Veja os nomes dos 35 municípios envolvidos no escândalo de Itatira

Levantamento feito pelo CN7 nesta quinta-feira (8) mostra que pelo menos 35 municípios estão envolvidos no escândalo de Itatira, desbaratinado na terça-feira pela Polícia Civil.

Alguns municípios se envolveram bastante no esquema, como é o caso de Itatira (epicentro de todo esquema), que com apenas três empresas, BMC Ecoservice, AVM Cardoso Construções e Posto Jucá, gastou R$ 24.087.629,52.

Outra que aparece com gastos exorbitantes é a Prefeitura de Caucaia, que apenas com um única empresa, a Top Loc, gastou R$ 18.251.263,47 (nos anos de 2020, 2019, 2018 e 2017).

Maranguape também só com uma empresa (Top Loc), torrou R$ 5.271.733,63 (nos anos de 2020, 2019, 2018 e 2017)

Já Cratéus, com a Top Loc e a 10 Vezes Mais Serviços, gastou R$ 2.329.952,5 (nos anos de 2021, 2020, 2019 e 2018).

Em tempo

A Prefeitura de Aracati gastou em 2020, com a AVM Cardoso Construções, que faz parte do esquema de empresas suspeitas de lavar dinheiro para facção criminosa, R$ 736.882,86.

Veja o nome dos 35 municípios, até agora, envolvidos no esquema de Itatira:

Acaraú
Aracati
Amontada
Barreira
Beberibe
Canindé
Caridade
Caucaia
Crateús
General Sampaio
Ibicuitinga
Itapiúna
Itatira
Jijoca de Jericoacoara
Juazeiro do Norte
Limoeiro do Norte
Massapê
Maracanaú
Miraíma
Maranguape
Martinópole
Nova Russas
Ocara
Pacatuba
Pacujá
Paracuru
Paramoti
Pedra Branca
Quixadá
Santa Quitéria
Senador Sá
Tauá
Tianguá
Umirim
Uruburetama

Confira lista completa com cada município e os gastos

Com informações do CN7

Notícias Relacionadas