EM MAURITI, MERENDA ESCOLAR NÃO CHEGA NA MESA DOS ALUNOS DO ENSINO FUNDAMENTAL

Em 2020, por conta da pandemia do novo Corona vírus, o Governo Federal sancionou a lei nº 13.987 que autoriza a distribuição de gêneros alimentícios adquiridos com recursos do Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae) aos pais ou responsáveis dos estudantes das escolas públicas de educação básica.

Neste ano, próximo do encerramento do primeiro semestre letivo, com aulas mediadas pela tecnologia, os pais dos alunos continuam sem receber a merenda que é um direito deles e dever do município. Ressalta-se que no município existem várias famílias que vivem em situação de vulnerabilidade social e muitas dessas crianças em situação de pobreza dependem das escolas que frequentam para se alimentarem.

No mês de abril do ano corrente, as escolas realizaram a distribuição de alguns itens da merenda escolar, fato que causou repercussão local, pois, segundo relatos, os produtos distribuídos foram insuficientes.
Entramos em contato com a Secretária de Educação para saber a causa da não entrega desses alimentos, mas até o fechamento desta matéria não tivemos resposta.

Notícias Relacionadas