Empresário francês morador de Fortaleza é suspeito de crimes contra o sistema financeiro

Quatro mandados de busca e apreensão estão sendo cumpridos na manhã desta sexta-feira (5) contra um empresário francês residente em Fortaleza e seus auxiliares por suspeita de crimes financeiros com recursos de clientes do exterior. 

A operação da Polícia Federal “Parceiros Inglórios” apreendeu documentos e mídias em imóveis na Capital para instrução de inquérito com o intuito de individualizar a atuação dos suspeitos, contabilizar os prejuízos e identificar as vítimas. 

O esquema criminoso começou a ser investigado em 2019, quando os agentes tomaram conhecimento da atuação de um empresário francês e seus funcionários na gestão fraudulenta de recursos estrangeiros. 

VÍTIMAS

Segundo a PF, os suspeitos se apropriavam do dinheiro de clientes e atuavam no mercado financeiro, captando recursos para supostamente investir no Ceará sem autorização do Banco Central

“As vítimas eram, em sua maioria, franceses e suíços residentes na Europa que confiavam nas empresas geridas pelo investigado francês para gerir recursos e tiveram prejuízos financeiros”, diz nota da PF sem citar o total em dinheiro movimentado pelo grupo. 

Os envolvidos poderão responder por crimes contra o sistema financeiro nacional previstos na lei 7.492/86, cujas penas somam até 24 anos de prisão. 

Fonte: diariodonordeste

Notícias Relacionadas