Últimas Noticias

Últimas Noticias 917

Written by Published in Últimas Noticias Novembro 09 2016

O empresário Donald Trump será o 45º presidente dos Estados Unidos da América. Ele alcançou os 276 votos de delegados do colégio eleitoral na madrugada de hoje (9), depois de uma acirrada disputa com a candidata do Partido Democrata, Hillary Clinton. Trump assegurou  maioria em estados decisivos como a Flórida, Carolina do Norte, Ohi e a Pensilvânia.  Ele assumirá o cargo em 20 de janeiro.

Donald Trump declarou na manhã de hoje (9), em seu primeiro discurso como presidente eleito, que Hillary Clinton telefonou para ele para cumprimentá-lo, admitindo a derrota.

A vitória de Trump encerra uma das campanhas mais polarizadas da história recente dos Estados Unidos. A campanha foi marcada por acusações mútuas, envolvendo a vida pessoal dos candidatos e atingiu o auge quando um vídeos, de 2005, mostrava o candidato do Partido Republicano usando palavras desrespeitosas para se referir às mulheres. O resultado eleitoral surpreende proque contraria as últimas pesquisas que mostraram Hillary Clinton com ligeira folga na liderança da corrida eleitoral.

Os mercados financeiros desabaram em todo o mundo com a notícia da vitória de Donald Trump. O índice Nikkei do Japão caiu mais de 800 pontos, ou seja quase 5%. O índice da bolsa de Hong Kong perdeu 650 pontos, ou 2,8%. Enquanto isso, o peso mexicano - que já apresentava um comportamento frágil quando o candidato republicano subiu nas pesquisas durante a campanha - agora caiu para um mínimo de oito anos, de acordo com a agência de notícias Bloomberg. As aplicações financeiras estão se transferindo para o ouro. O peso mexicano está em queda livre.

Algumas emissoras de televisão nos Estados Unidos mostraram a população mexicana, em praças públicas, acompanhando com preocupação e tristeza a evolução da contagem de votos e já pressentindo a vitória de Donald Trump. O México foi um dos principais alvos dos ataques de Trump ao longo da campanha. Em agosto de 2015, ele defendeu a construção de um muro na fronteira com o México, financiado pelo governo mexicano, para evitar a entrada nos Estados Unidos de imigrantes ilegais e traficantes.

Em setembro de 2016, na tentativa de fazer uma política de boa vizinhança, o presidente do México, Enrique Peña Nieto, convidou o candidato Donald Trump para visitar o país. Trump aceitou o convite e se comportou como chefe de nação e não como candidato, ocupando o centro das atenções do cerimonial mexicano e colocando Peña Nieto em segundo plano. A visita de Trump acabou sendo um constrangimento para o presidente mexicano, que recebeu muitas críticas da oposição.

Logo após o encerramento das votações, a diferença entre Donald Trump e Hillary Clinton já aparecia muito pequena, indicando que as expectativas dos democratas de derrotar facilmente Donald Trump estavam assentadas em bases fora da realidade. A tendência de vitória do republicano ficou mais acentuada às 23h30 de ontem (8), quando o candidato foi declarado vencedor na Flórida. Só aí Trump garantiu 29 votos a seu favor no colégio eleitoral.

Depois disso, quando os votos computados na Carolina do Norte e em Ohio indicavam vitória de Donald Trump, os assessores da campanha de Hillay Clinton começaram a ficar alarmados com a iminente derrota. Toda a estratégia que eles montaram para ganhar em Ohio, que fica na região Centro-Leste dos Estados Unidos, e mais os estados do Sul, fracassou. Ohio é um estado "oscilante", que sempre indica o vencedor das eleições norte-americanas. Restava porém a Pensilvânia, que fica na região Centro-Atlântico. Mas lá também Hillary perdeu. Com isso, desmoronou o que restava de estratégia eleitoral de Hillary.

Fonte: Agência Brasil


Written by Published in Últimas Noticias Novembro 09 2016

A Polícia Civil do Ceará prendeu, no início desta semana, uma mulher que negociava drogas usando aplicativo de mensagens WhatsApp. De acordo com a polícia, ela mantinha contato com o parceiro, que está preso na cadeia pública de Limoeiro do Norte, e também tirava dúvidas sobre como pesar e embalar crack. A mulher foi presa enquanto aguardava para entregar o almoço do companheiro.

