Um menor foi apreendido no município de Juazeiro do Norte quando se preparava para arremessar um pacote com aparelhos celulares sobre o muro da Cadeia Pública da cidade. A captura foi realizada por uma composição da Polícia Militar do Estado do Ceará (PMCE), nessa segunda-feira (17).

O adolescente de 17 anos, que não possuía antecedentes criminais, foi avistado em atitude suspeita quando estava se escondendo próximo a alguns tijolos, do lado de fora da unidade prisional. Ao perceber a aproximação da Polícia, o infrator empreendeu fuga. Durante o fato, os policiais viram o infrator se livrando de uma sacola, contendo três aparelhos celulares, duas baterias e dois carregadores. O material foi apreendido pela composição. Durante a fuga, o suspeito chegou a se chocar contra o tronco de uma árvore e fraturou o fêmur da perna direita. Posteriormente, foi conduzido até uma unidade de saúde, onde está sob custódia policial. Ao ser indagado, o adolescente informou que uma mulher havia lhe incumbido o serviço e que ele receberia uma quantia de R$ 200,00, após concluir a ação.

O menor agora responderá a um ato infracional pelo artigo 349-A, do Código Penal Brasileiro, que consiste em favorecimento real por facilitar ou auxiliar a entrada de aparelho telefônico em estabelecimento prisional.

 

Fonte: Okariri


Os pagamentos de alguns servidores municipais, há meses vêm sendo realizados fora do calendário previsto. Na manhã de hoje (18), servidores da educação, saúde e infraestrutura paralisaram suas atividades e saíram em protesto por algumas ruas da cidade, dirigindo-se até o fórum municipal para tratarem do assunto com o promotor de justiça e o juiz de direito do município de Mauriti.

De acordo com as informações dos próprios docentes, o calendário de pagamento para os professores é o 5º dia útil de cada mês, porém essa data há muitos meses não vem sendo cumprida.

Ainda no que concerne à educação, o transporte escolar encontra-se precário, sendo que, a frequência dos estudantes tem caído significativamente nos últimos meses, tanto na rede municipal quanto na rede estadual, o que gera apreensão para pais, estudantes, professores e gestores escolares, pois compromete de modo direto e significativo a aprendizagem dos alunos.

 

Há localidades em que o transporte escolar não é mais oferecido, ou é oferecido de modo tão irregular (dia sim, dia não) que muitos pais optam por pagar passagens ou irem deixar os filhos na escola. Situação calamitosa principalmente para os pais que não possuem condição financeira e não dispõem de transporte próprio para levar os filhos às unidades escolares.

Outra categoria que não está recebendo em dia são os garis. Hoje na cidade são vistas algumas ruas sem a limpeza devida e muito lixo exposto, causando risco à saúde pública e reclamações por parte dos moradores.

 

Além dos servidores, participaram dos protestos alunos da rede municipal, pais de alunos e representantes da comunidade, reivindicando por uma administração com mais compromisso, em que o gestor cumpra para com o seu papel, garantindo os serviços essenciais, que nada mais são do que a obrigação básica do executivo municipal.

Fotos: Divulgação


O romance ‘Vidas Secas’ de Graciliano Ramos foi publicado em 1938. Na obra mais famosa do autor, ele retrata histórias vividas por retirantes que deixavam o Sertão para fugir da seca. Quase 80 anos depois, a história se repete no Sertão Pernambucano. De acordo com a Defesa Civil de Pernambuco, cerca de um milhão e meio de pessoas sofrem com a seca no estado.

Na Zona Rural de Dormentes, no Sertão pernambucano, é possível encontrar vilarejos com casas abandonadas. No município existem, pelo menos, quatro comunidades rurais abandonadas. Das 60 famílias que moravam no povoado de São Domingos, só restaram 20.

A família do agricultor José Ângelo Barbosa é uma das que ainda resiste na localidade. ” É porque a gente não teve oportunidade ainda, mas várias pessoas já foram, né?. Várias casas fechadas aqui nessa vila, e sempre acontece isso, porque a oportunidade é pouca para gente viver, né?. E com certeza isso aí a gente tem certeza que foi gente que foi trabalhar fora. Não tem de onde tirar o sustento pra manter a família, né?”.

