Redação do Portal

Redação do Portal

O Corinthians confirmou, nesta sexta-feira (17), por meio da assessoria de imprensa do clube, o empréstimo do meia Marquinhos Gabriel ao Al Nasr, dos Emirados Árabes Unidos. A negociação foi concretizada por um ano e a equipe árabe deverá desembolsar quatro milhões de dólares (R$ 15,6 milhões na cotação atual) se quiser ficar com o atleta em definitivo.

Marquinhos Gabriel, de 28 anos, já não treinou com os companheiros nesta sexta no CT do Parque Ecológico, na zona leste de São Paulo. A última atuação do meia pelo time foi na derrota por 2 a 1 — de virada — contra Chapecoense, Na Arena Condá, em Chapecó, pelo Campeonato Brasileiro, quando marcou o gol da equipe alvinegra.

O jogador, que começou no futebol gaúcho, estado onde nasceu, chegou ao Corinthians em 2016, depois de passar por Santos, Palmeiras, Bahia e Sport, entre outros clubes. Marquinhos Gabriel disputou 102 partidas e marcou 13 gols pelo time alvinegro, além de participar das conquistas dos títulos paulista (2017/18) e brasileiro (2017).

 

Fonte: R7


O chamado “jump-scare” é quando um filme de terror usa uma cena de “isca” para que você preste atenção em um determinado ponto, que só serve de distração até que você seja surpreendido com um som repentino e alto ou com uma imagem grotesca — ou ambos juntos. O uso abusivo disso é considerado um tanto quanto pobre na narrativa de uma trama, pois, bem, qualquer um leva um susto se alguém chegar do nada gritando na orelha.

Na última semana, o conteúdo exibido no YouTube vinha mostrando um anúncio de seis segundos que não pôde ser evitado e traumatizou vários usuários. O vídeo começa com o ícone de volume em uma tela escura, como se alguém tivesse tomado conta do seu dispositivo. Em seguida, não há muito tempo para processar o que está acontecendo até que uma freira demoníaca toma conta do display, com aquele estrondo vindo do inferno para fazer o telespectador pular da cadeira — o tal jump-scare.

As críticas não demoraram a aparecer, porque uma coisa é você pagar para assistir um filme porque escolheu ser surpreendido por um possível jump-scare. Agora, outra é você ter que passar por isso involuntariamente — e algumas pessoas disseram até mesmo ter tido ataques ansiedade por conta dessa estratégia de marketing, digamos, um pouco mais agressiva.

O YouTube respondeu rapidamente às reclamações, via Twitter: “apreciamos você trazer isso à nossa atenção! Esse anúncio viola de forma chocante a nossa política de conteúdo e não será mais exibido como anúncio”. Há uma clara cláusula nas regras da plataforma sobre “promoções que podem chocar ou assustar”, que são consideradas como “conteúdo inapropriado”.

Os autores da campanha na verdade devem estar bem cientes de que isso aconteceria. Afinal, a melhor maneira de divulgar um longa de terror é dizer que ele foi censurado em algum lugar. Neste caso, “muito forte para o YouTube” talvez cause muito mais barulho do que um anúncio mais caro e elaborado.

Ah, sim, o filme segue as aventuras fantasmagóricas baseadas na vida dos investigadores paranormais Ed e Lorraine Warren, que ultimamente têm aparecido bastante, na franquia “Invocação do Mal” e nos spin-offs com "Annabelle”.  “A Freira”, dirigido por Corin Hardy, estreia por aqui no dia 6 de setembro.

 

Fonte: TecMundo


Em 2002, o renomado cientista Phillip Sharp cofundou a Alnylam Pharmaceuticals quando ficou sabendo de uma descoberta intrigante: pesquisadores tinham descoberto como “silenciar” mensagens biológicas transmitidas pelo código genético em vermes.

Dezesseis anos e cerca de US$ 2 bilhões em gastos com pesquisa mais tarde, a Alnylam transformou o conceito, chamado RNA de interferência, ou RNAi, em um tratamento para pessoas com uma doença genética rara e mortal. Este é o primeiro tratamento de RNAi já aprovado e um pequeno triunfo do domínio da humanidade sobre sua própria genética.

É também uma história que serve como advertência, porque relata a longa luta para transformar um avanço científico em um tratamento, e é uma lição para as empresas que trabalham com as tecnologias médicas mais comentadas da atualidade, como a ferramenta de edição de genes Crispr.

“Projete um longo caminho pela frente”, disse Sharp, em uma entrevista.

