Rondônia estende até sábado restrição à circulação de pessoas

O governo de Rondônia prorrogou até o próximo sábado (30) as medidas de isolamento social em vigor desde o último dia 17, mantendo a proibição à circulação de pessoas entre 20h e 6h em cidades que estão nas fases 1 e 2 do Plano Todos Por Rondônia.

Publicado hoje (27), o decreto estadual nº 25.754 estende por mais quatro dias a vigência do toque de recolher e das outras medidas restritivas adotadas para conter o aumento do número de casos da covid-19, como a proibição da venda de bebidas alcoólicas entre 19h e 6h.

Também continua proibido o funcionamento de balneários, boates, casas de shows e similares e a realização de festas privadas (independentemente da fase do plano em que o município se encontre), atividades recreativas coletivas, incluindo a prática de esportes em geral e qualquer atividade em vias públicas que cause aglomeração..

Por outro lado, o novo decreto permite o transporte de passageiros por serviços de transportes por aplicativos, bem como por táxis e mototáxis autorizados, entre as 6h e as 19h, ou seja, fora do horário do toque de recolher. Os veículos só poderão transportar mais de dois passageiros, caso se trate de pessoas de uma única família, e todos deverão usar máscaras. Ônibus intermunicipais funcionarão com 50% da capacidade de passageiros, em qualquer horário.

Já as farmácias, supermercados, açougues, padarias, armazéns e estabelecimentos que vendam alimentos devem restringir o atendimento a 40% da capacidade total, que deverá estar informada na entrada, em local visível.

O decreto também estende a autorização para que, nos casos em que for possível, servidores e empregados públicos sigam trabalhando em suas casas.

De acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa) no final da tarde de ontem (26), Rondônia já contabiliza 119.336 casos confirmados da doença desde que a presença do novo coronavírus no Brasil foi confirmada, no fim de fevereiro de 2020. No mesmo período, foram registrados 2.149 mortes em decorrência de complicações causadas pela covid-19. Ao menos 1.768 pessoas aguardavam pelo resultado de testes para saberem se foram infectados e 558 estavam internados até a noite de ontem.

 

Fonte:  Opovo / AGêNCIA BRASIL

Notícias Relacionadas