Os moradores deixaram as propriedades, as terras e tudo que tinham para fugir da seca. Eles foram tentar uma vida melhor em outras cidades e até mesmo em outros estados, já que a situação não está boa em Pernambuco.

De acordo com a Defesa Civil de Pernambuco, dos 185 municípios do estado, 125 renovaram recentemente o decreto de emergência por causa da estiagem e 56 deles ficam no Sertão. No total, são cerca de um milhão e meio de pessoas sofrendo com a seca.

Muitos reservatórios de água já entraram em colapso. Quem plantou este ano, não colheu nada. O diretor do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Dormentes, Auricélio Damasceno, disse que está difícil  produzir na região. “O que os agricultores plantam perdem. É muita falta de água. Os moradores estão deixando as suas propriedades e indo pra outras regiões, em busca de melhorias de vida”.

A salvação de muitas famílias chega através de carros-pipa das operações mantidas pelos governos estadual e federal. A agricultora Gildete Gomes comemora quando enchem as cisternas do sítio. “Eu me sinto muito bem, porque água aqui é muito difícil e quando aparece aí eu sempre gosto de poupar, que eu laboro com minhas coisas poupando muita água, que aqui é muito difícil de água”.

A Coordenadoria de Defesa Civil do estado de Pernambuco (Codecipe) não divulgou o que a instituição pretende fazer para ajudar as famílias que sofrem com a falta de água no Sertão.

 

Fonte: Okariri


Uma agência da Caixa na área central de Sobradinho, no Distrito Federal, foi explodida na madrugada desta terça-feira (18). De acordo com a Polícia Militar, três homens chegaram de carro perto da unidade, instalaram o material explosivo, detonou e depois fugiu pela BR-020 levando o dinheiro. O impacto da explosão acabou destruindo as paredes do espaço.

A corporação não soube informar o montante levado. Apenas um dos três caixas eletrônicos que funcionavam na agência foi alvo do grupo, mas os outros equipamentos também acabaram danificados.

O local foi isolado. Uma perícia deve ser realizada para tentar identificar os autores e verificar se ainda há material explosivo.

Outro caso

Em 30 de setembro, três assaltantes explodiram um caixa eletrônico da Associação Atlética Banco do Brasil (AABB), no Setor de Clubes Sul. O roubo ocorreu por volta das 3h40 e, segundo vigias, a ação durou menos de cinco minutos. Nessa ocasião, a polícia também não soube informar a quantia que foi levada do dispositivo.

Segundo funcionários do clube, os três cortaram um pedaço da grade antes de romper um cadeado para abrir o portão e chegar à área social do clube, onde fica o caixa eletrônico. No momento da explosão, seis vigias trabalhavam no clube e associados estavam no bar.

Agência da Caixa em Sobradinho alvo de ladrões (Foto: Polícia Militar/Divulgação)

 

Fonte: G1- Ceará


Nuno Portugal Torres, 39 anos, morava há cinco anos no Ceará

Nesta terça-feira (18)  a Polícia Civil  retoma as investigações sobre o assassinato de um comerciante português, em Fortaleza. O crime ocorreu na tarde de ontem (18), quando um casal assaltou a loja de informática e joias da vítima no Montese, mesmo bairro onde, na última sexta-feira (14), um oficial da PM também foi morto por assaltantes.

O português Nuno Antônio Portugal Torres, 39 anos, casado com uma cearense e pai de uma criança, morava no Ceará há cerca de cinco anos. Ele residia com os sogros numa casa na Rua Eusébio de Queirós, no Montese, onde também instalou uma loja de artigos de informática, jogos eletrônicos e joias. Vendia também relógios importados.

Segundo a Polícia, um casal teria entrado em contato com Nuno, através das redes sociais, se dizendo interessado nos relógios importados. Ontem à tarde, os supostos clientes apareceram na loja e foram atendidos diretamente pelo português.

Filmado

As imagens gravadas pelas câmeras do estabelecimento gravaram o momento em que o casal entra na loja e passa a ser atendido. Nuno está mostrando um dos relógios importado ao casal quando, de repente, o homem saca uma arma. Rapidamente, o português trava uma luta corporal com o assaltante tentando desarmá-lo.  Dois funcionários dele também entram na luta mas logo desiste, pois um deles recebe um tiro no pé.

