Polícia derruba mineração ilegal de bitcoin durante operação antidrogas

Recentemente, a polícia do Reino Unido foi alertada que uma unidade industrial na cidade de Birmingham poderia ter se tornado uma instalação de cultivo de maconha e um centro de tráfico de drogas. Incrivelmente, ao invadirem o lugar em uma força tarefa, o que se encontrou foi algo muito diferente do esperado, mas de fato criminoso. Havia uma grande operação de mineração de bitcoin (BTC) que roubava eletricidade para alimentar inúmeras máquinas de processamento de dados.

As informações foram divulgadas pela West Midlands Police, departamento regional do Reino Unido. Em comunicado, as autoridades revelam que uma operação foi realizada em meados de maio com o objetivo de capturar em flagrante uma organização de narcotráfico.

“Executamos um mandado de drogas em uma unidade industrial de Black Country e descobrimos uma “mina” de criptomoedas que estava roubando milhares de libras em energia da rede elétrica. Os policiais forçaram a entrada nas instalações em Great Bridge Industrial Estate, em Sandwell, no dia 18 de maio, após surgirem informações que sugeriam que o local estava sendo usado como uma fazenda de cannabis”.

West Midlands Police

Instalação parecia ser para cultivo de cannabis

Antes da operação, a polícia observou várias pessoas entrando e saindo do prédio ao longo do dia e detectou uma extensa estrutura de ventilação e fiação. Essas características também poderiam indicar a presença de uma estufa climatizada. O relatório afirmou que um drone foi capaz de detectar grandes quantidades de calor saindo do prédio. Como as fazendas internas de cannabis usam sistemas de iluminação, aquecimento e ventilação para cultivar plantas onde elas normalmente não poderiam crescer, a polícia acreditou estar vendo “sinais clássicos” de uma operação clandestina de produção da erva.

Porém, ao efetivamente invadir o local, a polícia de West Midlands logo descobriu pelo menos uma centena de máquinas do modelo Antminer S9, responsáveis por processar as intensas demandas de criptografia da mineração de bitcoin. Como consequência, esses equipamentos (ainda mais concentrados em tamanha quantidade) geram muito calor, assim como um computador realizando atividades pesadas.

Minerar bitcoin não é ilegal, mas roubar energia é

Até então, a história poderia ter se tornado uma gafe policial uma vez que esse tipo de instalação e atividade não é nada ilegal no Reino Unido. Na realidade, há empresas dedicadas exclusivamente a fornecer esses equipamentos e realizar a mineração de bitcoin, ether e de outras criptomoedas.

O fator ilegal era o suprimento de energia. Os mineradores não estavam pagando suas contas, que é o principal motivo para que a atividade não seja tão popular em regiões como a Europa, onde a eletricidade não é nada barata em comparação às áreas industriais chinesas.

Todo o complexo dedicado à mineração de bitcoin estava roubando eletricidade da rede local. A polícia estima que o prejuízo chegou a “milhares de libras”, mas não deu números específicos até o momento. Como resultado, uma operação criminosa foi de fato encontrada e encerrada pelas autoridades britânicas. Cada um dos equipamentos apreendidos é avaliado em cerca de US$ 5 mil. Nenhuma prisão foi feita ainda.

Fonte: TecnoBlog

Notícias Relacionadas