Mulher morre em Várzea Alegre vítima de colisão entre moto e carro na BR 230

Uma mulher de 33 anos morreu na noite desta segunda-feira (11), após uma colisão entre veículos na BR 230, em Várzea Alegre. A vítima estava na garupa de uma motocicleta que foi colhida por um carro guiado por um policial militar.

Por volta das 18h30min, a deficiente Luciana Xavier, de 33 anos, que residia no Centro de Várzea Alegre trafegava pela rodovia federal no sentido Farias Brito/Várzea Alegre como passageira de uma moto Honda/CG 150 Sport, de cor vermelha, ano/modelo 2006, de placa JJY-9522, conduzida por Antonio Ferreira da Silva, de 36 anos, que mora no bairro Varjota, naquela cidade quando nas proximidades do Posto Padre Cícero, no bairro Sanharol, o veiculo foi colhido na traseira pelo automóvel Toyota/Corolla XEI20 Flex, de cor prata, ano 2018, modelo 2019, placas PMQ-8183.

Luciana Xavier, de 33 anos, não resistiu aos ferimentos e morreu no local do acidente. Foto: Redes sociais

Com o impacto do choque entre os dois veículos, os ocupantes da moto caíram na pista de rolamento. Luciana Xavier não resistiu aos ferimentos e morreu no local, enquanto que Antonio Ferreira acabou socorrido pelo SAMU e levado ao Hospital São Raimundo de Várzea Alegre, onde está sendo submetido ao atendimento emergencial e avaliação do seu quadro de saúde.

O motorista do carro, o Cabo da Polícia Militar do Ceará, Alex Gomes Penha, de 30 anos, lotado na 2ªCia/2ºBPM sediada no município do Crato permaneceu no local do acidente até a chegada do socorro e após isso se apresentou espontaneamente na Delegacia Regional de Polícia Civil da cidade de Iguatu, onde foi ouvido pelo Dr. Rodrigo, delegado plantonista, sendo em seguida liberado. O militar afirmou que não viu a moto, reforçando a versão de que “como se a motocicleta estivesse com a lanterna traseira apagada”.

FOTO: REDES SOCIAIS

Os veículos foram recolhidos ao pátio interno da Delegacia Municipal de Polícia Civil de Várzea Alegre, para posteriormente apresentação a Autoridade Policial. O corpo de Luciana Xavier foi encaminhado ao Núcleo de Ciências Forense de Iguatu.

Com informações da Agência Cariri Ceará

Notícias Relacionadas