Redação do Portal

Redação do Portal

Depois de tantos vazamentos, praticamente tudo sobre os próximos Google Pixel 3Pixel 3 XL parece ter sido revelado. Agora, uma nova leva de imagens obtidas pela publicação Nieuwe Mobiel mostrou até mesmo como deve ficar o visual dos aparelhos quando eles estiverem protegidos por uma capinha.

É possível ver detalhes tanto da traseira como da parte frontal, embora eles não entreguem nada de inesperado. Ao que tudo indica, o modelo com a tela maior terá os cantos da tela curvados e o controverso ‘entalhe’ na parte superior. Enquanto isso, a versão menor parece manter as bordas, apostando em um design mais tradicional.

 

 

Caso siga a linha de seus modelos anteriores, a Google não deve fazer mudanças de especificações internas ou na qualidade das câmeras de cada um dos modelos. A única diferença será mesmo no tamanho da tela, dando opções para quem prefere celulares menores ou maiores.

Há algumas semanas, uma publicação russa obteve um protótipo do dispositivo antes da hora e divulgou praticamente todos os detalhes sobre ele. Também ficamos sabendo que a Google deve usar vídeos de youtubers criticando o design do Pixel 3 para promover o lançamento. Tudo isso será esclarecido no dia 9 de outubro, quando acontece o anúncio oficial, em um evento que terá cobertura completa aqui no TecMundo.

 

Fonte: Tecmundo

 


Anitta explicou, nesta segunda-feira (17), sua ausência das redes sociais nos dias anteriores.

A cantora, que chegou a um acordo judicial com sua ex-empresária após 4 anos de processos, contou ter ficado uma semana sem celular.

"Eu fiquei um pouquinho out da net, foi tão gostoso, gente... Fiquei meditando, rezando uma semaninha. Foi delícia, numa conexão com a natureza que me senti tão vibes. Me senti tão mara...", afirmou em tom bem-humorado a artista, cuja separação do empresário Thiago Magalhães teria ocorrido pela incompatibilidade de rotinas.

No entanto, ela explicou que o "prazo" da detox havia acabado: "Tudo que é mara tem um limite. Teve um momento que fiquei um pouco agoniada, que foi agora, hoje".

'Semana de purificação', define ela

A intérprete do hit Medicina explicou que o momento offline ainda envolveu uma mudança na alimentação, valorizando alimentos saudáveis e de origem natural.

"Mas brincadeiras à parte, foi uma delícia... Eu já tinha marcado há um tempo e foi uma semana de purificação, você só bebe coisas naturais, suco, água, come coisas leves e só reza. E não faz nada que não seja isso. Foi muito legal, eu adorei. Mas eu também adoro estar aqui. E tá tudo bem ser um pouquinho de cada coisa", ponderou a nova jurada do La Voz México, programa no qual ensinou a fazer quadradinho em um dos teasers.

Fonte: R7

 

 


Um dos líderes do assalto milionário ao Banco Central em Fortaleza, Raimundo Laurindo Barbosa Neto foi preso nesta terça-feira, 18, em Boa Viagem, a 222 quilômetros de Fortaleza, 13 anos depois do crime.

A prisão foi feita pela Polícia Civil, que investiga Raimundo Laurindo por integrar grupo criminoso especializado em roubo a instituições financeiras e a veículos de transportes de valores. Raimundo fez exames de corpo de delito e foi transferido para Fortaleza. 

O assalto ao Banco Central aconteceu em agosto de 2005, quando uma quadrilha roubou R$ 164,7 milhões, através de um túnel de 80 metros. Raimundo foi julgado pela participação no crime e condenado a 17 anos de prisão em regime fechado.

A 11ª Vara da Justiça Federal no Ceará expediu, além da condenação de Raimundo, sentença para Antônio Jussivan Alves dos Santos, o Alemão, de 49 anos e dois meses de reclusão, pagamento de multa de R$ 6,5 milhões e perdimento de todos os bens apreendidos.

Na mesma sentença, o juiz federal Danilo Fontenelle Sampaio condenou a uma pena idêntica o réu Marcos Rogério Machado de Morais, mas julgou improcedente a denúncia em relação a Josiel Lopes Cordeiro e Tadeu de Souza Matos.

