Elon Musk recebe ministro para discutir Starlink em escolas do Brasil

Já tem algum tempo que se fala sobre a chegada da Starlink no Brasil. O CEO da SpaceX, Elon Musk, recebeu o ministro das Comunicações, Fábio Faria, para discutir o uso de internet via satélite da empresa para levar conectividade a escolas rurais e monitoramento da floresta amazônica. A companhia recentemente recebeu a homologação da Anatel para o seu roteador doméstico.

O ministro Faria visitou a sede da SpaceX nos Estados Unidos e conversou com Gwynne Shotwell, diretora de operações da companhia. O político posteriormente encontrou com Elon Musk em Austin, no Texas, e divulgou no seu perfil do Twitter que busca uma parceria com a Starlink para expandir o programa Wi-Fi Brasil e conectar “todas as escolas rurais que estão faltando”.

A parceria buscada por Faria também envolve o uso da tecnologia da SpaceX para preservação da Amazônia e “todos os locais remotos no Brasil”. Nada concreto foi revelado pelo ministro ou pela empresa.

Ministério das Comunicações também conversa com OneWeb

Além da Starlink, Faria também se reuniu com a OneWeb, outra empresa de satélites de baixa órbita. O encontro ocorreu em Glasgow durante a COP26. O ministro publicou no Twitter que a empresa irá lançar dois centros de controle no Brasil e que a empresa “têm grande interesse em colaborar para atender localidades e escolas rurais, além de ajudarem na proteção da Amazônia”.

Atualmente, o Wi-Fi Brasil é prestado através do SGDC-1, satélite brasileiro operado pela Telebras. O programa cria pontos de acesso à internet em locais com estado de vulnerabilidade social e que não são atendidos por outras operadoras. Os hotspots são instalados em escolas, bibliotecas, pontos de saúde, comunidades quilombolas, assentamentos rurais, aldeias indígenas, entre outros.

A chegada da Starlink no Brasil já é esperada há mais tempo. A SpaceX abriu um CNPJ para a empresa de internet em março de 2021 e solicitou o direito de exploração de satélites para a Anatel no mês de maio.

Alguns equipamentos terrestres da Starlink já foram homologados pela Anatel, incluindo antenas de satélite com capacidade de transmissão de até 4 Gb/s. A certificação mais recente foi do roteador UTR-201, modelo de primeira geração que é utilizado nas casas dos assinantes.

Informações do site Tecnoblog

Notícias Relacionadas