A mulher de 22 anos, sem antecedentes criminais, estava sendo investigada pela polícia, depois que o companheiro dela, de 26 anos, conhecido por “Free Willy”, foi preso em flagrante em fevereiro deste ano por tráfico de drogas. Em junho, durante uma vistoria na cadeia pública de Limoeiro do Norte, o aparelho celular usado por “Free Willy” foi apreendido.

No celular, os policiais identificaram que conversas encontradas no aplicativo eram apagadas pelo detento, mas foi possível capturar as conversas mais recentes, que incluía o diálogo com a companheira.

De acordo com as investigações, ela teria assumido o papel dele no comércio de entorpecentes no Bairro Luiz Alves de Freitas. A troca de mensagens mostra que a mulher tirava dúvidas sobre os procedimentos necessários para embalar e pesar a droga. Nas conversas, é possível constatar que, mesmo recluso, “Free Willy” continuava a negociar crack na região, desta vez, com o auxílio da companheira.

Comercialização da droga
Conforme o titular da Delegacia Municipal de Limoeiro do Norte, Bruno Varela, o preso preparou um tutorial, passo a passo, com o processo de comercialização da droga, em que explicava com detalhes como ela deveria agir para pesar e embalar o crack. "Ela pesava a droga e tirava fotos para enviar para ele. Do outro lado da conversa, ele conferia a mercadoria e aprovava”, explica o delegado.

Os policiais foram até a casa da mulher para verificar se ela escondia os entorpecentes, mas nada foi encontrado. Mesmo não tendo sido flagrada com drogas, as conversas trocadas pelo casal foram suficientes para que a juíza da 2ª Vara da Comarca de Limoeiro do Norte decretasse o mandado de prisão preventiva para o casal.

A mulher foi conduzida até a Delegacia Regional de Limoeiro do Norte, onde foi autuada por tráfico de drogas e associação para o tráfico. “Free Willy”, que já está preso, também foi autuado nos mesmos crimes.

 

Fonte: G1- Ceará


Written by Published in Últimas Noticias Novembro 09 2016

O juiz Sérgio Moro rejeitou o pedido da defesa da mulher do ex-presidente da Câmara e deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB), Cláudia Cordeiro Cruz, para não ser julgada pelo juiz da Lava Jato, mas sim na Justiça Federal no Rio de Janeiro. Para Moro, a alegação da defesa de Cláudia de que as movimentações nas contas bancárias dela no exterior não têm relação com o esquema de corrupção na Petrobrás “não faz sentido”.

Com a decisão, fica mantido para o próximo dia 14 de novembro o interrogatório de Cláudia diante de Moro para que ela se manifeste sobre as acusação da Lava Jato.

“E a alegação de que as condutas imputadas à acusada Cláudia Cordeiro Cruz não estariam relacionadas à corrupção na Petrobrás não faz sentido, pois é ela acusada exatamente de ocultação e dissimulação de produto de crime de corrupção no esquema criminoso da Petrobrás”, assinala o juiz. “Se houve ou não lavagem, se agiu ela ou não com dolo (intenção), é questão de mérito e não de competência”, segue Moro.

A decisão é mais uma derrota do casal Cunha na tentativa de evitar ser julgado pelo juiz Sérgio Moro, que determinou a prisão preventiva de Eduardo Cunha no mês passado, levando o ex-presidente da Câmara e responsável por aceitar a abertura do processo de impeachment de Dilma Rousseff (PT) para a prisão em Curitiba junto com outros grandes empresários e políticos detidos na Lava Jato.

Na decisão desta segunda-feira, 7, Moro apontou que o próprio Supremo Tribunal Federal remeteu a investigação sobre os parentes de Eduardo Cunha e a até a ação penal contra ele, aberta pelo STF quando o peemedebista ainda tinha mandato, para a 13ª Vara Federal em Curitiba, de responsabilidade de Moro.