Em seguida, o bandido dispara mais tiros e mata o comerciante. A mulher tenta fugir, mas dá meia volta e apanha o relógio importado. Em seguida, o casal desaparece.

O caso deverá ser investigado pela Delegacia de Roubos e Furtos (DRF), visto tratar-se de um caso de latrocínio (roubo seguido de morte). A Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP)  está colaborando nas diligências. 

 

Fonte: CearáNews7


O secretário executivo do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), Moreira Franco, se recusou a comentar nesta terça-feira as denúncias de que recebeu R$ 3 milhões em propina para cancelar uma obra. A delação foi feita pelo executivo Claudio Melo Filho, ex-vice-presidente de Relações Institucionais da Odebrecht, que em depoimento disse à Procuradoria-Geral da República (PGR) ter pago o valor em 2014, quando o ministro era secretário de Aviação Civil no governo de Dilma Rousseff.

A informação foi veiculada no final de semana em reportagem da revista Veja. O montante teria sido pago pela Odebrecht em troca do cancelamento do projeto de construção de um terceiro aeroporto em São Paulo, na cidade de Caieiras, na Grande São Paulo. A obra seria construída por empreiteiras concorrentes, a Camargo Corrêa e a Andrade Gutierrez, e prejudicaria os interesses da Odebrecht, concessionária do Aeroporto do Galeão, no Rio, que enfrentaria a concorrência da nova infraestrutura.

Hoje, em Tóquio, no primeiro dia de agenda oficial no Japão, Moreira Franco discursou a uma plateia de empresários japoneses e mencionou a estabilização econômica no Brasil, elogiando o plano Ponte para o Futuro, que norteia a política do governo de Michel Temer. Em seu discurso, não fez menções à Operação Lava Jato, muito menos às denúncias que o envolvem.

Questionado pelo jornal O Estado de S.Paulo sobre a delação de Melo Filho, Moreira Franco reagiu irritado, interrompeu a pergunta e se recusou a responder. “Eu já falei sobre isso. Por nota, mas já é suficiente. O que eu tinha a dizer está na nota”, afirmou, reiterando várias vezes: “O que eu tenho a dizer está na nota. Entre no site. O que eu tinha a dizer está curto e grosso na nota.”

Indagado sobre se tem a intenção de colocar o cargo à disposição do presidente Michel Temer, Moreira Franco repetiu: “O que eu tinha a dizer está na nota. Olhe a nota, vá ao site e veja”.

Tão logo a denúncia veio a público, Moreira Franco divulgou uma nota oficial classificando a suposta propina de “mentira afrontosa”, disse que o cancelamento aconteceu por razões técnicas e que nunca discutiu questões financeiras com Claudio Melo Filho. “Considero a denúncia uma indignidade e, sem provas, uma covardia”, alegou.

Moreira Franco faz parte da comitiva presidencial que chegou a Tóquio na madrugada desta terça-feira e tem encontros com o imperador do Japão, Akihito, e o primeiro-ministro, Shinzo Abe, além de líderes empresariais. Desde que chegou, Temer ainda não falou com jornalistas. O presidente não tem agenda oficial hoje.

 

Fonte: CearáAgora


O final de semana foi bastante movimentado em relação a acidentes de transito no Ceará, ao todo foram dez pessoas que morreram vitimadas em acidentes, foram registrados casos nos municípios Icó,Mombaça, Crateús, Crato, Limoeiro do Norte, Camocim (dois mortos), Farias Brito (dois mortos) e em Porteiras.

No município de Porteiras, Já era finalzinho da tarde do domingo (16/11) quando aconteceu um capotamento de um veiculo Fiat Uno. O fato ocorreu na CE 397 em uma curva que fica localiza bem próxima a sede do município.

 Uma mulher que tripulava o veiculo veio a óbito de imediato já o motorista foi socorrido em estado grave para o Hospital Geral de Brejo Santo.

O corpo foi encaminhado para o Núcleo de Perícia Forense em Juazeiro do Norte, onde foram feitos os procedimentos cabíveis.

Sem vitima fatal

 

Já em na estrada que liga Mauriti a Umburanas também no domingo (16), um motorista de um Chevrolet Corsa perdeu o controle e veio a capotar várias vezes, segundo informações o condutor foi hospitalizado e sofreu apenas ferimentos e não corres risco de morte.