Outros 15 réus já foram sentenciados pelo maior furto já praticado no Brasil. Os supostos 36 integrantes do núcleo original da quadrilha subtraíram R$ 164.755.150,00 em notas de R$ 50. Foram recuperados em dinheiro, bens móveis e imóveis, cerca de R$ 45 milhões, mais os bens de Alemão, que ainda não foram avaliados.

Seis suspeitos continuam foragidos, e quatro ainda não foram identificados. O assalto ao Banco Central acumula 15 ações penais, somando mais de 150 volumes.

Fonte: O Estadão

 


Um homem foi vítima de tentativa de homicídio na segunda-feira (17) no bairro do Pinheiro, em Maceió. Segundo a polícia, ele foi socorrido por familiares ao Hospital Geral do Estado (HGE), no Trapiche.

De acordo com informações do 4º Batalhão da Polícia Militar (4ºBPM), a vítima identificada como Hidelbrando Martins Cazuza, 39, foi atingido por três tiros. A polícia não informou onde a vítima foi atingida.

Os autores dos disparos, que segundo testemunhas estavam em um carro Ford Ka de cor prata, fugiram após o crime. A polícia fez buscas na região, mas não localizou o suspeito.

 

Fonte: G1-AL


Um ciclista de 52 anos morreu atropelado na noite desta segunda-feira (17) ao tentar atravessar a Avenida Washington Soares, no Bairro Messejana, em Fortaleza.

Segundo a Polícia Rodoviária Estadual (PRE), o homem tentou atravessar a avenida a poucos metros da faixa de pedestres. No entanto, ele foi atingido por um carro no meio da via.

A PRE informou que o condutor estava dentro do limite de velocidade permitido na via, que é de 60km/h. Ele foi submetido ao teste do bafômetro, e o resultado deu negativo para a ingestão de bebida alcoólica.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado pelo próprio motorista. No entanto, ao chegar ao local, o socorro já constatou que o ciclista estava morto.

 

Fonte: G1-CE


Um policial militar atropelou e matou um ciclista em Fortaleza na manhã desta terça-feira (18), quando atendia a uma ocorrência policial, de acordo com a Secretaria de Segurança Pública. O acidente ocorreu no atropelamento seguido de morte, envolvendo um policial militar, são conduzidas pelo 7° Distrito Policial.

O caso ocorreu na Rua Lucas Pinto com Avenida Presidente Castelo Branco (Leste-Oeste), no bairro Cristo Redentor, na capital cearense.

Na colisão, José Lavor de Oliveira Filho (58), bateu com a cabeça no chão, chegou a receber os primeiros atendimentos por equipes do Samu e médicos do Exército Brasileiro (EB) que passavam na via, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

De acordo com a Secretaria da Segurança, o policial sofreu lesão no rosto e foi socorrido para uma unidade de saúde, onde recebeu atendimentos médicos. Após ser medicado, se dirigiu para a delegacia, onde prestou esclarecimentos. Um inquérito foi instaurado para apuração do caso.

 

Fonte: G1-CE


Depois da queda nas pesquisas, a campanha da candidata da Rede, Marina Silva, decidiu mudar o foco para atrair o chamado "voto útil". Para isso, Marina deve se apresentar como a candidata que teria a capacidade de fazer um governo de transição com duração de apenas 4 anos e sem reeleição.

Em entrevistas, Marina já tinha afirmado que não disputaria a reeleição. Mas com esse novo enfoque, de que será um período de transição, Marina tenta atrair um novo eleitorado que está insatisfeito com a radicalização e a polarização entre o PT e Bolsonaro.

A tentativa é de apresentar Marina como a candidata capacitada para evitar uma disputa de extremos, com um discurso de pacificação e conciliação da política brasileira.

A avaliação interna é que ficou mais difícil recuperar esse eleitor do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que já foi para o candidato petista Fernando Haddad. Por isso, a ordem é de buscar o eleitor mais moderado.