“Dispersar, em todo território nacional, os casos e provas de crimes praticados em um mesmo contexto e no mesmo esquema criminoso prejudicará as investigações e a compreensão do todo”, assinalou o magistrado, lembrando que a ação contra Cláudia Cruz está diretamente ligada ao esquema de corrupção na Petrobrás revelado pela Lava Jato. “A denúncia descreve, aliás, um caso que se insere perfeitamente no modus operandi do esquema criminoso da Petrobrás”, segue o magistrado.

Atualmente, Cláudia é ré acusada de evasão e lavagem de ao menos US$ 1 milhão em contas não declaradas no exterior. Segundo a Procuradoria da República, estes valores vieram de propinas recebidas por Eduardo Cunha para “viabilizar” a aquisição, pela Petrobrás, de 50% do bloco 4 de um campo de exploração de petróleo na costa do Benin, na África, em 2011.

Com apoio do Ministério Público da Suíça, a Lava Jato rastreou os recursos que aportaram na conta de Cláudia e identificou que eles foram utilizados, por exemplo, para pagar compras de luxo feitas com cartões de crédito no exterior.

Parte dos gastos dos cartões de crédito, que totalizaram US$ 854.387,31, foram utilizados, dentre outras coisas, para aquisição de artigos de grife, como bolsas, sapatos e roupas femininas. Outra parte dos recursos foi destinada para despesas pessoais diversas da família de Cunha, entre elas o pagamento de empresas educacionais responsáveis pelos estudos dos filhos do deputado afastado, como a Malvern College (Inglaterra) e a IMG Academies LLP (Estados Unidos).

Cláudia ainda teria mantido, segundo a denúncia, depósitos não declarados às repartições federais na offshore Köpek em montante superior a US$ 100 mil entre os anos de 2009 e 2014, o que constitui crime contra o sistema financeiro nacional.

Interrogatório. Moro agendou o interrogatório de Cláudia e do empresário Idalécio de Oliveira, também réu na ação, para o dia 14 de novembro, seis meses depois de o juiz da Lava Jato aceitar a denuncia contra a mulher de Cunha. Antes, no dia 9, serão interrogados o ex-diretor Internacional da Petrobrás Jorge Luiz Zelada e o lobista João Augusto Rezende Henriques, apontado como operador do PMDB no esquema de corrupção na Petrobrás. Ambos também são réus na mesma ação de Cláudia.

O interrogatório é a última etapa antes de o juiz ouvir as alegações finais das defesas. Nele os réus ficarão frente a frente com Moro e poderão responder a todas as acusações do Ministério Público Federal. Eles poderm exercer o direito de permanecer em silêncio.

A defesa de Cláudia vem alegando desde o começo da ação que ela não tinha conhecimento nem nenhum tipo de envolvimento com os negócios de Cunha. A reportagem tentou contato com a defesa de Cláudia na noite desta terça-feira, 8, mas não obteve retorno.

 

Fonte: CearáAgora


Written by Published in Últimas Noticias Novembro 09 2016

Uma ação das Polícias Civil e Militar do Ceará, na tarde desta terça-feira (8), resultou nas prisões de três homens que atiraram em um vigilante, durante uma tentativa de assalto à agência dos Correios no município de Óros. Além dos três presos, a Polícia apreendeu duas pistolas.

Foram capturados, o cearense José Helton Peixoto da Costa (33), sem antecedentes criminais, e os potiguares Joseilton Pereira Ferreira (31), vulgo “Miúdo”, que já responde por roubo; e Daniel Santos Sales (24), naturais da cidade de Pau dos Ferros. Com eles, foram apreendidas duas pistolas calibre .40 municiadas, além do carro – um Fiat Strada de placas PMZ-1317 – utilizado na ação criminosa.

Os acusados tentaram assaltar o correios do Município de Óros (Foto: reprodução)Os acusados tentaram assaltar Correios do Município de Óros

 

Conforme o delegado Joel Morais, titular da delegacia de Óros, os homens chegaram, por volta das 14h30min, à Agência dos Correios – localizada na Rua José de Matos Leite, no centro da cidade – e anunciaram o assalto. Eles atiraram contra o vigilante do local, que revidou e atingiu um dos criminosos. O trio então empreendeu fuga e foi alcançada por uma equipe da Polícia Militar, que recebeu o apoio de policiais civis da delegacia. O grupo foi interceptado próximo à Igreja Matriz da cidade.