Quando os pioneiros do RNAi Craig Mello e Andrew Fire ganharam o Prêmio Nobel em 2006, os analistas projetaram que remédios contra o câncer e outros transtornos faturariam bilhões de dólares em vendas e dezenas de empresas entraram no páreo. A maioria delas abandonou suas iniciativas durante a década seguinte.

O tratamento da Alnylam, Onpattro, foi aprovado pela Administração de Alimentos e Medicamentos dos EUA (FDA, na sigla em inglês) na sexta-feira. Ele bloqueia, ou silencia, temporariamente as mensagens transportadas por genes defeituosos que causam uma doença chamada amiloidose hereditária mediada por transtirretina (amiloidose ATTRh). Causada por um gene defeituoso, a amiloidose ATTRh chega a afetar 50.000 pessoas em todo o mundo.

A aprovação pela FDA é um marco histórico, mas foi mais limitada do que muitos esperavam: por enquanto, apenas um pequeno subconjunto de pacientes que sofrem danos neurais causados pela doença estáqualificado para receber Onpattro – cerca de 3.000 indivíduos nos EUA. No entanto, ela abre a porta para mais tratamentos e finalmente validou os anos de empenho da Alnylam.

Liderança inicial

A liderança inicial do Onpattro em pacientes com amiloidose ATTRh pode não durar muito tempo. A FDA tem programado decidir sobre um rival direto elaborado pela Ionis Pharmaceuticals, o Tegsedi, no início de outubro. Além disso, comprovou-se que o tafamidis, da Pfizer, que funciona através de um mecanismo diferente, melhora a sobrevivência.

Espera-se que o mundo dos tratamentos de RNAi se expanda agora que o primeiro remédio foi aprovado. O Onpattro, também conhecido por seu nome químico, patisiran, não levantou nenhuma preocupação de segurança, e a FDA não exigiu nenhum programa especial para monitorar ou reduzir riscos.

“A aprovação do patisiran é o começo de algo grande”, disse Steven Breazzano, analista da Evercore ISI, que recomenda manter as ações da Alnylam. “Enquanto alguns esperavam que não tivesse demorado tanto, para as novas modalidades terapêuticas, a realidade é que a primeira de um campo nunca é rápida nem fácil.”

 

Fonte: msn


A PGR (Procuradoria Geral da República) anexou documentos enviados ao Brasil por autoridades suíças ao inquérito que investiga supostos pagamentos da Odebrecht para o senador José Serra (PSDB). As investigações apontam que o dinheiro seria usado em campanhas do tucano. As informações são do jornal O Globo.

Os documentos ainda destacam que uma empresa já mencionada pela Odebrecht como fornecedora de propina fez repasses de 400 mil euros a uma conta na Suíça. Entre os administradores da conta estaria Verônica Serra, filha do senador.

Os documentos chegaram ao Brasil no fim de julho e segundo a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, abrem espaço para que as investigações sobre a suspeita de caixa 2 continuem.

Em nota, o senador José Serra afirmou ao Globo que rejeita a possibilidade de haver qualquer ilegalidade envolvendo o nome de sua filha e reafirmou que jamais recebeu nenhum tipo de vantagem indevida ao longo de sua vida pública.

Os documentos

Em 2017, Luis Eduardo Soares, executivo da Odebrecht, disse, em sua delação, que a offshore Circle Technical Company era usada pela Odebrecht para repassar propinas referentes às obras da Linha 2 do Metrô, do Rodoanel e da interligação da rodovia Carvalho Pinto.

Nos documentos enviados pela Suíça à PGR, é possível identificar 2 depósitos da Circle na conta Firenze 3026, no Arner Bank, na Suíça. Essa conta pertence à offshore Dormunt International, do Panamá, justamente a que tem Verônica como uma de suas administradoras.

 

Fonte: msn


O presidente Florentino Pérez está incomodado por ainda não ter encontrado um substituto para Cristiano Ronaldo no Real Madrid. Faltando menos de duas semanas para o fechamento da janela de transferências, o presidente do clube merengue estaria disposto a fazer uma loucura, de acordo com o jornal Sport: pagar 300 milhões de euros por Neymar, caso o Paris Saint-Germain se veja obrigado a colocar o brasileiro no mercado.

O clube francês está sendo investigado pela Uefa, por suposto desrespeito ao Fair Play Financeiro. Os resultados das investigações devem ser divulgados até o fim do mês.

É neste cenário que Florentino Pérez atuaria. De acordo com o periódico, o mandatário ofereceria 300 milhões de euros por Neymar, em caso de punição ao PSG.