 

Fonte: G1


Dentro do comitê de Geraldo Alckmin (PSDB), o estado de preocupação já passou para o de apreensão e pode atingir o de desespero se ele cair mais nas pesquisas. Para evitar esse cenário, aliados do candidato tucano dizem que ele não pode repetir, de forma antecipada, o erro de Aécio Neves na última eleição, que perdeu em Minas e deixou de ganhar a disputa eleitoral.

Atrás de Jair Bolsonaro (PSL) nas pesquisas em São Paulo, Alckmin está sendo aconselhado a reforçar a campanha no seu quintal. E também no do seu vizinho, Minas Gerais, onde tem um desempenho sofrível, mesmo com Antônio Anastasia, tucano, liderando as pesquisas para o governo mineiro.

Se não reagir nesses estados, suas chances são nulas. Na avaliação de interlocutores do tucano, ele superestimou sua força em São Paulo e acreditou que seu desempenho entre os paulistas daria um salto com o início oficial da campanha, gerando uma onda que poderia se estender a outras regiões.

Só que isso não aconteceu e agora Alckmin, segundo aliados, vai correr atrás do tempo perdido num momento delicado da eleição. E não tem outra saída. Centrar o foco em São Paulo e Minas, estados em que os tucanos sempre tiveram bons resultados, é estratégico para frear a queda nas pesquisas e tentar uma reação na última semana da eleição.

Os tucanos ainda lembram a virada de Aécio em 2014, quando passou Marina Silva no finalzinho do primeiro turno, como uma última esperança. Só que, na época, o tucano mineiro conseguiu um bom desempenho em São Paulo, o que Alckmin não está repetindo até agora. E Alckmin perde em Minas, ficando na lanterna entre os principais candidatos a presidente.

Estratégias dos rivais

Enquanto isso, Ciro Gomes (PDT) quer se colocar no papel imaginado por Alckmin, do candidato que pode se beneficiar do voto útil dos eleitores que não querem nem Bolsonaro nem Fernando Haddad no segundo turno.

Na busca de evitar se distanciar de Haddad nas próximas pesquisas, Ciro vai intensificar os ataques contra o petista. Ele não tem outra saída, segundo seus aliados, porque Haddad, depois de tirar votos de Marina, pode também tirar os do candidato do PDT. Já até tirou em parte, mas interlocutores de Ciro dizem que é preciso estancar esse processo.

Já Bolsonaro e Haddad, considerados hoje favoritos para chegarem ao segundo turno, acertam suas estratégias para a reta final. De olho nas pesquisas desta semana, o candidato do PSL quer reduzir sua rejeição, principalmente entre mulheres, usando gravação com sua filha mais nova.

O capitão reformado do Exército quer também atrair o voto anti-PT no momento em que Haddad sobe nas pesquisas. Bolsonaro quer reforçar o discurso de que só ele pode evitar a volta do PT ao poder. Seus aliados já falam na possibilidade de ganharem no primeiro turno, mas para isso precisam diminuir a rejeição do eleitorado a Bolsonaro, o que não é tarefa fácil.

Fernando Haddad, do seu lado, confiante de que estará no segundo lugar isolado nas próximas pesquisas, vai seguir no discurso de pacificação e união da esquerda no segundo turno, fazendo acenos até na direção de alas do PSDB. Ele conta com uma proximidade com ex-presidente Fernando Henrique Cardoso para atingir seu objetivo.

 

Fonte: G1


O candidato da coligação “O Brasil Feliz de Novo”, do PT, PCdoB e Pros, à Presidência da República, Fernando Haddad recusou-se, ontem, a fazer críticas a políticos de centro-esquerda que podem vir a compor o seu governo. Durante sabatina do UOL, Folha e SBT, o ex-prefeito de São Paulo disse não ser sectário e que quer o apoio do presidenciável Ciro Gomes, do PDT, no segundo turno e no seu governo. “Lutei e continuarei lutando para que estejamos juntos. Não foi possível no primeiro turno, será no segundo e mais ainda no governo”, afirmou Haddad. “Você está falando com uma pessoa que não tem nada de sectário. Você está falando com uma pessoa que vai ajudar a construir um amplo campo de apoio democrático e popular para um projeto comum”, completou.