Após serem abordados, os policiais identificaram como sendo Daniel o homem que foi baleado pelo vigilante. Ele foi socorrido, sob escolta policial, para um hospital, em Juazeiro do Norte, enquanto os outros dois infratores foram conduzidos para a Delegacia de Óros, onde foram autuados por tentativa de latrocínio e associação criminosa.

 

Fonte: Okariri


Written by Published in Últimas Noticias Novembro 08 2016

Por volta das 07 horas desta terça-feira (08/11) um veiculo pertencente a uma funeraria, capotou na Br. 116, no KM 451, depois da saída da cidade de Barro (para quem viaja no sentido Barro/Aurora).

Segundo testemunhas o motorista que dirigia o veiculo Chevrolet S10, teria tentado realizar uma ultrapassagem e veio a perder o controle, em seguida o carro caiu em uma ribanceira. Felizmente só houveram danos materiais e o motorista sofreu apenas escoriações.

O Portal OKariri, buscou informações telefonou para a empresa,  junto aos representantes da empresa na cidade do Barro, e fomos informados  na parte da manhã que o gerente não se encontrava, na parte da tarde que estaria em Juazeiro do Norte. O espaço fica aberto para a empresa (caso queira) se pronuncie sobre o assunto.

A Policia Rodoviária Federal (PRF) do posto de Milagres esteve no local e atendeu a ocorrência.

Fonte: okariri


Written by Published in Últimas Noticias Novembro 08 2016

Quase metade dos contratos do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) que foram celebrados a partir de 2010 e estão em fase de amortização estão com atraso de mais de dois meses no pagamento. A amortização é a fase final do contrato de financiamento. Nela, os estudantes já formados pagam de volta o dinheiro com o qual o governo federal financiou seus cursos de graduação. Segundo o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), 172.823 contratos feitos a partir de 2010 já estão nessa fase, mas 86.031, ou 49,8% do total, estão inadimplentes.

Os dados equivalem à data de 30 de setembro de 2016 e foram obtidos pelo G1 por meio da Lei de Acesso à Informação.

Gráfico mostra o número total de contratos do Fies em fase de amortização em 30 de setembro de 2016, e a quantidade deles que estão inadimplentes (Foto: Editoria de Arte/G1)

 

Como funciona o Fies

O Fies é uma das ações do governo federal que não são obrigatórias, ou seja, sua manutenção não está garantida por lei. Por isso, o governo precisa encontrar recursos para garantir os financiamentos já contratados e a abertura de novas vagas. Em outubro, por exemplo, o governo precisou negociar junto ao Congresso Nacional  a abertura de crédito complementar para pagar taxas administrativas dos contratos que já estavam quatro meses atrasadas. O valor do crédito foi de R$ 702,5 milhões.

Um dos recursos para garantir o programa é o pagamento, por parte dos ex-alunos financiados, das prestações de contratos em fase de amortização.

Desde 2010, ano em que o governo federal expandiu o programa, o Fies já celebrou mais de 2,4 milhões de contratos. O valor para pagar todas essas prestações também cresceu: o valor do orçamento previsto para financiamentos do Fies foi de R$ 1,7 bilhão, em 2010, para R$ 18,8 bilhões, em 2016.

Evolução da verba federal destinada para o Fies nos últimos dez anos (Foto: Editoria de Arte/G1)

Fases do contrato

 

Veja abaixo as diferentes fazer de um contrato do Fies:

 

Financiamento: Os estudantes financiados pelo Fies têm o pagamento das mensalidades dos cursos de graduação garantidos até a formatura. Os contratos são renovados a cada semestre letivo, e os estudantes, além de cumprir requisitos como nota mínima no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), aproveitamento mínimo nas disciplinas cursadas e apresentar um fiador.

Carência: Após a formatura, os estudantes contam com um período de carência de 18 meses, ou seja, eles podem passar um ano e meio sem começar a pagar de volta o valor financiado.

Amortização: Depois do período de carência, os estudantes com contratos do Fies começam a pagar prestações mensais aos bancos que fazem o intermédio da operação junto ao governo federal e a instituição de ensino.