Este seria o motivo pelo qual o Real Madrid ainda não investiu em um grande craque na janela, desde a ida de Cristiano Ronaldo para a Juventus.

A derrota para o Atlético de Madri na decisão da Supercopa pode acelerar a chegada de reforços ao Real. Além de um atacante, o técnico Lopetegui teria pedido um meio-campista e um lateral-esquerdo.

 

Fonte: msn


Kofi Annan, ex-secretário-geral da ONU que ganhou o Prêmio Nobel da Paz pelo trabalho humanitário, morreu aos 80 anos, segundo diplomatas internacionais. As informações são da BBC News.

Annan foi o primeiro negro africano a assumir o papel de principal diplomata do mundo, cumprindo dois mandatos de 1997 a 2006.

Anos depois, Annan serviu como enviado especial da ONU para a Síria, liderando os esforços para encontrar uma solução pacífica para o conflito.

 

Fonte: msn


 

O Palmeiras venceu o Bahia por 1 a 0, nesta quinta-feira (16), no Pacaembu, no jogo de volta das quartas de final da Copa do Brasil, e garantiu a última vaga das semifinais da competição.

Os destaques da partida ficaram para o goleiro Anderson, do Bahia, que fez grandes defesas ao longo dos 90 minutos, e Dudu, que marcou o gol da vitória palmeirense.

Na próxima fase, o time de Felipão vai encarar o Cruzeiro, que, na quarta, superou o Santos nos pênaltis e garantiu sua vaga.

A outra chave ficará por conta de Flamengo e Corinthians, que passaram por Grêmio e Chapecoense, respectivamente.

Palmeiras e Bahia fazem 1º tempo disputado

Aos três minutos de jogo, após troca de passes, Borja foi acionado na cara do gol e chutou na saída de Anderson, mas mandou para fora e perdeu boa chance.

Aos 13, o Bahia quase abriu o placar. Zé Rafael fez boa jogada pelo meio e acionou Léo, que cruzou rasteiro. Na pequena área, Edigar Junio completou para a trave e, na sobra, Gilberto chutou a bola nas costas do colega de ataque.

O Tricolor voltou a levar perigo aos 25, quando Zé Rafael recebeu passe pela entrada da área e chutou de primeira, mas mandou para fora. A bola passou perto.

No lance seguinte, foi a vez do Palmeiras perder outra chance. Willian recebeu enfiada pelo meio, invadiu a área, deixou o zagueiro no chão e chutou rasteiro. Anderson saiu muito bem e fez grande defesa.

O goleiro Anderson brilhou mais uma vez aos 35. Após cobrança de falta rápida, Moisés recebeu na cara do gol e tentou vencer Anderson, que novamente saiu bem e impediu o gol palmeirense.

Após boa tabela aos 38 minutos, Vinícius recebeu pela entrada da área e chutou colocado, mas Weverton fez boa defesa.

Aos 39, Mayke recebeu passe de Borja na área e chutou. A bola desviou em Lucas Fonseca e bateu na trave.

A equipe de Felipão voltou a perder uma chance para marcar aos 45: após cruzamento pela direita e desvio de Moisés, Antônio Carlos apareceu sozinho na pequena área, mas furou e mandou para fora.

No lance seguinte, Bruno Henrique arriscou chute com força, mas Anderson defendeu com segurança.

Em 2º tempo morno, Palmeiras consegue a vitória

O Verdão foi melhor que o Tricolor de Aço na etapa final, que teve menos chances que os primeiros 45 minutos.

Willian pegou sobra aos seis minutos e chutou com força, mas mandou pouco acima do gol de Anderson.

Aos 29, o Palmeiras chegou ao gol. Mayke fez boa tabela com Moisés e cruzou na cabeça de Dudu, que, sozinho, completou para o fundo do gol.

Aos 34, Dudu quase amplioui. Em contra-ataque, ele recebeu pela esquerda, carregou para o meio e chutou colocado, mas mandou para fora.

Zé Rafael teve ótima chance para empatar aos 44, em cobrança de falta pela esquerda. No entanto, ele tentou o chute colocado e mandou para fora, sem muito perigo ao gol de Weverton.

Nos últimos minutos, aos 46, após cruzamento de Régis e bate-rebate na área, a zaga do Palmeiras afastou o perigo.