 

Fonte: Okariri


Bancos públicos foram na contramão da concorrência e ajustaram gradualmente o juro cobrado dos clientes nos últimos meses. O movimento foi suficiente para mudar radicalmente o ranking do crédito do Banco Central. Se no passado recente Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal operavam os juros mais baixos, agora as duas instituições já cobram algumas das maiores taxas. Entre os cinco grandes, o BB tem o maior juro no financiamento de veículos e a Caixa opera o segundo maior no crédito rotativo do cartão de crédito.

Após o estouro da crise em 2008, bancos estatais foram protagonistas quando os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff incentivaram o consumo via queda de juros. O plano, porém, mudou. No ano passado – ainda no governo Dilma – os dois bancos federais começaram a elevar lentamente os juros em reação à subida da taxa Selic e diante de necessidade de melhorar a estrutura de capital, como revelou o Estado no início do ano.

Com a chegada de Michel Temer ao Palácio do Planalto, o movimento ganhou velocidade. Em maio, o peemedebista indicou Paulo Caffarelli para a presidência do BB e Gilberto Occhi para a Caixa. Sob o novo comando, os dois bancos adotaram o discurso de recompor receitas para recuperar a rentabilidade perdida nos anos de ação mais agressiva. Pouco mais de quatro meses com a nova chefia e as instituições já exibem juros bem próximos dos concorrentes. Às vezes, até maiores.

Para o economista Roberto Troster, sócio da Troster & Associados, a mudança da política do BB e Caixa é o reconhecimento de que a persistência dessa ação mais agressiva poderia colocar em risco o futuro dos próprios bancos estatais. “Essa recomposição acontece porque o governo viu que, se não mudasse, os bancos iriam quebrar. Afinal, precisam de lucro para continuar emprestando”, disse.

Carros. Um dos símbolos dessa guinada está no crédito para veículos. No fim de 2015, o Banco do Brasil tinha juro médio de 26,5% ao ano, o menor entre os cinco grandes bancos – BB, Itaú, Bradesco, Caixa e Santander. Com a atual crise no setor automotivo, a demanda despencou e concorrentes reagiram com redução das taxas.

O juro médio do Santander, por exemplo, caiu quase 5 pontos e atualmente, perto de 24%, é o mais competitivo do grupo, segundo dados do BC de 15 de setembro. Bradesco e Itaú reduziram taxas entre 1 e 2 pontos no mesmo período. Já o BB, na contramão, subiu ligeiramente o juro para 27,2% e, diante da queda dos demais, agora concede o crédito com o maior juro médio. Na Caixa, o custo ficou praticamente estável e atualmente é o terceiro mais caro.

Outro exemplo aparece no crédito rotativo do cartão. No fim de 2015, clientes da Caixa que não quitavam a fatura integral tinham de pagar 350,4% ao ano. Na época, era a menor taxa entre os cinco grandes. Desde então, o número tem subido de elevador: 412% em março, 433% em maio, 459% em agosto e 508,2% em 15 de setembro. Com a escalada, a Caixa deixou de ser a mais barata para ocupar o posto de segunda mais cara. O banco federal está apenas atrás do Santander, pratica o maior juro rotativo: 581% ao ano.

Entre as demais linhas acompanhadas pelo BC, o BB é o segundo mais caro no crédito consignado para aposentados, a Caixa é a segunda mais cara no consignado para empregados de empresas privadas e, no cheque especial, a opção mais barata deixou de ser do BB e passou a ser do Bradesco.

Em 2012, na véspera do Dia do Trabalho, o governo elevou o tom na briga contra os juros altos cobrados pelos bancos. A presidente Dilma Rousseff aproveitou um pronunciamento, em cadeia nacional de rádio e televisão, para orientar os clientes a exigirem “melhores condições” de financiamento.

No discurso, Dilma classificou como “inadmissível” o custo dos empréstimos no Brasil e recomendou às instituições privadas seguirem o “bom exemplo” dos bancos estatais, que já haviam feito pelo menos duas rodadas de corte de juros nas principais linhas de financiamento.

“É inadmissível que o Brasil, que tem um dos sistemas financeiros mais sólidos e lucrativos, continue com os juros mais altos do mundo”, afirmou a presidente, em seu pronunciamento aos trabalhadores.