 

Estimativas de receita 

 

Segundo o Projeto de Lei Orçamentária de 2017, o governo conta com R$ 1 bilhão somente em receitas da amortização dos financiamentos do Fies em 2016. No ano passado, o Fies esperava arrecadar R$ 1,1 bilhão. O FNDE não informou o valor efetivo dessa arrecadação referente a 2015, afirmando que o dinheiro pago pelos estudantes aos bancos é enviado diretamente ao sistema de administração de finanças do governo, "cujos dados não especificam a fase dos financiamentos".

 

Fonte: G1- Ceará


Written by Published in Últimas Noticias Novembro 08 2016

Darlan e Douglas, mortos a tiros numa estrada de terra na zona rural de Guaraciaba

Dois jovens irmãos foram assassinados no Interior do Estado, na tarde desta segunda-feira (7), quando tentavam fugir de traficantes de drogas da Capital. Os dois rapazes estariam ameaçados e constavam de uma lista de pessoas a serem mortas por ordem de uma facção criminosa que domina o tráfico na zona Leste de Fortaleza.

Darlan de Sousa, 20 anos; e Douglas Alves de Sousa, 18, foram executados a tiros na localidade de Sítio Conceição, na zona rural do Município de Guaraciaba do Norte, na Região da Ibiapaba (a 315Km de Fortaleza), por volta das 14h30 de ontem, quando trafegavam em uma motocicleta numa estrada vicinal.

Os dois rapazes teriam se mudado repentinamente para Guaraciaba do Norte, onde moram seus pais, depois de ameaçados de morte por traficantes da comunidade do Serviluz, situada no Grande Mucuripe, na zona Leste de Fortaleza.  Ainda assim, foram localizados pelos assassinos à serviço de uma facção.

Conforme a Polícia, Darlan foi executado com tiros na cabeça e teve morte instantânea. O irmão, mais novo, foi também baleado na cabeça e no abdome, sendo socorrido por moradores do Sítio Conceição e levado para o Hospital Municipal São José, em Guaraciaba, onde o pai deles está internado. Douglas não resistiu e também  faleceu pouco tempo depois na Emergência.

Chacina???

A Polícia agora tenta saber se a morte dos irmãos, em Guaraciaba do Norte  tem ligação com um recente crime ocorrido no bairro Serviluz, onde eles moravam. Foi um triplo homicídio que teve teve como vítimas três mulheres jovens, assassinadas dentro de um bar, na noite de 15 de outubro, na Comunidade da Estiva.

Cristiane Silva Orlando, 23 anos; Maria Mikaela Guedes Nogueira, 20; e Thaynan Rodrigues de Sousa, 22, foram executadas a tiros por desconhecidos, fato que gerou uma onda de violência e protestos no bairro durante uma semana. Pelo menos, dois ônibus foram incendiados na região.

Conforme as autoridades, uma das mulheres, Cristiane Orlando, conhecida por “Alemão”, era traficante e comandava a venda de drogas na região. Já a jovem Mikaela Guedes Nogueira era irmã de uma das cinco vítimas de uma chacina ocorrida também na Estiva,  na noite de 11 de agosto do ano passado. O  jovem Márcio Guedes Nogueira foi fuzilado na presença da família. Ele era apontado como envolvido na morte de outro traficante do Serviluz, Márcio Rodrigues da Silva, o “Márcio da Pedra”, crime ocorrido dias antes da chacina e que teria motivado a matança. 

 

Fonte: CearáNews7


Written by Published in Últimas Noticias Novembro 08 2016

Três homens foram presos e um adolescente apreendido nesta segunda-feira (7) durante um sequestro-relâmpago no município de Maracanaú, Região Metropolitana de Fortaleza. Um dos suspeitos foi baleado em confronto com a polícia, e seu estado de saúde é considerado grave.

Segundo o tenente-coronel Océlio Alves, a quadrilha abordou um homem em um veículo na Avenida Almir Dutra, no Bairro Luzardo Viana. Os criminosos roubaram a vítima e exigiram que o condutor seguisse com o carro para retirar mais dinheiro no banco.

Durante o trajeto, o motorista colidiu com um carro da polícia que passava pelo local. Os policiais militares abordaram o veículo e os suspeitos tentaram fugir. Um dos homens foi preso no local.