 

Fonte: R7

 


Depois da derrota, a análise. No terceiro amistoso contra os Estados Unidos, o Brasil mostrou claros sinais de evolução. No primeiro momento, inclusive, chegou a empolgar. Mas, em meio à busca pela melhor forma, faltou fôlego para manter o ritmo até o fim. Ainda assim, José Roberto Guimarães vê motivos para confiar em dias melhores rumo ao Mundial, no fim de setembro.

- Esse jogo já mostrou para gente uma evolução do sistema defensivo como um todo, do bloqueio-defesa, da adaptação à velocidade do jogo americano. A gente sentiu que ainda falta um pouco de agressividade em alguns fundamentos. Nós podemos melhorar no saque, no bloqueio. E, principalmente, quando quebramos o passe (dos EUA), não transformamos isso numa situação boa para o nosso time. Mas gostei da dinâmica do jogo, de como aconteceram as coisas, do começo ao fim. Eu acho que o caminho é esse. Fazer musculação, não tirar o pé do treinamento, porque precisamos cada vez mais melhorar o ritmo e aumentar a nossa intensidade.

A leitura do jogo traduz os motivos da derrota. Depois de um começo muito bom, o Brasil perdeu intensidade e voltou a errar. No tie-break, porém, mostrou força para buscar o empate e quase conseguiu a vitória. Um alento, na visão do treinador.

- Logicamente, gostei mais do primeiro set. No segundo, a gente já sentiu o time com mais dificuldade. No terceiro, já caímos de produção. O quarto foi o pior set que a gente fez, com inúmeros erros. E o quinto, conseguimos retomar depois de eles saírem muito na frente. Isso me dá o alento de saber que o time tem força para seguir jogando.

Um fato a ser comemorado foi a volta de Thaísa ao time titular. A central, que já havia entrado no decorrer do primeiro amistoso, sentiu a falta de ritmo, como todo o time. Mas festejou estar dentro de quadra desde o início.

- Eu ainda não estou no ritmo das meninas, estou um pouco atrás. Tem coisa também de acerto de tempo de bola, em alguns momentos não acertamos muito bem. Mas isso é treinamento, é jogo pós-jogo, fiquei muito tempo fora. É ter paciência, manter a cabeça no lugar para não se abater no momento que errar. Ver os pontos que precisamos melhorar e trabalhar. Não dá para parar. Já, já, tenho certeza que vamos chegar. Já está melhor do que estava. Sendo bem crítica, fico brava porque sei do que posso fazer. Mas fico feliz porque sei que está a cada melhor.

O Brasil faz seu último amistoso contra os Estados Unidos neste sábado. As duas seleções fecham a série de duelos no Maracanãzinho, às 19h30, com transmissão ao vivo do SporTV e cobertura em tempo real do GloboEsporte.com.

 

Fonte: globoesporte


O cofundador do WhatsApp, Jan Koum, anunciou em abril que estava deixando o Facebook para tirar uma folga. Ele disse que queria dar um rolê para “colecionar Porsches refrigerados” e jogar frisbee. Mas, segundo o Wall Street Journal, ele continua aparecendo na empresa. Na verdade, ele nem faz mais nada, só vai para embolsar a bagatela de US$ 450 milhões. Essa é a vida de quem se deu bem e ainda tem a receber cotas da venda para a companhia de Mark Zuckerberg.

 

Koum ainda tem duas "parcelinhas" de milhões de dólares para receber do Facebook

O termo “vesting” foi popularizado com a chegada das startups. É quando você recebe sobre a aquisição progressiva de direitos sobre o negócio. E como as pequenas companhias de tecnologia que se tornam gigantes do setor costumam render muita grana, esse conceito ganhou um complemento, o “resting”, que significa “trabalhar descansando”. Ou seja, “resting and vesting” é ainda estar ligado a uma empresa por questões contratuais e passear de vez em quando só para receber, sem fazer mais parte, efetivamente, do funcionamento geral da mesma.

É isso que Koum, e vários outros jovens milionários e bilionários, vêm fazendo no Vale do Silício — e isso até já foi tema de um episódio do seriado “Silicon Valley”. Os caras só dão as caras para fazer figuração e colher os frutos que ainda seguem rendendo por aí. Como o WhatsApp foi vendido por US$ 19 bilhões em 2014 e Koum ainda não recebeu tudo — “somente” US$ 7,1 bilhões—, então falta um naco das 20 milhões de ações restritas que ele vem recebendo desde que fechou a transação.