Na avaliação da presidente, havia espaço para cortes, e ela recomendou às instituições privadas que seguissem a Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil. “A Caixa e o Banco do Brasil escolheram o caminho do bom exemplo e da saudável concorrência de mercado, provando que é possível baixar os juros cobrados dos seus clientes em empréstimos, cartões, cheque especial, inclusive no crédito consignado”, afirmou.

Fonte: CearáAgora


Com calendário apertado diante de um tema que já provocou numerosos debates no Congresso, a Câmara terá, a partir desta semana, mais uma comissão especial. Desta vez, para tratar da reforma política. Novas mudanças nas regras eleitorais são um consenso entre os partidos, principalmente após as eleições municipais deste ano, as primeiras sem doações de empresas às campanhas.

A impossibilidade do retorno do financiamento empresarial parece ser bandeira unânime. No entanto, existem divergências em relação ao sistema de votação e à necessidade de endurecimento das regras eleitorais.

Relator do último colegiado a discutir reformas eleitorais na Câmara, o presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), defende mudanças no sistema eleitoral após a derrubada do financiamento empresarial de campanhas. Para ele, o melhor modelo para acompanhar a mudança na regra das doações é a votação em lista fechada, na qual os eleitores votam nos partidos e cada legenda define internamente quem ocupará as vagas no parlamento.

“No financiamento público só cabe lista fechada”, diz Maia. Segundo ele, o modelo traz economia. “Você faz eleição por estado. Em vez de 70 campanhas para deputado federal no estado do Rio de Janeiro, [o partido] vai fazer uma. Em vez de 100 campanhas para deputados estaduais, você vai fazer uma”, afirma.

Líder do partido de Maia, o deputado Pauderney Avelino (AM) adota um tom mais moderado. “Precisamos primeiro fazer um rescaldo da campanha municipal e avaliar o que nos deixou de ensinamento”, diz. Avelino concorda que o financiamento privado de empresas não pode voltar à mesa de negociações e defende o endurecimento maior das regras eleitorais.

“Precisamos ver coligações, representação de partidos e sistema de eleições. Se vamos, por exemplo, fazer em lista fechada, voto majoritário, distrital ou mista. Teremos 513 opiniões diferentes mas vamos trabalhar no sentido de que precisamos do consenso”, disse Avelino.

Caminho sem volta

Adversário político do DEM e um dos maiores defensores do financiamento público, o PT, segundo o líder do partido, Afonso Florence (BA), considera as regras que valeram para as eleições municipais um caminho sem volta. “Acabamos com o financiamento empresarial e temos de acabar com o financiamento individual de milionários. Também somos a favor do voto em lista”, antecipa.

Como a reforma política é uma bandeira de todas as legendas, um acordo entre Câmara e Senado foi selado para que cada uma das Casas trate de pontos específicos e que tudo seja previamente debatido. O objetivo é evitar que senadores derrubem o que deputados aprovarem e vice-versa.

Pelo acerto, o Senado tratará de coligações partidárias e de cláusula de desempenho, que estabelece um percentual mínimo de votação para a legenda conquistar cadeiras no Congresso. A comissão da Câmara ficará com o encargo de decidir, sob a relatoria do deputado Vicente Cândido (PT-SP), mas ainda sem presidente definido, qual será o sistema eleitoral que deve vigorar.
Além do PT, a bancada do PSDB também tem posicionamento fechado sobre o tema. Líder dos tucanos na Câmara, o deputado federal Antonio Imbassahy (BA) defendeu o voto distrital misto como forma de reduzir os custos de campanha e estimular a aproximação com o eleitor. “O atual modelo [de votação aberta e proporcional] está esgotado”, diz.

Atualmente, as eleições seguem regras proporcionais para escolha das vagas do Legislativo, ou seja, vota-se em um candidato ou em um partido, e os eleitos são definidos conforme o número de cadeiras de cada legenda. O PSDB não deve assumir a presidência da comissão. Imbassahy, no entanto, defenderá um nome que garanta agilidade ao debate para que as mudanças passem a valer nas eleições de 2018.

Consenso

Um nome indicado para comandar da comissão é o do peemedebista Lúcio Vieira Lima (BA). Além dele, o partido quer, como integrantes do colegiado, Sérgio Souza (PR), Daniel Vilela (GO), Mauro Mariani (SC) e Hugo Motta (PB). O líder do PMDB, Baleia Rossi (SP), não quer antecipar qual sistema a bancada defenderá. Rossi disse que se reunirá com os parlamentares indicados para tentar consenso em torno de uma posição e evitar que os parlamentares defendam projetos pessoais.

