Suspeito apontado como chefe de grupo criminoso é preso em Caucaia

Um homem, de 27 anos, apontado como chefe de uma organização criminosa com atuação no município de Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), foi preso nesta terça-feira, 13, durante operação da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) na região. Identificado por Jamilo da Silva Pereira, ele também é investigado pela participação em 10 homicídios. O suspeito foi preso por equipes do 18º Distrito Policial.

Conforme as investigações policiais, Jamilo integrava um grupo criminoso, mas para comprovar o interesse em ingressar em uma organização criminosa rival, ele teria executado um adolescente de 17 anos e um homem de 20 anos, no dia 20 de março, em Caucaia. O suspeito é investigado ainda pela participação em pelo menos mais dez homicídios ocorridos naquela região.

Em 2019, uma denúncia foi registrada no 18° Distrito Policial de Caucaia apontando que Jamilo da Silva Pereira seria chefe de uma facção criminosa, no bairro Marechel Rondon-Jurema, em Caucaia. Conforme Inquérito Policial, a denúncia também alega que o suspeito teria envolvimento com tráfico de drogas na região e que seria o autor de diversos homicídios no município. Um outro homem, identificado na denúncia de apenas “Adriano”, foi apontado como comparsa de Jamilo nos crimes.

Segundo levantamento das investigações policiais, Jamilo mesmo não possuindo uma fonte de renda lícita, costumava transitar em veículos de luxo, mas sempre trocando de automóvel para não chamar a atenção da Polícia. Em pesquisa nas redes sociais, o suspeito tinha publicações em prol da facção criminosa objetivando divulgar seu poder de fogo e inibir seus inimigos.

De acordo com o delegado Huggo Leonardo, titular da Delegacia Metropolitana de Caucaia (DMC), havia um mandado de prisão temporária em aberto, que foi cumprido durante esta tarde. Ainda segundo o delegado, o suspeito já era investigado há algum tempo por crime organizado e outros crimes. Hoje, após diligências realizadas por composições do 18º DP para encontrá-lo, ele se rendeu.

Na unidade policial, após prestar depoimento, Jamilo da Silva teve o mandado judicial pelo crime de integrar organização criminosa cumprido. O Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) manifestou-se, favoravelmente, ao pedido formulado pela autoridade policial, solicitando a prisão temporária do suspeito. A Polícia Civil ainda mantém as investigações com o intuito de reunir provas suficientes do envolvimento do suspeito em crimes apurados pelas delegacias de Caucaia.

Fonte: opovo

Notícias Relacionadas