Como o executivo precisa “trabalhar” para receber, é o que ele tem feito nos últimos quatro anos: “resting and vesting”, de tempos em tempos. Agora, essa mamata vai acabar, com mais duas parcelas, uma que vence neste mês e outra que será paga em novembro. Mas acho que Koum não deve estar ligando muito para isso, até porque “só” com US$ 450 milhões já dá para comprar alguns Porsches.

Insiders dizem que a prática é comum entre engenheiros e desenvolvedores importantes

“Recebi de várias pessoas, incluindo da Google X (divisão experimental), fotos delas em cima de telhados, fazendo nada, com hashtags como #unassigned (não atribuído a algum serviço) e #restandvest. Isso realmente acontece e, aparentemente, com certa frequência”, diz Josh Brener, ator que interpreta um desses sortudos na série “Sillicon Valley”.

De acordo com o Business Insider, o Facebook tem até um programa discreto chamado de “discretionary equity” (equidade discricionária), normalmente distribuída para engenheiros, desenvolvedores e executivos do alto escalão, que desenvolveram trabalhos excepcionais. Essa é uma forma de agradar os funcionários e mantê-los na companhia enquanto eles têm um papel importante e de evitar problemas de judiciais.

Nada mal, não?

 

Fonte: TecMundo


Beto Falcão (Emilio Dantas) vai se sentir mal depois de revelar na novela "Segundo Sol" que forjou sua morte. O ex-ídolo do axé admite ter se passado por morto durante o julgamento de Luzia (Giovanna Antonelli) e acaba preso. Na cadeia e em uma cela lotada, ele sofre ao saber que sua casa foi atingida com pedradas por fãs revoltados. As cenas começam a ir ao ar dia 29, antecipa o colunista de TV Daniel Castro. Quando a verdade vem à tona, o músico ajuda a inocentar a mãe de seu filho pela morte de Edilei (Paulo Borges), ex da mocinha.

'Morra, Beto!', grita Gorete

A revelação feita pelo filho de Dodô (José de Abreu) logo chega à internet no mesmo momento em que Gorete (Thalita Carauta) estiver à frente de um tributo ao cunhado. Furiosos com a farsa, os admiradores de Beto tacam garrafas e latas no palco do show que receberia um tributo. A própria noiva de Clóvis (Luis Lobianco) se revolta com a mentira e ajuda a depredar o local. "Morra, Beto Falcão", esbraveja. A revelação feita pelo músico surpreende a família, que estará em casa vendo TV. Não demora muito para um pedra atingir a janela da casa. "Beto Falcão! Mentiroso e ladrão", gritam pessoas. "Satisfeito, agora, Dodô?", questiona Naná (Arlete Salles), que terá convencido o marido a lhe dividir com Nestor (Francisco Cuoco). "Claro que não, não posso ficar satisfeito com meu filho sendo atacado assim! Mas aliviado eu tou, sim, acabou a mentira", rebate o mulherengo.

'A Bahia parou!', alerta Dodô

Ao mesmo tempo que Beto é levado para a prisão, a revolta dos seus fãs aumenta. De pedras a ovos, passando por tomates vão atingir a casa dos Falcão. "Ó lá, tão mostrando a rua em frente ao fórum, ó quanta gente...", diz Ionan (Armando Babaioff), pai do filho de Maura (Nanda Costa), com quem vai ter um caso. "Vixe, aumente o som... A Bahia parou", se desespera o patriarca. O músico fica sabendo dos ataques quando receber a visita desse irmão e se inconforma.

Luzia é a principal suspeita da morte de Remy

Após ser inocentada, a ex-marisqueira se envolve em outro problema. Remy (Vladimir Brichta) aparece morto ao seu lado em uma pensão e Beto ao vê-la segurando a faca usando no crime desconfia ser ela a assassina. Mas Laureta (Adriana Esteves) assumirá para Karola (Deborah Secco) ser a mandante do crime. "Tá morto, pronto, acabou-se o que era doce! Agora é tarde pra se arrepender, engole esse choro, anda!", dispara. Ao mesmo tempo, a DJ Ariella decide se unir a Roberval (Fabricio Boliveira) e Galdino (Narcival Rubens) contra as vilãs.

 

Fonte: msn


Página 1 de 457

Commentários

Share on Myspace

Compartilhar

COMPARTILHAR

Previsão do Tempo em Mauriti-CE

Agenda Cultural do Cariri

  • felix.jpg
  • juazeiro.jpg
  • 13.jpg
  • 15.jpg
  • 25.jpg
  • 42.jpg
  • damiao2.jpg
  • lora.jpg
  • lovyle.jpg
  • marcio.jpg
  • moto2.jpg
  • net.jpg