“Quero debater com especialistas porque depende muito do tipo de financiamento. Se continuar publico, por meio do fundo partidário, é preciso fazer debate por voto em lista, talvez aberta, onde metade dos votos vai para o partido e outra para candidatos, é uma forma de ampliar o debate”, disse Rossi.

Para o líder do PMDB, a minirreforma que limitou as doações de campanha foi um avanço e é preciso avaliar o que deu certo e o que não funcionou. Ainda assim, ele defende que sejam tratados pontos possíveis de serem aprovados rapidamente para que mudanças passem a valer em 2018. “A população mandou um recado muito claro nestas eleições, com o aumento de abstenções, de que não está satisfeita com a forma como a política está sendo feita”, adverte.

 

Fonte:  Okariri


Acidentes envolvendo motocicletas continuam liderando estatísticas de mortes no trânsito

Balanço parcial das ocorrências policiais registradas no fim de semana apontam, ao menos, 27 pessoas vítimas de mortes violentas, isto é, assassinatos e acidentes de trânsito. No total, 17 homicídios e latrocínios ocorreram no Ceará, além de 10 mortes em desastres. Entre as vítimas estão cinco mulheres, todas assassinadas.

Em Fortaleza, oito pessoas foram executadas, sendo três delas (mulheres) na comunidade da Estiva, no bairro Cais do Porto, no Grande Mucuripe, zona Leste da cidade. O triplo homicídio ocorreu dentro de um bar na Avenida Vidente de Castro, onde as vítimas bebiam, na noite de sábado (15). Para a Polícia, o triplo homicídio pode ter ligação com uma chacina ocorrida no ano passado, quando um chefe do tráfico foi executado juntamente com outras quatro pessoas.

Além do triplo homicídio no Cais do Porto, também foram registrados assassinatos em Fortaleza nos seguintes bairros: Jardim América (duplo homicídio), Jangurussu, Jardim Iracema e José Bonifácio.

Já na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), dois crimes de morte ocorreram em um único Município: Caucaia. Em um deles, uma ossada humana foi localizada no bairro Vicente Arruda. Já o segundo assassinato ocorreu na zona rural, tendo uma mulher sido morta a tiros.

Sertão

No Interior Norte, as autoridades registraram três casos de homicídios, nos Municípios de Palmácia, Jijoca de Jericoacoara e Baturité.

No Interior Sul, foram quatro assassinatos nos municípios de Quixeramobim (dois casos) e Pedra Branca (também 2 casos).

Acidentes

Dez pessoas morreram vítimas de acidentes de trânsito em todo o Estado no fim de semana, sendo destas, oito que eram ocupantes (piloto ou garupeiro) de motocicletas. Os desastres ocorreram nos seguintes Municípios: Camocim (dois mortos), Porteiras, Limoeiro do Norte, Farias Brito (dois mortos), Icó, Crateús, Mombaça e Crato.

No bairro Brasília, em Camocim, no Litoral Oeste do Ceará (a 373Km de Fortaleza), uma colisão matou Leandro Ferreira Chaves, 33 anos; e Jonathan da Silva Matos Oliveira, 16, na tarde do domingo, por volta de 16h20. Os dois eram ocupantes de uma motocicleta.

Na rodovia estadual CE-386, na Comunidade do Mutirão, no Município de Farias Brito, no Cariri (a 471Km de Fortaleza), outra colisão, também envolvendo  motocicleta, deixou dois mortos, identificados como Antônio Israel Fernandes de Oliveira, 26 anos; e Joel Carneiro da Silva, adolescente, de 17 anos. 

 

Fonte: CearáNews7


Página 62 de 63

Commentários

Share on Myspace

Compartilhar

COMPARTILHAR

Previsão do Tempo em Mauriti-CE

Agenda Cultural do Cariri

  • ok.jpg
  • 13.jpg
  • 15.jpg
  • 25.jpg
  • 42.jpg
  • damiao2.jpg
  • lora.jpg
  • lovyle.jpg
  • marcio.jpg
  • moto2.jpg
  • net.jpg
  • real2.jpg