A afirmação foi feita ao ser perguntado sobre a crítica de Ciro Gomes, que declarou, em entrevista, que Haddad vai governar o Brasil “por procuração”. Segundo o petista, foi ele quem mais buscou aproximação com “todas as partes da centro-esquerda para lutar contra esse obscurantismo que esta solto” e uma aliança com Ciro para a disputa em primeiro turno. Explicou ainda ser amigo do pedetista e o que o estima muito, tanto assim que o convidou para compor a chapa com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. “Não é bacana em função da disputa no primeiro turno ficar rebaixando os demais. Se você quer saber, vou enaltecer as pessoas de centro-esquerda porque quero estar com elas num segundo turno e no governo. Você não vai ouvir nada de desabonador de mim de pessoas que acho que comporão o governo e vão salvar o Brasil dessa crise”, ressaltou.

Sobre a possibilidade disputar o segundo turno com o presidenciável Jair Bolsonaro, do PSL, o candidato petista não descartou um eventual apoio do PSDB, pois “existe aquele apoio para evitar um mal maior”. Para Haddad, a autocrítica feita pelo ex-presidente do PSDB, senador Tasso Jereissati, em entrevista ao jornal ‘O Estado de S. Paulo’, “é muito importante e constrói possibilidade de diálogo depois das eleições”. Tasso Jereissati admitiu que o partido errou em questionar a reeleição da presidente Dilma Rousseff; em votar contra princípios básicos só para ser contra o PT e embarcar no governo Michel Temer. Haddad destacou que conversar com todos os setores faz parte de sua personalidade.

Na sabatina, Fernando Haddad ainda disse que todos os funcionários de seu governo vão “ter que rezar pela cartilha da democracia”. Para ele, as declarações polêmicas de militares a respeito da crise política no Brasil acontecem porque o país tem “um presidente sem nenhuma autoridade e muita gente fala pelos cotovelos”. O candidato disse que não vai haver tolerância com funcionários públicos que defendam uma intervenção militar. “Quem estiver abaixo da autoridade da Presidência da República, vai ter que defender a cartilha da democracia”, garantiu.

 Fonte: Terra


As boas atuações de Vinicius Junior no Real Madrid B vêm levando a imprensa espanhola a gerar expectativa sobre o possível uso do jovem no time principal merengue. Mas o técnico Julen Lopetegui deixa claro que prefere a cautela quanto aos próximos passos do ex-jogador do Flamengo, como apontou em entrevista coletiva nesta terça-feira.

Na véspera da estreia do Real Madrid na Liga dos Campeões, diante da Roma, o treinador foi questionado sobre um possível espaço para o jovem de 18 anos no elenco principal. Mas deu uma resposta um tanto quanto evasiva.

- Vinicius é um garoto muito jovem, que está competindo bem no Castilla. Quando entedermos que possa nos ajudar, decidiremos - disse o técnico.

O jovem de 18 anos vem tendo sua estreia cotada para as próximas semanas, de acordo com a imprensa espanhola. O Real terá o calendário apertado, com partidas nos fins e nos meios de semana, - e a expectativa é que atletas mais jovens tenham espaço no esquema de rodízio de jogadores, costumeiro nos gigantes europeus. Vinicius, então, poderia ser relacionado e enfim atuar pelo time principal.

Lopetegui também falou sobre a expectativa de estrear em uma competição que o Real Madrid conquistou quatro vezes nos últimos cinco anos, podendo levar o tetracampeonato nesta temporada. O técnico disse que o time não pode se manter "na sombra" e deve ter confiança que é possível ser campeão. E também tratou sobre o fato de jogar sem Cristiano Ronaldo.

- Somente nos concentramos em nossos jogadores, em nosso elenco, que está preparado para lutar pela Champions. Com todo o respeito aos que foram grandes, mas não estão aqui - disse.

 

Fonte: Globo Esporte 


Página 7 de 495

Commentários

Share on Myspace

Compartilhar

COMPARTILHAR

Previsão do Tempo em Mauriti-CE

Agenda Cultural do Cariri

  • felix.jpg
  • juazeiro.jpg
  • 13.jpg
  • 25.jpg
  • 42.jpg
  • damiao2.jpg
  • lora.jpg
  • lovyle.jpg
  • moto2.jpg
  • net.jpg