Outros três suspeitos armados escaparam. Equipes da PM foram chamadas para reforçar a segurança e, após confronto, conseguiram prender a quadrilha. Um suspeito de 21 anos foi baleado. Ele foi levado ao Hospital de Maracanaú em estado grave.

O restante do grupo foi levado ao 28º Distrito Policial, em Maracanaú, onde foram autuados em flagrante pelo crime.

Fonte: G1- Ceará


Written by Published in Últimas Noticias Novembro 07 2016

A Escola Estadual de Educação Profissional Padre João Bosco de Lima foi destaque no ENEM por dois anos seguidos. Em 2014 foi referência nacional considerando-se os critérios socioeconômicos aliados a média do exame. No ENEM 2015, resultado que só foi divulgado no dia 31 de outubro de 2016 pelo INEP, a escola foi novamente destaque, tendo alcançado a média de 600 pontos na redação, ficando, nesta área do conhecimento, no topo das escolas profissionais da CREDE 20.

Outro ponto que merece destaque e que chamou a atenção da equipe editorial da TV WEB CARIRI foram as publicações de estudantes nas redes sociais, mencionando que Anderson Fonseca, professor de redação dos terceiros anos da EEEP Padre João Bosco de Lima, acertou novamente o tema da redação do ENEM.

A equipe então entrou em contato com o professor e escritor Anderson Fonseca para entender como é realizado seu trabalho com redação, e quais as razões que o levaram a acertar por três vezes consecutivas o tema da redação no Exame Nacional do Ensino Médio. Confira abaixo a entrevista.

TV WEB CARIRI - Anderson, por três anos seguidos, você acertou o tema da Redação do ENEM. Qual o segredo para isso?

Anderson Fonseca - Eu leio todos os jornais, não apenas publicações nacionais, como internacionais. Leio inclusive jornais e revistas que tenham opiniões diferentes entre si. Comparo e estabeleço o tema. Não leio sites de cursos de redação com listas de temas. Geralmente, eu formulo os meus.

TV WEB CARIRI - Em sala de aula, quais estratégias você utiliza para que os estudantes compreendam e assimilem cada tema trabalhado?

Anderson Fonseca - Fazemos uma lista de temas a partir do inicio de cada ano. Mostramos aos alunos e trabalhamos cada um. Documentários, debates, textos com propostas temáticas. Tudo isso para aprofundar a percepção do tema. Além disso, damos sugestões de pesquisa.

TV WEB CARIRI - Há quanto tempo você é professor de Redação?

Anderson Fonseca - Há 5 anos. Antes eu trabalhava como consultor literário. Eu auxiliava escritores na produção de seus livros com críticas textuais. Depois, decidi aplicar o mesmo método em aulas de redação voltadas para o Enem.

TV WEB CARIRI - Onde você trabalhava como consultor literário? A quais escritores prestou assessoria?

Anderson Fonseca - Eu trabalhava via Skype, em casa mesmo. Cheguei a prestar consultoria para autores como Renato Enssenfelder, colunista do jornal O Estadão (SP) e Elaine Pauvolid, resenhista do jornal O Globo. O site de consultoria era: http://afconsultoria.wixsite.com/afconsultoria

TV WEB CARIRI - Quais competências o aluno deve dominar para fazer uma boa redação no ENEM ou uma "redação nota mil"?

Anderson Fonseca - Primeiro, o aluno não deve ter como objetivo uma redação que seja nota mil, até porque não acredito nisso. Ele tem que ter como objetivo escrever uma redação de qualidade. Para isso deve ler bastante e escrever bastante, no mínimo três vezes por semana. Além disso, buscar autores como referência. Eu, por exemplo, lia muito os cientistas como Einstein, porque achava elegante a maneira como ele transmitia uma ideia tão complexa de forma tão simples.

TV WEB CARIRI - Você trabalhou na escola Padre Amorim, no distrito de Jamacaru (Missão Velha/CE), e hoje trabalha na EEEP Padre João Bosco de Lima em Mauriti/CE. É possível o estudante de escola pública ter notas em redação comparáveis ao aluno da escola particular?

