte uma lista maior de problemas irá aparecer. Isso também significa, no entanto, que qualquer um com um pouco de determinação poderá tirar vantagem das brechas. Isso não é ideal, mas com White notou, "ao fazer dessa maneira, os pesquisadores estão pontuando o fato de que a maioria das fabricantes de impressoras possuem um histórico pobre de atualização dos seus dispositivos".

O time diz ter entrado em contato com todas as marcas afetadas em outubro, e a Dell foi a única a responder. De acordo com Müller, as fabricantes não se consideram responsáveis pela brecha porque o "padrão é deficiente".

O Gizmodo entrou em contato com as companhias que foram identificadas e iremos atualizar a publicação se recebermos uma resposta. Tanto a Lexmark quanto a HP nos informou que estão investigando o caso.

Fonte: msn

Published in Tecnologia Fevereiro 02 2017

Se você busca por um computador compacto e para toda a família, o All-in-One da Lenovo pode ser uma boa pedida. A tela Full HD de 21,5 polegadas do dispositivo, além de cobrir quase toda a parte frontal do produto, também armazena a CPU. Para o dispositivo ficar ainda mais portátil, a Lenovo dispensou boa parte dos fios ao adicionar teclado e mouse sem fios ao pacote.

Outra característica interessante do monitor é que ele é antirreflexo. As suas laterais também possuem entradas e saídas HDMI para que o usuário conecte vários dispositivos, como videogames, TVs a cabo e até mesmo outra tela. Os alto falantes do produto ficam na parte da frente, são estéreo e têm tecnologia Dolby Advanced Audio.

O processador do computador, um Intel Core i3, não é o mais avançado do mercado, mas permite uma boa navegação pela web (se você não abrir muitas abas de uma vez). Como não há placa de vídeo dedicada, não é possível jogar games do Steam ou do Origin no aparelho. Sua memória RAM é de 4 GB e o seu armazenamento interno é de 1 TB. O All-in-One da Lenovo está à venda no site oficial da marca por 3.269 reais.

Fonte: msn

Página 98 de 114

Commentários

Share on Myspace

Compartilhar

COMPARTILHAR

Previsão do Tempo em Mauriti-CE

Agenda Cultural do Cariri

  • bosco.jpg
  • master.jpg
  • 13.jpg
  • 15.jpg
  • 25.jpg
  • 42.jpg
  • damiao2.jpg
  • lora.jpg
  • lovyle.jpg
  • marcio.jpg
  • moto2.jpg
  • net.jpg
  • real2.jpg