Anderson Fonseca - Sim, é. Mas precisa de um estímulo constante. O que afeta em resultado, geralmente, é a baixa auto-estima, a não participação dos pais, e o não hábito de leitura. Quando esses fatores mudam, muda tudo. Além disso, o professor tem que estar apaixonado pelo que faz. Sou apaixonado por escrever e ensinar isso. Se houver ao menos esses dois fatores, paixão do professor pelo que ensina e um ambiente propício ao aprendizado, o aluno se dá bem.

TV WEB CARIRI - A escola em que você trabalha atualmente, a EEEP Padre João Bosco de Lima, foi destaque regional na CREDE 20 concernente à redação do ENEM 2015, com uma média de 600 pontos, e um crescimento de quase 70 pontos em relação ao ENEM 2014. A que você atribui este crescimento? É possível a escola mantê-lo?

Anderson Fonseca - A tendência é aumentar. Quando uma escola decide trabalhar redação desde o primeiro ano do ensino médio até o terceiro, o resultado se torna evidente. O maior obstáculo é vencido: cria um hábito de escrita. Depois, quando se acrescenta a esse movimento, concursos literários, estímulos à leitura, o efeito torna-se profundo. Os alunos não apenas passam a escrever como a interpretar o mundo cada vez melhor. O resultado, sem dúvida, se apresenta numa mudança na nota de redação.

TV WEB CARIRI - Acerca do tema da Redação ENEM 2016 "Caminhos para combater a intolerância religiosa no Brasil", na sua visão, por que é importante trabalhar essa temática?

Anderson Fonseca - Esse tema era o mais importante do ano, não importava se fosse religioso, político, ou até mesmo, racial. O importante era que ele caísse. Há muito tempo, não sei exatamente quantos anos, presenciamos cenas de violência contra praticantes de religião de origem africana, até mesmo entre cristãos e ateus. Porém, mais do que isso: a intolerância se acirrou entre esquerdistas e direitistas ao longo do governo Dilma. Também presenciamos, no Brasil, casos crescentes de violência contra homossexuais e contra negros. O Brasil é um país em que a barbárie é evidente. Era preciso, mais que necessário, discutir esse problema para combatê-lo. Desde o início do ano, apostávamos nesse tema, e trabalhamos arduamente com os alunos. Agora, é esperar que este tema tão importante seja o caminho para uma mudança e para a formação de um país pacífico.

TV WEB CARIRI - Você acertou por três anos seguidos o tema da Redação do ENEM. Como seus alunos reagiram a isso?

Anderson Fonseca - Alguns apresentaram surpresa, porque tem a impressão de que é como acertar na mega-sena. Outros pularam de alegria. Em ambos a sensação foi de confiança. Estar seguro do que faz, de defender um ponto de vista, porque conhece o assunto, é ótimo. Para mim é o efeito de um bom trabalho.

TV WEB CARIRI - Sobre seu curso particular, O Redação Nota Mil, qual o diferencial em relação aos outros cursinhos preparatórios para o ENEM?

Anderson Fonseca - Primeiro, sou o professor de redação mas também de atualidades. Eu preciso estar atento a tudo, até mais do que eles. Fora isso, sou escritor, escrevo artigos para jornais e livros. Ser um escritor faz diferença, significa que não apenas sei o lado teórico, mas domino o prático. E abrirei novas vagas [risos].

 

A TV WEB CARIRI agradece à entrevista, ao mesmo tempo em que abre espaço para suas considerações finais.

Anderson Fonseca - Obrigado a TV WEB CARIRI pela oportunidade de falar do meu trabalho. Acho isso ótimo para mostrar aos jovens e alunos que a qualificação do professor é o caminho para o sucesso do aluno.

 

 


Página 67 de 71

Commentários

Share on Myspace

Compartilhar

COMPARTILHAR

Previsão do Tempo em Mauriti-CE

Agenda Cultural do Cariri

  • bosco.jpg
  • master.jpg
  • 13.jpg
  • 15.jpg
  • 25.jpg
  • 42.jpg
  • damiao2.jpg
  • lora.jpg
  • lovyle.jpg
  • marcio.jpg
  • moto2.jpg
  • net.jpg
  • real2.jpg